Fudendo gostoso com a mulher o meu “tio”.

O que venho contar é totalmente verídico.
Bom, estou nos meus quarenta e poucos e ela com seus trinta e poucos anos.
De repente em 2016 comecei a olhar com outros olhos para a mulher do cara, e pra falar a verdade não havia nenhuma razão para isso porque a gostosa não dava nenhum tipo de abertura. Muito pelo contrário, ela é extremamente séria e comportada(agora sei que apenas na presença dos outros, porque comigo e entre quatro paredes…É a puta safada que qualquer homem sonha em ter na cama).
Até hoje não encontramos uma explicação para isso. Sim, até hoje. Porque ainda estou comendo essa gostosa, com força, tesão, vontade, satisfação e nós dois fudemos muito e de todas as maneiras e locais possíveis.
Tudo começou em 2016 com aquelas conversinhas moles que lançamos para puxar assunto.
Vi uma foto que a delícia postou de pernas pra cima deitada no sofá e acabei comentando algo sobre precisar de um pouco de sol para bronzear as pernas. Ela respondeu sem render muito assunto, mas daí por diante continuei procurando jeito de puxar conversa e lançar discretamente algumas gracinhas.
Era à noite, e resolvi parar na casa deles porque como já saí tarde ainda faltavam uns 450Km para o destino final da minha viagem. Nem sei como consegui tanta cara de pau, porque eu não conhecia ninguém na casa, exceto a gostosa da mulher do meu “tio”.

Chegando lá o pai dela já estava dormindo, apenas o sobrinho e o filho estavam acordados. E aquela gostosa do caralho vem e me recebe já de “pijama”(FDP), um shortinho, sem calcinha e uma camisetinha…
Eu estava levando na viagem uma bebida quente e doce que por acaso nós dois compartilhamos apreciar. Pedi copos e bebemos uma dose juntos. Ficamos ali na sala conversando(mais assistindo TV, porque assunto mesmo, isso quase não tínhamos). Com o passar do tempo, fui ficando excitado e ao mesmo tempo muito assustado por estar desejando comer aquele tesão de mulher com pouca roupa e proibido que estava do meu lado.

Não percebi nada, mas acho que ela também ficou com tesão e por pouco não começamos nosso namoro aquele dia.
Essa noite, demorei a dormir porque ficava só imaginando ela vindo fuder comigo depois que todos dormissem.
Nossa, que delícia de mulher!
Ficou só na imaginação. Rsrs
No dia seguinte, acordei “com as galinhas”.
Como estava muito incomodado por ter e estar com tesão pela mulher do meu “tio”, tomei café rapidamente e saí fugido de lá.
A viagem toda eu só consegui pensar em transar de todas as formas possíveis com aquela mulher mais que deliciosa(e eu nem sabia ainda o quanto ela é gostosa).
Voltei de viagem muito sem graça, e me afastei. Afinal, ela não me dava a menor confiança.
Um tempo depois, não consegui ficar quieto e novamente voltei a rodear e ficamos de prosa de novo por um bom tempo só com insinuações muito discretas e “inocentes”.
Certa vez, estava eu sozinho na casa do meu pai e começamos a conversar e nesse dia eu queria muito comer essa safada. Não me recordo como entramos num assunto sobre comida, mas acabou que pedi a ela que levasse para mim um tira gosto(claro que o tira gosto que eu me referia era PPK dela).
Nesse dia não comi nem chupei nada… Rsrsrs
Ficamos por mais alguns dias conversando e um dia durante a conversa, como o marido estava trabalhando, resolvi que ia na casa dela; isso mesmo, na casa dela.
A desculpa foi levar uma garrafa da bebida que nós dois gostamos e dar para ela. Nesse dia eu arreguei e não desci do carro. Eu estava de short e meu pau estava duro como pedra. Entreguei a garrafa(era uma miniatura. Rsrs) pela janela do carro e fui embora.
Ou seja, não entrei nem na casa, nem na ppk. Rsrs
Nossa!! Só serviu para aumentar o tesão que eu estava pra comer aquela gostosa.
Não demorou muito, então, um outro dia (31/08/2016), arrumei outra desculpa esfarrapada para ir na casa dela de novo. Só que nesse dia, já fui decidido que ia comer aquela ppk(que até ali eu imaginava ser deliciosa) de qualquer jeito.
Nesse dia entrei, fomos para a sala, sentei no sofá. Logo me sentei ao lado dela e comecei a ir para cima me insinuando, mas ela resistia.
Em certo momento, por ter certa resistência acabei resolvendo ir embora.
Levantei para sair, mas quando cheguei na porta da cozinha, seguido por minha gostosa, me virei de repente e de uma vez só a peguei nos braços e a beijei com muita intensidade.
Enquanto a beijava enfiei minha mão em seu shortinho e o que senti foi o sinal para que eu não parasse mais!
Ela estava com a bucetinha tão ensopada e fervendo de tesão que me enlouqueceu na hora fiquei ainda mais cego de tesão e levei-a novamente para a sala. Na sala continuei a beijando, acariciando, tocando, tirei a calça já louco para comer aquela delícia de buceta molhadinha e quente.
Nesse instante ela me lembrou da camisinha, que eu não havia trazido, rsrsrs. Eu fiz vasectomia e entrei nem estava lembrando de camisinha…Rsrs
Resultado, não comi de novo…
Mas caí de boca na ppk fervendo dela me deliciando sentindo aquela gostosa molhadinha na minha cara. Chupei muito até fazer ela gozar gostoso na minha boca!!
Fui embora maravilhado com aquela delícia que eu acabara de chupar até gozar e nem tinha chegado em casa ainda, mas já estava louco para repetir.
Ali se iniciava uma loucura de namoro proibido que mantemos até hoje e que por mim, vai longe.
Continua…

[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *