Fodendo o cuzinho da cunhada

Sou moreno 1,72 altura 90 kilo e  50 anos, quando namorava minha esposa uma loira 1,60 cabelos longos, magra e uma bundinha de dar água na boca, logo me apresentou pra sua família e eram em quatro irmãs e um irmão ela sendo a segunda filha, e tinha uma Irmã depois dela morena 18 aninhos um beleza de morena e com o passar do tempo percebi que ela ficava me observando com o canto do olho sempre disfarçada e olhava muito pra minha bunda e aquilo me deixava excitado e comecei a provoca- lá olhando tb pro dela que era bem redondinho. E toda vz que estávamos na sala assistindo tv ela ficava me olhando disfarçadamente e Sempre eu olhava pra ela qe disfarçava, um certo dia cheguei bem perto do ouvido dela é disse “ se te pego cunhada vc não vai aguentar 5 minutos” ela sorria e saia e fiqei assim por várias vzs até que um dia eu repeti a frase e ela disse “ pago pra ver quem é que não vai aguentar” no outro dia como já estava por várias vezes domingo na casa, falei “vou dar uma passadinha na sua cama está madrugada” ela olhou e disse “vc ta louco? A Sil ( minha esposa) dorme na cama ao lado,e pode acordar”e só ficar quietinha ela

LibidGel

LibidGel

deu uma risadinha sacana e saiu, quando foi umas três da manhã levantei do sofá aonde dormia e fui na ponta do pé até o qarto dela que estava com a porta fechada mas não trancada,fiqei no chão ao lado e coloquei a mão por baixo do cobertor alisando a bunda dela, ia fazendo carinho pelas coxas, subia pelas costas já que estava de bruços, coloquei a mão no reguinho da bunda até encontrar o cuzinho então enfiei um dedo bem devagar com calma pra não assustar ,coloquei a cara na bunda e percebi ela tremer, coloquei a calcinha de lado e meti a língua no reguinho lambendo de cima até embaixo perto do cuzinho ela deu uma rebitadinha na bundinha pra facilitar então enfiei a língua no cuzinho que gemia baixinho, e com deu a levantada na bunda facilitou ainda pra conseguir chupar a bucetinha que estava bem babadinha toda melada que escorria chupei tudinho ela não aguentando virou de barriga pra cima e abriu as pernas e comecei a chupar aquela bucetinha peludinha, ela gemia gostoso pegou suas mãos e apertou minha cara na bucetinha me sufocando, e gozava feita louca tremendo as perninhas tive que forcar minha cara pra tirar, eu estava sem fôlego de tanto que apertava minha cara na buceta naquele êxtase do gozo depois relaxou e soltou as pernas e mãos que me apertavam na buceta,entao fui subindo bem devagar chupando até chegar aos peitos,e boca,preciso,ela então pediu pra enfiar a pica na bucetinha dela que não aguentava te vontade de ser comida, ficou na beirada da cama, de quatro deitada na cama e o joelhos no chão, peguei a pica coloquei na entrada e forcei ela deu um gritinho abafado e pediu devagar, obedeci e fui entrando naquela bucetinha apertada ela gemia baixinho “ aí cunhadinho vai devagar é muito grosso tá me machucando, aí devagar devagar aiiiiii, então abaixei até o ouvido dela e comecei cochichar“ tá vendo sua cachorra não disse que vc ia chorar pedir pra parar agora aguenta que vou rasgar esta tua buceta,vou esfolar ela, amanhã vc vai ficar toda ardida, e comecei a socar forte ela gemia quase chorando, mas pedia pra não parar que estava gostoso queria gozar e com a pica dentro, e começou a rebolar devagarzinho que tive que tampar lhe a boca, pra não acordar todo mundo, então tirei a pica daquela bucetinha apertada e pedi pra deitar na cama e fizemos um papai mamãe bem gostoso que ela me abraçava cravava as umas na minhas costas que ardia, não aguentando mais começou a me apertar mais forte, passou as pernas por cima de mim e gozou forte,relaxou e soltou e ficou ali então deitei ela de ladinho e soqei novamente na bucetinha dela que não demorou pra gemer e pedir mais, então pediu por cima me ajeitei ela sentou em cima e começou a cavalgar bem devagar abracei ela e meti um dedo no cuzinho dela que de imediato acelerou o movimento recebendo que gostou enfiei mais um não demorou e começou a gozar que tremia e abaixou ao meu ouvido enquanto gozava e pediu põe atrás põe atrás quero gozar com ele atrás enfia enfia, então ela mesmo levantou pegou minha pica tirou da bucetinha e colocou na portinha do cuzinho e foi descendo até entrar tudo vai amor enfia tudo soca gozando, tou gozando aiiiii qe pica gostosa vai amor goza comigo vai vai quero sentir vc gozar dentro enche meu rabo de leite vai meu amor, fiqei assustado e medo que alguém acordasse tanto que gemia, assim que terminou seus espasmo comecei a socar forte no cu dela e tirava, empurrava tudo novamente ela pedia pra gozar logo que estava com o rabo ardendo esfolado que estava com o cu e a buceta ardendo que eu tinha acabado com ela, que não aguentava mais o pau no cu, tira amor tira não tô aguentando põe na minha buceta e goza nela eu disse não que ia esfolar o cu, que ia sentir a porra encher o cu , depois de socar muito anunciei que ia gozar vou gozar cunhadinha tou enchendo teu rabo de porra, enchi o cu dela de porra que quando tirei a pica escorreu porra pra fora então falei no ouvido dela tá vendo sua putinha vou querer comer teu cu mais vezes, sai do qarto e deitei no sofá e dormi e ao amanhecer vi ela passando pela sala e respodeu pra mãe dela que perguntou o porque estava andando meia torta disse que tinha dormido de mau jeito e que estava com dor nas costas, fiz de conta que estava dormindo, quando ela saiu pro trabalho levantei tomei um anjo e fui pro trabalho feliz e já preparando uma próxima vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *