Comi minha cunhadinha safada

Há mais ou menos 1 ano, meu irmão caçula começou a namorar. É claro que eu sempre dei muito apoio ao relacionamento dos dois, até porque ela é uma gata! Mas é aí que começa o problema…

Sexo Por Telefone

A Clara, namorada dele, é uma portuguesinha de 1.68m, cabelo castanho claro, cor de sol, pele clarinha e lisa, boca carnuda e curvas de matar qualquer um de tesão. Não basta ter peitos enormes e naturais, mas tem também uma bunda daquelas empinadinhas, com a quantidade certa de músculo e gordura.

Pois bem, a Clara e o meu irmão transam toda hora! Também, quem não quisesse comer esse rabo todo santo dia só pode ter problema.

Quase todo dia eu escuto o gemidinho na voz fina da Clara e me masturbo até gozar, com inveja da transa deles. O barulho do gemido, das estocadas, dos tapas na bunda… ahh, me deixa louco.

Ultimamente, eu senti que a safada tá me provocando… saindo do quarto a noite de shortinho e puxando assunto comigo… eu sou fiel ao meu irmão, mas eu não deixo passar um rabo de qualidade não. Pensei logo que se ela continuar dando mole, ej vou foder.

Pois aconteceu a oportunidade perfeita. Meu irmão ficou doente e eu tive que levar a safada de volta pra casa. Dirigi o caminho todo conversando e fazendo a safada rir… aproveitei umas chances pra pegar na coxa dela e acho que ela sentiu a tensão sexual que eu queria fazer. Chegando lá perguntei se meu irmão tinha deixado uma roupa lá pra eu levar de volta.
Ela disse que não lembrava, mas pediu prabeu subir com ela e olhar. Hmmm

Chegando lá ela foi procurar e eu fiquei olhando ela na lavanderia. Percebi logo que ela tinha umas roupas bem ousadas.. peguei um top preto dela e um short que pareciam curtos até demais.
– Tu gosta de andar nua é?
Ela riu…
-Ah, aqui é quente, tem que ser…
-É, mas desse jeito nao cobre nem metade da tua bunda
Ela ficou sem jeito
-que nada…
Mas eu continuei.
– Pois veste aí, vamo ver..
Ela ficou muito sem jeito, mas parecia empolgada.. perguntei se tinha cerva na geladeira e abri uma enquanto ela trocava de roupa

Só eu e ela, uma cerveja, e a roupa mais curta que ela tinha.. um shortinho jeans colado, daqueles que mostra a poupa da bunda e um top prero mostrando a barriga. Eu tava morrendo de tesão…

-O que achou? perguntou ela
-Achei ótimo, respondi
Cheguei perto dela e botei a cerveja em sua boca
-merece um gole! E enquanto botava a cerveja na boca dela deixei um pouco escorregar e molhar sua roupa

– Nossa, desculpa! Falei enquanto limpava a blusa roçando os dedos em seus seios gostosos. Sentia os mamilos enrijecendo e continuava me fazendo de desentendido. Comecei a apertá-los de leve e ela deixou escapar um gemido. Olhei pra ela e não aguentei, meti um beijo daqueles. Molhado e cheio

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *