Comi minha cunhada safada

Me chamado Miguel, tenho 26 anos. Namoro uma garota da mesma idade que a minha, linda, tínhamos um relacionamento ótimo, até a irmã dela voltar a morar com ela… a irmã tem 40 anos, mas parece ter 30. Bem em forma, peitos bem grandes, coxas grossas e um rosto bem safado.
Quando a irmã voltou a morar com ela, percebi umas insinuações um pouco estranhas, mas não levei nada a sério, até porque elas são irmãs, não poderia nem imaginar. Certo dia, minha cunhada fechou uma casa de praia e me chamou também, fomos todos da família dela para essa casa de praia. Chegando lá, fomos logo para a piscina, entrei com minha namorada e logo depois ela veio, com um biquíni todo branco, que quando molhava ficava bem transparente, com os

Sexo Por Telefone

peitoes dela bem duros. Tentei não olhar, mas não tinha como não reparar. No segundo dia, pela madrugada, fui na cozinha beber uma água e lá estava ela lanchando, com um baby-doll bem curtinho, aparecendo metade da bunda e com os peitos explodindo na blusa, quando vi fiquei até meio em choque, mas falei com ela normalmente. Peguei a água e ela começou a falar comigo, perguntando da viagem e etc, fiquei na cozinha conversando com ela, quando ia me dirigir ao meu quarto, ela pediu pra me fazer uma pergunta, falei que podia fazer, ela perguntou com estava minha vida sexual com a irmã dela, fiquei meio sem reação, porque nunca conversamos nada sobre esses assuntos, mas respondi que estava tudo bem e etc, ela foi e falou que a dela não estava nada bem, que não transava desde que tinha terminado com seu ex, fiquei sem saber o

que responder, mas ela continuou falando, que sentia muita falta de fazer sexo, que se considerava até um pouco demais essa fixação dela por sexo, enquanto ela falava, o peito dela ia ficando cada vez mais duro e explodindo dentro do baby-doll, não pude não reparar e fui ficando muito excitado, com o pau marcando no short, ela então reparou e disse “esse assunto está te excitando?” Falei que sim, porque já estava perdendo o controle, ela foi e falou “eu vi você olhando pra minha buceta na piscina e olhando para meus peitos agora” falei que não, que era impressão dela, ela disse que não tinha problema, que não falaria nada pra irmã dela, pq sabia que era coisa de homem mesmo, que não tinha como não reparar, e nisso meu pau foi ficando cada vez mais duro, ela levantou e foi lavar a louça que estava usando, nisso ficou com a bunda toda de fora praticamente, não resisti, empurrei ela com força na pia, arranquei o short dela e esfreguei meu pau em sua bunda, ela

disse que não sabia o que estava acontecendo, mas nessa hora eu já tinha perdido totalmente o controle, falei que ela sabia sim e que ia dar o que ela queria, ela deu uma risadinha de canto de boca e falou que não estava entendendo, abaixei e dei uma chupada no cu raspadinho dela, chupei bem gostoso mesmo, ela ficou toda arrepiada da cabeças aos pés e pude ver a buceta bem depiladinha dela se encharcando toda. Virei ela de frente e falei “agora você vai ter o que merece”. Abaixei ela com força, puxando pelo cabelo e enfiei meu pau na sua garganta, ela tentou tirar a boca, mas não teve jeito, se engasgou toda e começou a chupar, segurei a cabeça dela com força e comecei a foder sua garganta, com força mesmo, vi os olhos dela lacrimejando, de estar sufocada, perguntei se ela queria que parasse, ela respondeu só com a cabeça balançando que não, perguntei se ela queria que empurrasse fundo, ela respondeu com a cabeça que sim, nessa hora já estava explodindo de tesao, enterrei mais fundo na garganta dela, ela se engasgou completamente, mas eu não parava de socar em sua garganta, tirei o pau da boca funda dela, ela já estava ser ar, joguei ela em cima da mesa da cozinha e enfiei com vontade no seu cuzinho lindo, ela soltou um gemido de cadelinha, tapei a boca dela pra não fazer barulho e enterrei com força no cu dela, fiquei socando sem parar e vi ela se escorrendo toda de tesao pelas pernas, estava muito molhada, falei que ela era

uma vadia safada e que merecia levar tudo no cuzinho, tirei a mão da boca dela e ela disse “você tá me arrombando toda” falei que era isso que ela merecia, então ela disse “tá bom então, mas to com sede de beber porra” dei mais umas três socadas fundas no cu dela, tirei e enfiar fundo na garganta dela, gozei muito, como nunca tinha gozado na vida, parecia que estava mijando, ela foi e engoliu tudo, quando tirei o pau ainda estava saindo um pouco, ela pegou e passou tudo na cara, mas disse que ela era uma vadia gulosa e que tinha que beber, ela passou meu pai na cara dela, enfiou de volta na boca e ficou sugando até sair mais e limpar meu pau todo. Aproveitei que ela tinha muita sede e mijei em sua goela, ela tentou tirar a cabeça mas eu disse que ela só ia sair quando bebesse tudo que tinha ali, ela com aquela cara de safada me olhou e enfiou meu pau mais fundo para beber tudo. Quando acabou, ela veio me disse “nunca fale isso pra minha irmã, mas eu quero te sentir mais vezes me rasgando toda”. Nós arrumamos e fomos cada um pro seu quarto.

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *