Cdzinha primeira vez se sentindo femea

Meu maior sonho era ser completamente montada como cdzinha e me sentir mulher.

Tive algumas poucas experiencias. Me montava sozinha em moteis e enfiava coisas no meu cuzinho depilado, tentei com travestis e não gostei.

Não sabia o que queria. Até que um dia tomei coragem e contratei um GP.

Eu pedi algumas coisas, mas ainda não sabia o que queria.

Ele me tratava como gay, e não era o que queria. Eu queria me sentir mulher. Ser dominada, ensinada a andar, gemer e gozar como uma mulherzinha submissa entindo um pau pulsando dentro de mim.

O sexo com esse gp era mais ou menos. Eu tinha de estar meio alto, se é que me entendem pra conseguir fazer algo, e nem tinha coragem de chupar. Ainda tinha algo de homem em mim que me dava vergonha.

Até um dia que ele não pode me atender, e procurei outro gp, e achei um branquinho com pau enorme… Tomei oragem e arrisquei chamar.

Ele chegou no motel, e deixei subir. Ao entrar conversamos bastante. Dai falei pra ele o que queria: ser dominada. aprender a ser mulher e ser corrigida com tapas na cara se fizesse algo errado.

Ele me deitou de frango assado e chupou meu cu. Nossa que sensação maravilhosa. Me senti toda mole. Entregue. Dai ele pediu pra eu chupar ele. Tive nojo e vergonha. Pedi pra ele lavar. Ele foi no banheiro, lavou. Encostei a boca, mas não conseguia chupar.

então ele falou que ia fazer do jeito certo, e me treinar.

Ele pediu pra eu levantar e andar igual putinha. Eu tava com meia calça, uma blusinha, uma sainha colegial e não tinha salto. Então ele falou pra eu andar na ponta dos pés, empinando a bunda.

Eu consegui e comecei a me sentir mais fêmea.

Ele pediu pra eu andar de volta até ele de 4. Eu fiz isso e fui até a beirada da cama, onde ele pediu pra eu chupar ele de novo, de joelhos.

Novamente não consegui. Dai ele me deu um tapa na cara muito forte.Eu tinha falado do tapa, mas não esperava daquele jeito, e não esperava que ia me sentir tão mal. Quae lacrimejei arrependida. Mas ele fez um carinho no meu rosto e deu outro tapa, mais leve. E disse que isso era necessário pra eu entrar na personagem.

Mas falou que se eu não chupasse, ele ia bater mais forte.

Dai coloquei aquele pau meio duro na boca, senti aquela pele macia, era gostoso… a cabeça tinha um pouco de pré gozo, era meio salgado, e senti nojo, mas sabia que tinha de me acostumar, aquilo me deixaria mais feminina.

Comecei a chupar, indo até a base e voltando. Não cabia tudo, mas ele segurava minha nuca, e não forçava. Fui sentindo o pau ficar mais duro e mais grosso na boca. que sensaçaõ incrível.

Era tão macio, tão gostoso. Fiquei mais a vontade e peguei na base do pênis dele e torci um pouco, enquanto chupava com mais vontade. As vezes eu parava e ficava lambendo e olhando pra ele com cara de safada, mordendo o lábio. Ele falava:

Iso, minha menininha. Tá se sentindo uma putinha agora? Quer virar mulher? Gosta do meu pau?

E eu tentava fazer voz de meninha respondendo:

Gosto, quero qeu vc seja meu dono. Me come. To pronta!

Dai ele me colocou de pé enconstada na parede, e me encoxou. Mas ele era mais baixo que eu, não estava dando muito certo.

Ele ficou bravo e disse: Já sei como vou te comer.

Dai me jogou de joelhos no chão, com o corpo no sofá do motel. Minha bunda empinada, e disse pra eu empinar. Fiz o que ele mandou. Ele me deu tapas na bunda e pedia pra eu rebolar.

Então ele foi colocando… Doia muito, e eu que já me masturbava com objetos não queria que ele percebesse que eu já era meio arrombadinha.

Dai eu segurei e apertei meu cu, e ele falou, que assim não ia dar. Pra eu relaxar. E ele com a rola na portinha forçando. Quando eu relaxei, aquilo entrou tudo de uma vez. Foi MUITO dolorido.

É muito diferente ter o controle e se masturbar, e ter um homem de verdade te enfiando uma rola. Eu ainda tentava apertar. E ele continuava bombando.

Até que teve um momento que não conseguia mais apertar. Ele vinha e voltava e eu já não controlava mais meu cuzinho. Não conseguia apertar nada. Foi quando gozei, e ele continuava. eu queria parar, e tentei sair. Ele não deixava. Me segurava vindo de cima pra baixo com toda a força e me segurando com suas mãos colocando peso nas costas…

Perdi o controle, e senti o que realmente era DAR. Era aquilo. dar, entregar, perder o controle, deixar um macho se satisfazer com vc.

Ele gozou na camisinha, e eu fiquei ali um tempo, sem conseguir me mexer e com vergonha.

Mas sempre penso em como quero de novo isso, ser treinada, montada, andar com plugs, ser puxada pelo cabelo, e ter um dono.

Fico assistindo filmes de hypno só esperando ter coragem e alguem disposto a realizar meus sonhos, e me fazer acreditar que sou mulher, fêmea, puta.

Quem poderia ser o próximo. MOro na z/o de sp pirituba
Isso fazem 5 anos. Preciso de pau de verdade. Quero alguem pra chupar ate gozar na minha cara, e nao deixar eu limpar até me foder na cucetinha.
Quero gemer e chorar no pau de um dominador e foder melhor que qualquer mulher.
Nao gosto de escatologi e motel acho mais seguro.
Não precisa ser pau grande, mas tem de ser grosso pra me arrombar like a virgin, rs

Quero ser sua menininha, rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *