Uma namorada putinha

Vou começar esse meu primeiro conto, vou usar nome fictício Pedro, tenho 23 anos, moreno alto 1,83, físico bom, nem gordo e nem muito magro. Minha namorada Flavia (fictício) também 23 anos, morena 1,80, sorriso lindo, jeito encantador, corpo perfeito, com um quadril largo, bem gostoso, sua bunda é enorme, que chama muita atenção, confesso que quando pego de quatro quase não consigo bombar direito, peitos firminhos, durinhos, realmente deliciosos, que adoro chupar… é tão gostosa que se eu não me segurar eu gozo na mesma hora, sua buceta é bem grande, a maior que já penetrei, e muito gostosa também. Estamos juntos a quase 2 anos, nosso sexo é muito bom, temos uma confiança no outro, e uma

Sexo Por Telefone

intimidade fora do comum, no inicio do namoro, éramos mais tímidos na cama, mais com o tempo fomos nos soltando foi aí que as coisas só esquentaram… No nosso primeiro encontro, já transamos, o calor do momento ela nem ligou para camisinha e já foi sentando, não queria me dar um beijo antes, e agora eu tinha aquela gostosa sentando como uma louca no meu cacete sem camisinha, nem ligou pros riscos, mais confesso que me surpreendi com aquela carinha de moça certa de família, me mostrando o contrário, sedenta pelo meu cacete, metemos gostoso ate eu jorrar minha porra, ela tomou todo meu jato naquela boquinha, deixando tudo sequinho, sugou todo meu leite.
Fazemos coisas que nunca fiz com ninguém, e nem ela nunca tinha feito… Numa certa época eu era fissurado em penetrar aquele cu enorme, gostoso, então penetrei bem gostoso, no começo ela ficou meio com receio, pois tenho um pau preto de 18 cm, mais aos poucos aquele cuzinho gostoso foi engolindo todo o meu pau.
Planejando o próximo fetiche, decidi me entregar mais, foi aí que deixei ela lamber o meu cu, confesso que senti receio, pois pra um homem é estranho, mas recomendo kkkk. Senti um tesão tao forte e diferente, que logo quis sentir sua língua entrando no meu cuzinho, não me contentei, pedi pra ela por 1 dedinho, fiquei meio com medo, mais quando começou a enfiar seu dedo em mim, e que dedo gostoso, ela foi enfiando e me punhetando ao msm tempo, meu pau ate babava de tesão, não contente pedi pra ela me por 2 dedos, e que delicia, desejei nessa hora que ela tivesse uma piroca gostosa para me enrabar. Após realizar esse fetiche decidimos chamar uma amiga, não foi uma experiência tão boa, foi tudo diferente para gente, ficamos bastante tímidos, pois era novidade para nós 3, mais logo Flavia se soltou mais que eu, foi aí que ela realizou seu desejo, de chupar outro peito, beijar outra boca do mesmo sexo, chupar uma buceta, aquilo me deixou louco, e nunca vou esquecer daquela noite no motel… Fui embora pensando em outra putaria para fazermos.
Sabendo que Flavia tem vontade de ter 2 paus exclusivos para ela, começamos a ler contos de corno, ménage a 3, e foi despertando essa vontade nos dois, senti ate vontade de chupar um pau grande e grosso junto com ela, mais o medo, o ciúmes acabou não deixando… Ultimamente transamos assistindo vídeos de corno, de pau grande, ménage de duas mulheres, entre outros, nos soltamos mais, e começamos a contar um ao outros nossas experiências, das mulheres que eu comi, das pirocas que ela já caiu de boca, só de lembrar já me da arrepios, senti um tesão tão grande e um frio na barriga. Ganhei na loteria, tenho uma mulher que me acompanha em tudo e ate na putaria… Ela é muito gostosa já imaginei ela em outros paus, chupando outro, que delicia, me da um tesão só de imaginar… Estamos na procura de novas aventuras, outros fetiches…
Flavia faz um boquete tão gostoso, perfeito, engole tudo, deixa minha piroca babando e toda molhada, ela sentando, acaba com qualquer homem, estou escrevendo esse conto com um tesão, pois estou esperando ela chegar do serviço para fudermos gostoso, meu pau está louco para penetrar aquela buceta grande gostosa… Ela é uma vadia na cama que daria conta de uns 3 paus só para ela fácil, fácil… Estou louco para ver ela com outra mulher novamente, dessa vez pretendo me soltar mais, aproveitar.
Os pais de Flavia foram viajar para minas, temos a casa só para nos dois, pretendo aproveitar bastante minha putinha fogosa, quero fuder ela na mesma cama que seus pais dormem, ver ela brincar com meu pau, que já esta estalando de vontade… Adoro ver ela assistindo vídeo pornô, aqueles que tem uma piroca bem grande e grossa do jeito que minha putinha gosta, principalmente quando ela compartilha comigo seus pensamentos, suas ideia, tudo que esta se passando por sua cabeça, as pirocas que já chupou, as trepadas dela, me dá um tesão delicioso, sem dúvidas o melhor sexo da minha vida, com a mulher mais gostosa do mundo…
Nossa experiência na barragem, no carro num lugar escuro, e lá estávamos nos pelados, com risco de nos verem, tornou tudo mais excitante, estava muito bom nossa trepada no carro, o tesão tomou conta e fomos meter em cima do capô do carro, aumentando mais ainda o risco de sermos vistos, mas nem ligamos, queríamos ainda mais, foi ai que gozei gostoso, após uma trepada bem gostosa…
Até o próximo conto
att quem puder comentar, pois eu e minha putinha gostamos de ler cada comentário

Disk Sexo

3 thoughts on “Uma namorada putinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *