Tarde muito animada

Aos meus dias de solitário faço reverência, por que tinha muita paz liberdade pra libertinagens. Gosto tanto de mulheres que se numa próxima encarnação, nascer mulher serei lésbica.
Hoje sou casado adoro minha vida minha família, mais aquela época é como se fosse um ritual de passagem, que precisava passar pra estar pronto pra ter mais responsabilidades ser um homem de família, com filhos, esposa, cachorro e tudo mais que compete ao homem

Sexo Por Telefone


Das minhas histórias dessa época que mais me lembro como loucura foi os dias que meu primo passou comigo, dois caras bem jovens com tudo a flor da pele. Na minha casa sempre tinha muita gente, com os filhos e filhas dos meus vizinhos, sempre estávamos nos meus dias de folga bebíamos, dansavamos e sempre sobrava alguém pra fazer companhia depois que todos iam embora.
Esse domingo foi diferente, não era as pessoas de costume, meu primo trouxe três garotas pra beber e se divertir conosco dentre essas Jeruza. A morena mais gostosa da cidade fiquei boquiaberto, e feliz é claro, as outras eram irmãs dela. O mau de família as irmãs tão gostosas quanto ela.
Trouxeram bebidas já fiz alguns petiscos, aumentamos o volume do som e começou nossa festa, nisso chegou, meio enciumadas minhas visinhas queriam participar também, de primeira não queria que participassem porque algumas eram menores.
— Podem ficar mais não bebam!
Não me incomodava muito mais não queria que nada desse errado porque entre uma delas que não era menor tinha uma que me interessava e não queria queimar meu filme com ela. Mais enquanto conversava com as outras meu primo encharcou de cachaça as vizinhas que quando percebi já não tinha mais jeito, já tinham bebido muito a novinha já estava muito bêbada. Mandei todas pra casa, já pensando “ isso vai queimar meu filme na vizinhança”, voltando pras garotas convidadas, estava fazendo muito investimento de argumentos na Jeruza pra que ela ficasse comigo esquecendo os e então que estavam acontecendo, as irmãs dela também já estavam altinhas.
— Jeruza estamos perdendo tempo, está tudo no caminho pra ficarmos juntos só falta, você ver que quero você e agora.
— Será que tenho espaço? E essas suas coleguinhas aí?
Essa estava dureza vou pegar mais uma bebida pra nós, e argumentar mais um pouco.
Quando cheguei na cozinha vi meu primo quase chupando os peitos da novinha que eu estava cultivando, porque era virgem. Ele já sabia disso quando me viu falou vem aproveita, não era aquilo que é queria. Ela estava muito bêbada, ponderei e voltei pra sala e vi que as irmãs de Jeruza não estavam, perguntei.
—Onde foram suas irmãs?
— Foram embora, já estavam um pouco altas
Abri um sorriso, correspondido prontamente. Então à beijei, e ouvimos um gemido vindo da cozinha, ela riu e falou.
—Seu primo começou antes da gente.
—Então não vamos ficar pra trás.
Aí as coisas se ajeitaram começamos ter beijos quentissinos, com isso fiquei a vontade pra explorar o corpo escultural que ela tinha, com curvas bem acentuadas, muita costosura num corpo só, com roupas bem curtas, tudo uma maravilha. Chegando numa bunda maravilhosa, ela suspirou, e disse
—Quero tudo o que tenho direito.
A isso foi o clique apressei a queda da roupas, e quando estava completamente nua, comecei o banho de língua pra fazer aquela preliminar de elite, e de vez enquando ouvia-se gemidos vindo da cozinha, só aumentava o tesão.
Juliana Quando já tinha medido cada centímetro do corpo, concentrando bastante tempo nos lábios carnudos da buceta que já cobiçava a algum tempo, ela me beijou e disse.
—Quero mamar até você gozar.
—E onde fica a penetração?
— Calma vamos chegar lá.
— Ok
Peguei um lubrificante saborizado besuntei bem ensaiei uma punheta e ofereci pra que ela desfrutadas do que ela estava esperando, com uma extrema delicadeza, comedouro lambendo a cabeça, vagarosamente. Relaxei fechei os olhos pra curtir o momento.
Senti ela se colocando pra que eu chupasse a buceta deliciosa de novo.
Nem abri os olhos, senti o calor e a umidade da bucetinha aveludada no meu rosto.
Cai de língua lambendo com muita dedicação o grelinho, chupando os lábios voluptuosos daquilo que estava esperando tanto, as chupadas no meu pau ficaram mais intensas eu também aumentei a pressão da língua no grelo sentia os arrepios do corpo dela, mais já estava quase gozando na boca dela.
Quis mudar de posição pra não gozar logo, quando percebi que estava sendo observado bem de perto.
A novinha que até então pensei que estava se divertindo com meu primo está alí de pé me observando bem de perto, com um sorriso bem sacana no rosto, minha parceira nem se incomodou com a presença dela e contínuo chupando. A novinha perguntou
— Posso brincar também?
Senti que o clima ia ficar tenso, minha parceira respondeu
— Demoro é só cair de boca
Ela sorriu mais aí e veio, já fiquei totalmente se intender nada nisso chega meu primo, nossa acabou a privacidade da foda. Me fez um aceno apontando pra Jeruza, aí já está tudo bagunçado mesmo, fiz um sinal positivo, sem nem entender o que ele queria.
Ele balançou o pai pra ela e ela começou a chupar o pau dele aí as coisas ficaram confusas mesmo em minha cabeça. Jeruza, chupando o pau dele, eu chupando, a buceta, dela e a novinha chupando meu pau, quando entendi o que estava acontecendo, que estávamos num ménage, tive foco pra prosseguir com a foda.
A novinha parecia profissional chupava como ninguém resolvi que era hora de chupar a novinha, Jeruza já estava tremulando quase gozando chamei ela vem pra cá. Mudamos a posição e ela veio me oferecendo a bucetinha rosada com pelinhos bem fininhos, passei a língua e ela quase teve um orgasmo, enfiei a língua e ela deu um gemido, quase gozei só de ouvir o gemido. Decidi penetrar logo, era a hora.
Posicionei ela no tradicional papai e mamãe, passei um gel pra prolongar a ereção, e comecei, enfiei bem devagar pra sentir cada milímetro daquela bucetinha apetitosa. Do meu lado Jeruza de quatro em posição pra receber vara me encantava. Nunca pensei em participar de algo tão exitante e gostar disso.
Os gemidos da novinha começaram a aumentar e já eram gritos, Jeruza também se desmanchava nas estocadas eu não aguento mais vou gozar. Tirei pra não gozar dentro, Jeruza agarrou e começou chupar vorazmente e gozei na boca dela ela sugava com tanta força todo meu esperma. Delirei numa foda tão fabulosa, nunca tive um orgasmo tão intenso. A novinha copiando Jeruza também agarrou na vara do e chupou todo o gozo dele. Novamente penetrei a novinha, e penetrei Jeruza ficamos nos revezando por muito tempo. Tomamos banho todos juntos. Quando foram embora, meu primo me falou
— Primo e agora as duas querem você quem você quer.
— As duas é claro.

Disk Sexo

One thought on “Tarde muito animada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *