Sarrei gostoso na nova empregada aqui de casa

Este é um descrição curtinho que resultou comigo a uns 2 anos atrás no momento em que eu tinha 18 anos, e quis associar aqui com vocês!

Minha mãe tinha uma empregada de anos que trabalhava aqui em casa, era uma senhora bastante abastado e nós curtia ela pra caralho, porém a filha dela que morava no interior casou e convidou essa senhora pra achar-se com ela e com seu companheiro, por isso após anos a dona Marta saiu daqui e minha mãe como executa pra caralho ficou buscando outra empregada.

Nós ligou pra agências e tudo mais porém de modo algum dava certamente, vieram duas e não ficaram bastante tempo aqui visto que minha mãe constantemente foi bastante perfeccionista, porém um dia uma senhora vizinha aqui do bloco recomendou a filha de uma moça que trabalhou na casa dela por anos, uma menina tragada Gabriela.

Ela veio pra aqui e já imaginei que fosse uma baranga, porém aproximadamente cai pra após visto que a menina é uma agrado, 20 aninhos com corpete e carinha de ninfeta, além de parecer meio tímida.

Minha mãe adorou e ficou bem amante da Gabi, como nós chamava ela, trabalhava direitinho além de atraente, tinha mais ou pouco 1,60cm de altura, os peitos pequenos, aguardente de cabelos bem pretos batendo na meio da costas, uma assento empinadinha e um alegria perfeito.

Eu ficava louco de atração por ela, tocava punheta todo dia pensando lhe e ocasionalmente na maior cara de pau eu espiava ela pela janelinha do banheiro e via ela mudar hidratante no banho pelo corpo inteiro, já vi até essa bebedeira abalar uma siririca tão gostosa que meu pau aproximadamente furou a bermuda na momento.
nova empregada
Era uma tortura, toda noite abalar uma punheta pensando nessa bebedeira, meu pau latejava e eu não aguentava, tinha que achincalhar diversas vezes, até que um dia minha mãe passou o fim de semana na casa da minha avó, que tava meio adoentada e eu fiquei sem companhia com a Gabriela, e este dia foi foda visto que ela colocou uma blusinha bem justinha e um shortinho limitado que dava pra analisar tudo, aquela assento gostosa e seus peitos de faróis acesos marcando.

Eu resolvi fazer uma situação e deixei a acesso do meu quarto aberta enquanto eu me masturbava, eu sabia que ela iria me contatar pra almoçar e no momento em que ela entrou me flagrou com a pica dura na mão, perguntou visto que eu não fechava a acesso e saiu batendo a acesso.

Desci pra almoçar com a cara de pau que eu tenho e perguntei se ela gostou que vi, tomando uma resposta logo logo após porém inclusive dessa maneira não desisti, na momento que ela foi lavar a louça do almoço passei por após dela esfregando meu pau naquela bundinha e vi que ela ficou quietinha, por isso eu cheguei mais próximo e comecei a roçar, para a minha abalo ela empinou mais seu rabinho de um modo ameno e eu continuei roçando e ela lavando os pratos.
Comecei a permitir uma roçada gostosa na bundinha dela

Não aguentei, botei a pica pra fora e afastei o shortinho dela, brincando então nas beiradas da assento dela e o tempo todo a mulher não falava nada, por isso eu continuei, afastei a calcinha e comecei a sarrar a rola naquela bucetinha gostosa que tava molhadinha pra caralho.

Ela tentou me acabar dessa vez porém eu peguei ela pela cerca e levei pra o meu quarto, meu pau precisava emergente adentrar naquela gostosa, por isso coloquei a camisa-de-vênus meio acelerado e botei ela na cama, beijei a boca dela, os ombros, chupei os peitinhos, mordendo de rápido, sugando os bicos e nessa momento ouvi o primeiro cainho da Gabi.

Eu como era um belzebu de 18 anos não aguentei bastante tempo e já fui enfiando a rola, e nessa momento ela deu um urro de dor visto que sua buceta era bem apertadinha, porém ficamos então metendo bom, a buceta dela molhando meu pau inteiro e ela gemendo pouco tímida agora e arranhando minhas costas.

Ela gemia, falava pra eu abalançar-se forte e eu fui bombando com amalucado vigor que fazia agitação do meu saco batendo lhe pelo quarto inteiro e não demorou pra eu achincalhar bom naquela buceta cheirosa, apertada e bem lisinha.

Foi uma foda fantástico, em seguida ela levantou, foi tomar uma ducha e eu fiquei então sem abonar nessa foda espetacular, porém lamentavelmente em seguida ela quis acabar com nossa brincadeira com ciúme de despossar o emprego, porém até hoje eu também dou minhas sarradas lhe e sei que ela sente assobiador daquela noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *