Minhas aventuras Com meu namorado

Olá a todos, eu me chamo Glaucia (nome fictício claro) e quero aproveitar e relatar aqui uma aventura quente que tive com um ex.
Primeiro vou me descrever, Sou branca, cabelos negros (naturais) olhos verdes com leve tom de azul (na época era loira, meu namorado adorava) falsa magra (adoro minhas pernas, principalmente as coxas) seios médios (com silicone mas com caimento natural que quem olha não percebe) e era muito safada!! Atualmente estou com um tom de castanho para ruivo!
Nós já namorávamos há algum tempo e ambos éramos casados, da minha parte, eu estava com ele porque ele aparentava ter uma boa condição financeira (e confesso, eu precisava de dinheiro) além de gostar da companhia dele, além de me fazer rir ele me olhava de uma maneira diferente, não sei explicar mas vamos ao que interessa.

Sexo Por Telefone


Um dia ele me ligou e me disse;
-Amor, eu adoraria realizar uma fantasia, vc topa?
Perguntei;
– Que tipo de fantasia? Confesso que já imaginava o que poderia ser!
Ele;
-Topa trepar comigo e com um amigo?
A estas alturas eu já tinha largado do meu marido e estava passando um tempo na minha mãe Eu safada respondi;
-Opa, quando, agora?
Ele ficou surpreso, talvez não esperasse tanto voluntarismo da minha parte mas o fato é que ele marcou o horário e foi me buscar na rua da casa da minha mãe e com ele, o tal amigo.
O amigo não era aquele tipo de homem de tirar o fôlego mas era simpático, embora estivesse claramente tímido, adiantando, chegamos em uma chácara do pai desse amigo e ele, visivelmente excitado, já foi tirando as roupas e mergulhou pelado na piscina, o amigo, um tanto tímido se aproximou de mim e começou a me acariciar, eu safada, fui deixando rolar.
Eu estava com uma blusinha de alça e uma sainha rodada curtinha e uma calcinha vermelha que destacava minha pele branquinha, o amigo começou a me chupar os seis e gemia de tesão, eu, me divertia com aquilo!
Abaixei e abocanhei o membro dele que já estava duro como rocha, não era grande nem grosso como o do meu namorado mas era o suficiente para dar algum prazer, ele se contorcia e gemia porque eu chupava com carinho, como se fosse um pirulito, interlacava entre chupadas fortes sugando a cabeça e colocava delicadamente ele inteiro na boca massageando as bolinhas, quando olho pro lado, meu namorado estava olhando com os olhos como um fogo que poucas vezes eu tinha visto, confesso, eu intensifiquei a chupada olhando pra ele com cara de safada foi quando percebi que se eu continuasse o amigo iria encher a minha boca e embora eu adorasse beber leitinho, eu queria aproveitar um pouco mais daquela rola.
Parei com a chupada e o amigo sacou um preservativo, colocou e eu abaixei de quatro no sofá e ele começou a foder gostoso minha bucetinha que a esta altura, já estava molhadinha, ele bombava gostoso, meu namorado veio a minha frente e enfiou o pau dele na minha boca, enquanto o amigo me fodia na boceta, eu me deliciava com o pau do meu namorado, ele brincava e batia com a rola na minha cara. Mudamos de posição.
O amigo sentou-se no sofá e eu sentei sem cima dele e comecei a cavalgar esfregando meus seios na cara dele, ele delirava e dizia;
-Como vc é linda, como vc é gostosa!! Eu, achava o máximo!! Enquanto isso, meu namorado na minha frente com aquele pauzão na minha boca e me olhando com uma paixão que eu nunca imaginei que ele sentisse!!
Por uns minutos, meu namorado saiu repentinamente, acho que foi tentar controlar o gozo, estava muito excitado, eu acabei me distraindo e fui cavalgando a rola do amigo e ele me segurando forte pela cintura e eu sentindo aquela boca ávida sugando meus seios quando menos espero e me viro um pouco, vejo meu namorado sentado em uma poltrona atrás de mim e apreciando eu trepando com o amigo dele, empinei minha bundinha pra ele ter uma melhor visão daquela rola me preenchendo.
Percebi que ele queria meu rabo, ele chegou por traz de mim e começou a alisar minha bunda mas com medo por causa do tamanho e da grossura da rola dele não deixei a dupla penetração, honestamente, depois me arrependi , mas acho que ele ia me rasgar inteira!!
Quando eu estava perto de gozar, percebi que o amigo começou a me segurar pela cintura com muita força e senti seu pau tremer dentro de mim, senti o pinto murchar e confesso que levantei meio decepcionada (estava acostumada com meu namorado que fazia sexo por horas sem gozar) mas tá valendo, pensei.
Fomos eu e meu namorado para um quarto e me esqueci do amigo, meu namorado me colocou de quatro e chupava minha buceta com gosto, lambia meu anelzinho e eu louca de tesão mas morrendo de medo que ele enfiasse aquilo tudo dentro do meu cú, o homem estava fora de sí, parecia um animal de tanto tesão, ele enfiou com tudo na minha boceta molhada e dava umas bombadas fortes que me levavam a loucura, mas o filha da puta quando percebia que eu ia gozar, tirava o pau e enfiava na minha boca, ficou fazendo isso quase por uma hora e eu louca pra gozar.
Ele me chamava de putinha, lambia meu cuzinho, minha boceta e socava o pau com vontade, tentou enfiar o pau no meu cú mas eu trancava, morria de medo dele me arreganhar toda e não tinha me preparado para anal!
A certa altura, enquanto ele bombava gostoso na minha buceta, o amigo entrou no quarto com o pau meio murcho e enfiou na minha boca, eu a essa altura estava mais a fim de agradar meu namorado (já que o amigo tinha me deixado na mão) dei umas chupadas caprichadas mas percebi que daquele pau não sairia mais leite e nem serviria mais pra foda, ele sem graça porque o pinto não ficava duro a contento, saiu e eu pude me concentrar no meu namorado, ele acelerou o rítimo e me perguntou;
-Amor, onde vc quer que ru goze?? Eu;
– Vem na minha boquinha que eu quero sentir o gosto da tua porra. (Eu sei que ele adorava aquilo, simplesmente enlouquecia)
Ele saiu de traz de mim e colocou o pau na minha boca mais uma vez, só que o safado queria ver a porra entrando na minha boca, saiu com tanta pressão (nunca ví aquilo) que foi porra pra todo lado, o primeiro jato foi no meu olho (como arde) o resto foi no meu rosto, no meu cabelo mas sobrou um pouquinho pra eu engolir, suguei tudinho, até a última gota, deixei o pau dele limpinho, ele delirava.
Tomamos um banho frio (a porra do chuveiro não esquentava direito) e o meu namorado com olhar de paixão;
-Gostou minha putinha?
– Adorei, precisamos repetir mais vezes!
Me vesti e ficamos batendo papo descontraído e eu me insinuando pro amigo pra ver se rolava algo mais foi quando percebi o ciúme nos olhos do meu namorado, percebi que aquele dia eu tinha esgotado a cota de rola, era esperar outra vez só que esta vez, nunca chegou!!
Ele me fez prometer que eu iria arrumar uma amiga pra eu compensa-lo assim como vivia me pedindo o cuzinho, eu, com medo de me apaixonar de vez, nunca deixei rolar, eu sentia que o dia que desse o cú pra ele eu iria ficar de quatro, eu preferia e precisava estar no controle.
Por fim, acabamos terminando, mas tivemos outras boas aventuras que outra ora eu conto!!
Bjs a todos e espero que gostem!!

se quiserem me mande msg, não garanto que respondo mas podem tentar!!
[email protected]

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *