Meu namorado pedindo pra ser Corno

Durante muito tempo estive apaixonada por Gerson. Ele era um homem espetacular e a medida que o nosso relacionamento avançava ele fazia questão de me fazer surpresas, mas eu nunca sabia o que me esperava… Gerson sempre foi um homem fino, elegante, e bastante inteligente, mas também sempre deu a entender sobre alguns de seus gostos sexuais que sempre ficava subentendido claro, ele era um cavalheiro, não queria me assustar ou fazer nada que eu não topasse, e isso me deixava cada vez mais apegada a ele.

Sexo Por Telefone

O tempo foi passando, fomos ficando cada vez mais íntimos e com a sacanagem não era nada diferente! Adorava transar com Gerson e ele era muito intenso em tudo que fazia! Me levava a loucura! Muitas vezes só de pensar que ele estava chegando, já ficava de calcinha molhada de tanto tesão que sentia por ele!

Certo dia Gerson me falou que queria me levar num lugar novo, e se tratava de uma casa de swing, mas que eu não era obrigada a nada, que iriamos apenas beber.

Eu aceitei e claro, já sabia do que se tratava então caprichei no visual! Vesti um vestido no meio das coxas preto com paetês, ele tinha um decote bem cavado e um salto vermelho para quebrar a formalidade! Usei também um perfume com notas acentuadas de madeira, mas nada que me fizesse ficar com um cheiro masculino.

Gerson ao me ver disse: – Princesinha… Desse jeito terei que ser sua guarda-costas a noite toda! Rsrsrs…

– É, acho que irei precisar! – disse entre risos.

Tomamos um vinho antes de sair e logo depois partimos para o local esperado.

Chegando lá, sentamos numa mesa e pedimos um drink para continuar o que continuamos em casa. Eu observava casais conversando e rindo muito mas nada de putaria! Então perguntei a Gerson se era realmente aquele lugar que deveríamos estar:

– Claro que sim Princesinha, mas tudo aqui são etapas!

Eu já tinha observado que ele trocava olhares com um rapaz do balcão, e minutos depois o mesmo se aproximou.

– Boa noite. Boa noite querida, tudo bom? – o homem alto, negro, e super cheiroso me cumprimentou.

– Este é Marcos meu amor, um amigo de longas datas. Ele nos fará companhia esta noite! – meu namorado dizia isso fixando o olhar em mim.

– Sem problemas! Companhia nunca é demais! – eu disse enquanto passava o dedo na borda da taça!

Papo vai, papo vem e já estávamos íntimos e ríamos igual os outros casais alí, para investir no tesão de Gerson eu o cutucava com o pé por debaixo da mesa e pouco tempo depois ele disse:

– Tudo bem pra você sairmos daqui e irmos a um lugar mais íntimo minha querida? Eu, você e o Marcos? – O olhar do Gerson estava completamente diferente e denunciando muita safadeza!

– Claro que sim! – eu já estava ansiosa!

Gerson pagou a conta e seguimos para o carro. Marcos se ofereceu para dirigir e nós aproveitamos para nos pegarmos no banco de trás. Claro que ele olhava tudo pelo retrovisor e sempre que dava eu trocava olhares com ele. Gerson a essa altura já sugava meus seios como um menino faminto! A, esqueci de dizer que estava sem calcinha! Fui sem calcinha na verdade! Ele então aproveitava para massagear minha bucetinha de uma forma que estava fazendo ela inchar de tesão!

Chegamos num motel, entramos e desde então senti o Gerson mais distante, se desvencilhando de mim, até que ele sentou numa poltrona que tinha de frente pra cama e disse:

– Me faz de corninho amor! Deixa o Marcos te fuder todinha enquanto somente olho! Vou adorar ser teu corno!

Eu já estava cheia de tesão! O Marcos que só observava até então, mostrava por dentro da calça um volume excepcional e eu jamais perderia aquela oportunidade! Beijei meu corno e lhe disse que seu desejo era uma ordem!
Marcos então me pegou no colo fazendo com que eu cruzasse minhas pernas ao redor dele e me levou até a cama onde ajoelhado no chão tirou meu salto e beijou meus pés. Ele não era de muitas palavras, o que adorei, mas então ele perguntou:

-Alguma restrição? Quero te satisfazer completamente!

– Nenhuma meu querido!

Ele então piscando para mim continuou a beijar meus pés e subindo pelas minhas pernas alternando entre beijos e mordidinhas conseguiu me deixar completamente molhada! Chegando na parte interna da minha coxa, num movimento rápido ele levantou meu vestido que o ajudei a tirar e me deixando completamente nua voltou a se dedicar ao meu sexo!

Como se fosse uma rosa, ele se encaixou entre minhas pernas e respirando fundo cheirava minha buceta como um cachorrinho faminto! Abrindo delicadamente ele viu minha umidade e como se estivesse com sede, de baixo para cima, lambeu e sugou minha bucetinha sem pena! Alternava em meter a língua e sugar meu grelinho e sentindo minhas pernas perder a força, segurei a cabeça dele contra minha buceta pedindo que lambesse mais rápido pois estava perto de gozar. Prontamente ele lambeu até que gozei loucamente naquela boca deliciosa!

Marcos então se afastou de mim e tirou a roupa ficando completamente nú. Não acreditei no que ví! O pau daquele homem era enorme e grosso. Confesso que fiquei um tanto receosa, mas ele conseguiu me deixar tão excitada! Ele subiu na cama e babando fui em direção ao pau dele, mas ele disse que não:

– Hoje não bela Dama! Hoje o prazer é somente seu!

Ouvindo isso me deitei na cama e abrir as minhas pernas o máximo que pude. Ele então me perguntou como queria. Eu simplemente disse que queria tudo intenso! E nessa hora olhei para Gerson que continuava sentado na poltrona batendo uma suave punheta!
Marcos posicionou seu pau na entradinha da minha xoxota e sem entrar escorregou até meu grelinho me fazendo gemer, pois ainda estava sensível do orgasmo que tive, e com movimentos firmes ele enfiou somente a cabeça daquele pau e brincava com movimento de tirar e botar! Eu já estava ficando louca e então implorei:

– Mete Marcos, soca essa pica todinha na minha buceta vai…

Como se fosse um gatilho, ele simplesmente socou todo aquele pau na minha buceta me fazendo gemer alto sem me importar com nada! Depois de meter ele me abraçou e me levantando facilitou o movimento para que eu rebolasse e eu rebolei por minutos a fio naquele cacete duro e grosso todo enfiado na minha bucetinha!

Me movimentou tentando não tirar o pau de mim, me colocou de 4 e me segurando pela cintura socava forte na minha buceta. Eu estava impressionada porque apesar de eu ser gordinha, eu me sentia uma pena nas mãos daquele homem forte! Marcos meteu na minha buceta gemendo de uma forma que atiçava em mim um desejo insaciável! Ele não parou de meter até que avisei que iria gozar novamente, e aumentando o movimento, disse que gozaria junto comigo!
Metendo mais uma ou duas vezes, ele tirou o pau de mim e tirando a camisinha esporrou no meu bumbum me melando toda! Quando ele soltou minha cintura, desfaleci na cama e confesso que apaguei!

Acordei umas 2 ou 3 horas depois e não sabia se estava sonhando ou se estava mesmo ouvindo aquele gemido baixinho que até achei que era de outro quarto. Eu já estava limpa, e quando terminei de despertar, me deparei com uma cena que jamais imaginei: o Marcos estava ajoelhado na poltrona com o bumbum bem empinado e o Gerson metia o pau no cudele como se não existisse fim… Mas isso é outro conto!!

Um beijo bem quentinho para os meus leitores que me acompanham a cada conto! Beijo também pros amigos especiais daqui do site que não ousarei citar os apelidos para não esquecer de algum!

Disk Sexo

6 thoughts on “Meu namorado pedindo pra ser Corno

  1. O meu sonho é ver minha mulher transando com outro. Depois de ver ela mamando a rola e sendo fudida na buceta faço questão de lambuzar o cuzinho dela com gel pra o cara meter a rola

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *