Meu amigo pegou minha namorada batendo uma

Foi assim: eu, minha namorada e mais 3 amigos fomos viajar para uma casa que alugamos em Campos do Jordão. A verdade é que todo mundo estava precisando respirar um ar puro e descansar. Um desses amigos era o Pedro, a gente é amigo há uns 10 anos já, mas quando o assunto é mulher ele meio que ignora tudo e todos. Sempre foi um defeito foda dele e já perdeu vários amigos por conta disso, inclusive eu era um dos poucos que sobraram.

A minha namorada era a única mulher presente. É baixinha, 24 anos, cheia de curvas, cabelo moreno nos ombros e colocou silicone faz uns 2 anos. Os peitos dela são tamanho 44 para você ter noção, a auréola é grande, rosinha e depois da cirurgia eles ficaram apontadinhos para cima. Mas o que mais chamava a atenção era a bunda dela, porque é gigante. Antes da gente começar a namorar, meus amigos falavam que eram loucos para comer o rabo dela. Imagina a situação que ficou depois que a gente começou a namorar, mas ninguém disse mais nada. Às vezes eu pego alguém secando, principalmente quando vamos para a praia, mas sempre rolou respeito, então sei que não é por mal.

Na viagem, bebemos muito todos os dias. E no 1o dia já dava para ver o Pedro, bebaço, secando muito forte a bunda da minha namorada na calça legging. Sem nenhum pudor. Como eu também tinha bebido muito, fiquei com tesão e falei pra ela:
– Vamos meter aqui na frente de todo mundo?
Ela respondeu: – Tá louco? Você tem tesão nisso? É sério? Vai deixar seus amigos me verem toda peladinha?
– São todos amigos, eu deixaria eles verem e você ver eles também.
– Você tá bêbado… mas se você não se importar, quem sabe.

No 2o dia, foi pior ainda. Misturamos cerveja, vinho e shots de cachaça, todo mundo. Eu fiquei tonto demais, tomei água e fui deitar um pouquinho sozinho. A minha namorada ficou na sala com os meninos conversando e bebendo. Acabei dormindo um pouco, acordei e não ouvia barulho de mais nada, então fui ver onde todos estavam. Como eu não queria acordar ninguém e tava tudo muito estranho, fui na ponta dos pés até a porta que dava para a sala de TV. Olhei pelo buraco da fechadura e o que eu vi? A minha namorada, sozinha, sentada no sofá, com a calça de pijama abaixada nos tornozelos, a blusa fininha levantada em cima dos peitos durinhos dela e as duas mãos batendo uma siririca. A boquinha dela estava aberta e os olhinhos fechados, não consigo imaginar o que ela estava pensando naquela hora, mas estava com muito tesão. Muito!

Meu pau ficou duro na hora, não queria interromper aquela visão, então abaixei um pouco minha calça e comecei a bater uma também vendo aquela cena. Eis que, DO NADA, ouço um pequeno ranger do piso de madeira vindo do corredor. Fui devagar até a outra porta do quarto, espiei por debaixo da fresta e vi o Pedro. De joelhos, também olhando pelo buraco da fechadura a minha namorada bater uma, as calças abaixadas e batendo uma punheta com o pau duro que nem uma pedra. Fiquei puto mesmo vendo isso, mas de tão puto fiquei com um tesão gigante também. Voltei para a outra porta e continuei batendo uma imaginando ele também vendo a cena.

Vi que minha namorada batia cada vez mais rápido. Então o Pedro abriu a porta bem devagarinho e foi se aproximando. Eu queria muito ver o que esse filho da puta ia fazer… Minha namorada abriu os olhos e tomou um susto, escondeu o bicos do peito com uma mão e com a outra escondeu a bucetinha. Só ouvi ele falar: – Se você parar eu conto tudo amanhã pro seu namorado.
Ela ficou meio desconfiada, mas tava quase gozando. Então parou de tampar e voltou a bater uma olhando fixo para a cara dele e falou: – Ele não liga de vocês assistirem, foda-se.

Pedro então voltou a tirar o pau muito duro de dentro da calça que ele tinha guardado antes de entrar na sala. Não sei se era maior do que o meu, mas era um pouco mais grosso. Sei que vi minha namorada olhar agora pro pau dele e foi batendo cada vez mais rápido até que gozou a primeira vez. Caralho que ciúmes do cacete… Queria impedir aquela cena, mas ao mesmo tempo queria muito continuar assistindo e ver o Pedro comer minha namorada. Confesso…

Ele foi se aproximando, se aproximando, e minha namorada já vetou ele: – Eu não faço essas coisas, só pode olhar, então fica bem parado aí. Ele fingia que nem ouvia, ficou com a cabeça do pau a poucos centímetros da buceta da minha namorada. Os dois se masturbando com muita vontade. Até que ele falou: – Só a cabecinha, vai. Só a cabecinha e eu não falo pra ninguém disso.

Minha namorada ficou muda, olhando o pau dele fixadamente, louca de tesão e sem saber o que fazer. Então a filha da puta só balançou a cabeça rapidinho como um “ok”. O Pedro mal podia acreditar. Enfiou a cabeça na buceta da minha namorada e ela deu uma gemidinha de prazer. Ela com as duas pernas abertas, a bucetinha apertada dela toda vermelhinha virada para cima e ele no meio enfiando. Ficou colocando e tirando, colocando e tirando, cada vez mais fundo e ela não conseguia falar NADA. Começou a meter muito forte e eu vendo aquela cena. Acabei gozando, mas meu pau continuava duro, não dava pra parar agora, então continuei batendo e assistindo.

Até que eu ouvi ela dizer: – Pedro não, chega. Melhor parar.
Ao invés disso ele continuou metendo mais e mais forte, ela virou a cabeça para cima, fechou os olhos e queria gritar. Ainda vi ele passando o dedo no cuzinho dela ao mesmo tempo, fazendo movimentos circulares e eu já tinha contado pra ele, em alguma conversa sobre namoradas, que ela amava isso.
Foi aí que ela gozou pela 2a vez, com a mão na boca tapando com força para ninguém ouvir ela gritando de tesão e acordar alguém. Segundos depois gozou a 3a vez.

Ela então empurrou ele e disse “chega”. O Pedro ainda disse:
– Ou você me ajuda a gozar, ou eu vou contar tudo. Não é justo, você gozou 3 vezes.

Ela respondeu: – Eu gozo mais uma, você goza e ninguém nunca mais fala disso, ok? Meu Deus, olha o que eu fui fazer. Tô fodida, meu namoro acabou… Eu quero gozar com você comendo minha bunda. Como você quer gozar?

O Pedro ficou maluco, era o sonho dele. Respondeu: – Nossa, é meu maior sonho comer a sua bunda deliciosa. Sempre quis e o seu namorado sabe disso também. Eu quero gozar com você engolindo, de quatro com essa raba gigante empinada para cima.

– Eu sei que você queria me comer. Você acha que eu sou cega?

Ela ficou de quatro em cima do sofá, ficou de bruço empinando ainda mais a bunda dela para cima e então o Pedro viu aquela visão que poucos tiveram até hoje. Uma bunda gigante, gostosa, malhadinha, mas não fit. Perfeita pra mim, e o que parece, para todos meus amigos também. Eles começaram a meter devagarinho e ela quase gemeu alto de novo. Não demorou muito e ela gozou. Tudo sem camisinha, foi difícil de presenciar.

Ela então fez a posição que ele queria, colocou ele sentado no chão, depois ficou de quatro, batia para ele com uma mão, empinou bem a bunda e abocanhou devagarzinho o pau dele pela cabecinha. O Pedro já não aguentava mais, era muito nítido, muito. Ela chupava enquanto batia. Da minha visão, eu via o rabo dela virado para mim e um pouquinho do ângulo dela chupando, mas foi o bastante para eu gozar pela segunda vez. Não deu nem 20 segundos e o Pedro gozou na boca da minha namorada. Mesmo assim ela não parou, deixando ele mais maluco ainda até ele falar: – CHEGA.

Eu corri para a cama, me ajeitei e só ouvi minha namorada entrando no quarto e indo para o banheiro. Tomou banho e se deitou comigo. Dormiu que nem uma pedra e eu acordei ainda de pau duro. Fui no banheiro para bater outra punheta já que a minha namorada não ia acordar, mas ela acordou do nada. Viu meu pau daquele jeito e falou: – Nossa, tive um sonho erótico muito bom depois daquilo que você disse que seus amigos podiam me ver peladinha e a gente transando.

Eu falei: – Quer aproveitar pra dar uma rapidinha então?

Ela: – Sim, pelo amor de Deus. Mas quero uma posição especial, come minha bunda? Deve ser a parte que seus amigos mais gostariam de ver você comendo, né?

Eu só respondi um: – Só tem um jeito de descobrir, né?
Começamos a meter e chegamos só no final do café da manhã. O Pedro conseguiu me tratar normal, não sei como ele consegue. Sendo muito sincero… Ele trata normal minha namorada, mas com cautela. Ainda peguei ele secando o rabo dela várias vezes. Ele com certeza sonha em comer ela de novo, mas se tiver uma próxima vez, eu quero estar junto com certeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *