Marcia ensinando a amiga como ser uma verdadeira vadia

Esta aventura aconteceu após uma festa comum. Uma reunião de vários casais amigos atuais e os veteranos …. sempre nos reunimos para matar a saudade da galera.
Voltando um pouco no tempo: Temos um casal amigo dos tempos que morávamos em outro bairro. São mais novos e a gente sempre se encontrava na piscina, onde fizemos amizade.
Sempre que eu ficava a sós com o Jefferson (Jeff) falávamos sobre sexo, sobre sacanagens e eu sempre percebi que ele ficava a desejar com a Ana (sua esposinha, bem gostosa, por sinal).
Por outro lado, a Marcia já tinha me contado que quando as duas conversavam sobre putarias, a Ana fazia muitas perguntas, principalmente sobre como ser bem vadia, pois ela percebia que o Jeff sempre fazia alguns comentários de coisas que ele curtia.
A gente não entendia direito porque parecia estranho… ela querendo putaria, ele também, mas não se entendiam. Então, voltando a festa…
Bebemos com vários amigos, mas no final ficamos apenas eu, Marcia, Jeff e Ana. Começamos um papo gostoso, sobre relacionamentos, experiências, vontades e fantasias.
A Ana empolgada e o Jeff um pouco tímido, mas nitidamente excitado.
Então a Ana me perguntou:
– Lucas, o que vc mais gosta que a Má faz na cama ?
– Ahhh Ana. Vou simplificar. Eu adoro quando ela fecha a porta do quarto e fala pra mim que quer ser A VADIA!

Nisso o Jeff falou:
– Poxa Marcia, você bem que podia dar umas aulas para a tua amiga!
A Márcia logo respondeu olhando para os dois:
– Sabe Ana e Jeff, ser vadia vai muito além do que muitas mulheres inclusive pensam. Não se trata de posições diferentes, gemidos ou gritos. Mas da mulher se sentir dominada pelo simples fato só de de ser tocada e olhada pelo seu homem. O ser vadia começa bem antes do ato sexual. É aquele olhar dele por você … em querer te devorar com ternura e pegada, entende? Posso dar algumas dicas se vocês quiserem.
Nisso o Jeff vira e fala:
– Que tal você nos mostrar?
Então a Ma virou pra mim e olhou com o perguntar: tudo bem? E eu consenti com meu olhar. Então eu os convidei para continuarmos a beber no nosso apto.

– Está preparado ? Tua mulher nunca mais será a mesma depois da aula que a Marcia vai dar pra ela! Assim que chegamos em casa, abrimos o champanhe e brindamos. Continuamos a conversar. Falei para nossos amigos sentaram e ficarem a vontade. A Ma tinha ido buscar mais bebida … na volta … parou na minha frente e me beijou … ah … os beijos da Ma …. meu tesão já começa aí. Ela vira e fala: vocês dois observam e curtem!
A Ma estava com um vestido preto … nada agarrado … mas que valoriza as curvas dela de um jeito que faz qualquer homem olhar. A Ma continuou a me beijar … a se esfregar em mim … foi para o meu pescoço e começou a abrir a minha camisa. Nisso eu levantei o vestido para eles apreciarem o corpo dela … a Vadia da minha mulher estava usando o plug que eu dei de presente a ela. Nisso o Jeff comenta:

– Ana … quero um desse em você (eles nunca fizeram anal).
Nisso a Marcia foi deslizando …. abriu minha calça … abaixou … minha pica já estava explodindo de tesão. Nisso ela pegou a taça de champanhe e mergulhou minha pica na taça … estava geladinho …. e depois começou a chupara MARAVILHOSAMENTE .. como sempre .. a engolir minha pica … e a Ma quando chupa ela deixa minha pica molhadinha …. o Jeff e Ana simplesmente não piscavam … Jeff comentou:
-Poxa Marcia … agora eu entendo perfeitamente o Lucas.
A Ma tirou toda minha roupa … eu ainda continuava em pé! Ela passou por baixo as minhas pernas … e chupou minha bunda … deu aquelas mordidas deliciosas …. e enfiou a lingua no meu cuzinho. Mas parou por aí! Se levantou e ficou virada de frente para eles. No centro da sala tem uma mesa espelhada baixa … a Ma colocou apenas um pé na mesa, encostou o rosto no meu para eu chupar o pescoço dela … Marcia começou a ser a minha VADIA!!! pegou a minha mão … que é bem grossa … e pediu para massegear o clitóris dela … ela estava em uma posição muito sexy de frente pra eles. Bem bronzeada … aquela marquinha de biquini … afff!!! Introduzi um dedo … ela olhou pra eles e falou pra mim:
– Quero mais!
Enfiei mais um e comecei a bombar a buceta dela. Molhada … muito molhada como sempre! Tirei meus dedos e coloquei na boca dela … ela chupou seu melzinho … o Jeff estava com a rola dele saltando pela caça e com a mão no meio das pernas da Ana … mas ambos estavam atentos. Então minha vaida foi para o sofá na frente do que eles estavam sentados … se ajoelhou com as pernas juntas … de lado para eles verem nossos movimentos. Inclinou o rosto até encostar no sofá e ficou com a aquela bunda maravilhosa mirada pra mim … então eu abaixei e comecei a chupar a buceta da Ma … a cara que ela fazia pra eles (o rosto estava de ladinho) era da maior vagabunda da face da terra! Dei as mordidas que ela pira na bucetinha dela. E coloquei minha pica … bem devagar (ela surta com isso). E afastei as nádegas dela para ver melhor o plug. E comecei a bombar … naquela posição … pernas fechadas … conforme eu bombava … a Ma comecçou a abrir as pernas … deslzando uma para o chão … até ficar bem arreganhada pra mim ….Nisso a Ana estava chupando o marido dela … não aguentou … mas nenhum dos dois tiraram os olhos de nós! Tirei o plug do cuzinho da Ma … e fui introduzindo a minha pica nela no cu dela. Ma sempre falou:
– Uma mulher que não experimenta tudo com o homem quem ama e deseja, não é uma mulher completa! Eu estava louco de tesão … e não fui nada delicado naquela hora … soquei mesmo minha pica naquele rabo empinado pra mim … e a Ma começou a rebolar seu cuzinho na minha pica e a massagear seu clitoris com seus dedinhos …. o tesão era tanto que nem lembrávamos mais que nossos amigos estavam ali … foi quando a Ma soltou aquele gemido …. estava gozando … eu aproveitei e pilhei mais minha bombada no rabo dela e juntos uivamos de prazer na frente dos nossos amigos. O Jeff não aguentou e falou …
– Lucas, posso?
Apenas deixei ele sentir … então ele veio no sofá … e a Ma naquela posição ele colocou na buceta dela e na hora gozou … e falou:
Que buceta quente e molhada …
E já foi gozando. Nisso a Ana ficou sem graça, porque viu como a Marcia se entrega pra mim. Entao fui até a Ana, a coloquei na mesma posição da Ma e meti na buceta dela até ela gozar.
Depois que todos estavam leves … a Ana comentou:
– O se entregar dentro de 4 paredes vai muito além de deitar, meter e gozar. Vocês realmente sabem se amar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.