Encoxada debaixo da chuva ate ele gozar nas minha coxas

Hoje fui encoxada como a muito tempo não era, não que eu não seja encoxada, como sou bem bunduda e loira de pele bronzeada acabo sendo um alvo facil para os tarados de plantão, mas tinha muito tempo que eu não era encoxada até o final tipo até o cara chegar lá e gozar em mim. Nesses dias quentes aqui em Sao Paulo é quase certeza que vai cair chuva forte no meio da tarde e dito e hoje aconteceu a mesma coisa, tipo eu desci no metro São Joaquim e tinha que caminhar até minha casa, mas assim que cruzei o viaduto sobre a 23 o tempo fechou e começou uma baita chuva, como eu tava de vestido todo florido e colorido, daqueles com a alça só em um dos ombros, ele vem até metade da coxa e minhas coxas

são grossas e bronzeadas, estava de sandália e claro uma calcinha minuscula por baixo, comecei a me molhar mas finalmente tinha uma pizzaria fechada logo a frente mas com toldo, e já tinha um pessoal ali se protegendo da chuva, eu cheguei e pedi licença, mas cabia eu, mas um cara me chamou de moça e falou que tinha lugar mais no canto, as pessoas me deram licença, eu fui passado e ele encostou praticamente contra a porta da pizzaria e apontou pra eu ficar na frente dele, e ele foi muito descarado porque assim que entrei na frente dele ele já encaixou em mim, e nem dava pra reclamar pois não tinha espaço pra sair dali.

No começo senti que era só o corpo dele encostando em mim, na hora não consegui ver com que roupa ele estava, mas disfarçadamente fui ajeitar meu vestido atrás e esbarrei e pude sentir que era calça jeans. Estavamos muito colados, e como minha bunda é saliente estava pressionando a região da cintura dele, e nisso a chuva piorando, não demorou muito pra eu sentir algo de diferente ali pressionando minha bunda, ele tava com o pau duro em mim, juro que até tentei ir pro lado, mas não tinha escolha só me restava aguardar ele se saciar. Eu ficava ali conversando com as pessoas que estavam se protegendo da chuva, na verdade a gente tava ali só falando de chuva e esse cara ficava falando atras de mim apenas é verdade, é verdade, e enquanto isso esfregava seu pau duro em mim, nisso apesar de todo o barulho escutei o barulho de

um ziper, pensei que não era possivel que ele ia botar o pau fora no meio da rua, mas logo depois senti a pressão na minha bunda mais uma vez só que agora algo me perfurva na bunda, então era certeza, ele tava com o pau de fora enfiando em mim. Eu acho essas situações engraçadas e excitantes tambêm e fui ficando de boas, do meu lado ainda tinha um degrau e eu resolvi ser bem provocadora, e coloquei meu pé direito sobre o degrau, isso fez com que minhas pernas se abrissem levemente e agora literalmente o pau dele podia escorregar por inteiro entre minhas coxas. Se eu quisesse juro que daria

pra ter sido penetrada ali, ninguem perceberia, ele poderia enfiar em mim, mas ai já não confio, não sei quem é o cara, e sei lá, acho que é esmola demais, bom continuei assim aberta e eu podia sentir que ele aproveitava para esfregar o pau entre minhas coxas, bom, aquilo podia ficar mais divertido e aproveitei que ele estava deslizando pra dentro e desci minha perna, agora seu pau estava preso no meio das minhas pernas, a cabeça do pau esfregava com força sobre minha calcinha em cima da minha bucetinha, molhada de tesão e de chuva, e dai eu percebi que o pau dele praticamente para me atravessando e quase saindo na parte da frente da minha coxa, fui colocar a mão pra sentir se era isso mesmo e senti a cabeca mas na mesma hora senti um calor nas coxas, olhei minha coxa e vi que a porra dele tava escorrendo ali, jesus que delicia. Deixei ele ficar completamente saciado.

Depois percebi que ele se ajeitou, guardou o pau, e não correu, continuou ali atrás, a chuva ficou mais fraca e falei pra ele obrigada, fui dando uma leve corridinha na rua, sentindo a porra dele escorrendo pela minha perna, entrei na Igreja do Carmo pra pedir perdão por isso, e tambem pra ver minha situacao antes de entrar em casa, tinha porra dele até entre meus dedos do pé melando toda a sandália. Fui pra casa depois disso e tentei entrar e ir direto pro chuveiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *