Dando no carnaval

Naquelas brincadeiras de amigos, resolvemos sair no carnaval de 2020 na cidade de Ubatuba vestidos de mulher, éramos em 5 nesse feriado no litoral de SP.
Eu moreno, 34a, 1,76altura, 95kg gordinho com peitinhos de moça de 15a, sempre zuado com isso não liguei e peguei pesado.
Coloquei um vestidinho preto tubinho, sutiã sem alça por baixo, peruca preta e bota com pequeno salto alugada.
Saímos, brincamos e bebemos, como de se esperar houve coxadas entre nós mesmos e vinda de estranhos, aquilo que todo homem que tem uma pequena “vontade” gosta.
Nesse mesmo dia pegamos carona com um coroa do nosso condomínio, foi algo combinado voltarmos com ele, pois não teria ônibus nesse horário, ao descer do carro todos bêbados e brincando muito inclusive com o Sr”Paulo” (uns 57anos, parrudo aproximadamente 90kg, moreno claro, peludo, cabelos grisalhos e calvo)que nos deu a carona, nisso eu fui o último a descer onde fiquei acertando o valor combinado pela carona, ele vendo o clima de descontração arriscou em dar aquela cantadinha dizendo:

Sexo Por Telefone

_Todos brincando viraram mulherzinha, mas você ficou muito linda viu, a calcinha deve ter ficado maravilhosa!
Todos rimos na hora, e nisso meus amigos saíram e nos deixaram a sós dizendo que era pra deixar rolar o clima, nisso com tom de brincadeira.
Eu não quis deixar barato e disse:

_ Errou, que pena estou de cueca. (Risos)

Aí nisso descendo do carro, levantei o vestido me empinando e mostrei a bunda e sai do carro agradecendo e sorrindo.
Ele me chamou de volta, eu quis pagar pra ver a intenção do coroa.
Ele disse que foi um disperdício eu não ter ido por completa, pois tinha ficado maravilhosa, eu agradeci e ia sair correndo atrás dos sacanas que me deixaram só, nisso ele me gritou de novo, eu já perdendo a paciência parei e olhei esperando e ele disse:

Eu poderia ter o prazer de te ver assim outra vez. Eu já todo enrolado, acho que por conta da bebida disse que, talvez, que enquanto o carnaval estivesse rolando eu iria estar de “Renata”, ele disse que teria que ser de calcinha pra ele tirar toda a dúvida dele, nessa hora eu fiz cara de confuso e perguntei:

_Sr Paulo, que dúvida? “Ri”
Ele:
_De como ficaria uma mocinha linda!

Eu disse que iria pensar com carinho no que ele disse e fui, acompanhei os sacanas que estavam sentados na calçada curtindo a ressaca, e como não demorei nem 3 minutos não zuaram muito com a situação, só falaram que o Sr Paulo tinha me engravidado, rimos da situação e continuamos a falar da noite que tinha sido ótima, assim fomos dormir…
No outro dia saímos novamente para o bloquinho da cidade, mas não voltamos com ele, onde eu me peguei pensando na noite passada. No outro dia a mesma coisa, não combinamos nada com ele, mas ao chegar no condomínio, aconteceu algo que nos deixou surpresos, ele estava chegando também, onde começou conversar conosco e dado momento em que estavam todos distraídos ele me perguntou se eu estava como ele pediu, eu respondi que não e perguntei se ele tava louco, ele se embaraçou todo sem conseguir responder, onde eu completei a frase assim:

_ Acha que iria sair assim na multidão?

Ele na hora sentiu que eu dei confiança e perguntou:

_Vestiria pra mim então?

Eu respondi:
_ Vestiria sim, mas só pra “matar sua dúvida”!

No momento ele falou que adoraria me encontrar no dia seguinte, eu disse pra ele que ao sair pro carnaval, iria combinar de encontrar a turma na praia, e assim teriamos como tirar essa dúvida, mas deixei pra ele bem claro que não iria acontecer nada demais, pois eu não era gay e era só pra brincarmos. Não sabia eu que estava para acontecer.
No dia do encontro, eu depilado como gosto de sair nessas datas de carnaval vestido assim, com vestidinho preto de tubinho com babado na parte dos “seios” sutiã com fecho na frente “onde Junta mais os seios deixando enormes”, bota preta, a peruca preta e o fio branco a pedido dele.
Quando o encontrei no local marcado, percebi que ele estava perfumado além do normal, me elogiou dizendo que nunca uma garota tinha se arrumado pra sair com ele assim, eu comecei me sentir bem em sua companhia e queria levar a brincadeira com passadas de mão do coroa em mim.
Já estava escuro e ele passou por uma praia próxima ao centro e quis parar no quebra mar, eu embalado me sentindo a “gatinha” que dá perdido em coroas resolvi descer do carro com ele, pois o lugar seria melhor do que ficar no carro com ele a sós.
Descemos ele sempre elogiando, e com a mão em minha cintura começou a descer e alizar minha bunda, nessa hora ouvi um sussurro dele, onde ele disse:
_Senti tua calcinha…
Eu ri e disse pra ele que era o combinado nosso, pra ele não acostumar.
Ele sentou no banquinho e pediu pra eu sentar em seu colo, assim fiz, e senti que a brincadeira estava sobre controle, pois tava como eu queria, local aberto e sem riscos.
Conversando sobre assuntos diversos, em especial sexo, eu sentia seu pau forçando meu vestido, eu sentia graça naquilo e ao mesmo tempo aquele tesão de curiosidade. Ele com um bom papo e forçando a barra, conseguiu que eu tocasse em seu pau por dentro da calça, um pau de uns 16cm e grosso, aquilo já estava saindo do meu controle, a qualquer momento que ele me convidasse eu sairia dali, mas não aconteceu, foi pior, eu já estava rebolando em seu colo ali mesmo, sentindo seu pau pra fora forçando meu vestido .
Ele me dizia coisas lindas, não me reconheceria naquele momento, me sentindo a fêmea atraída por um macho experiente.
Em certo momento, ele com o pau pra fora, eu gemendo em suas esfregadas ele me pediu pra colocar o pau encostado na minha calcinha, que não passaria daquilo.
Foi a maior besteira que eu fiz permitir, pois senti seu pau tão melado, aquele vai e vem da nossa brincadeira, ele apontou o pau no meu cuzinho eu saí do seu colo sem acreditar naquilo, onde ele me pediu desculpas e disso que não tava mais como combinamos, que estava com tesão muito grande e pediu para eu voltar a brincadeira. Nem eu mais estava sobe controle, nisso falei que iria voltar para seu colo, mas não permitiria mais do que ele passar a cabecinha do seu pau na entrada do meu cuzinho, eu também já estava louca na hora, como esse combinado era mais do que tínhamos controle, assim fizemos.
Sentei em seu colo, dessa vez apontei seu pau no meu cuzinho, e fiquei esfregando nele. O tesão me consumiu de uma forma que eu forcei e ficamos com ele encaixado na entrada do meu cuzinho e já estávamos falando besteiras do tipo:

_Tá gostosinho papai?
Ele:
_Sim minha cachorrinha!

Nisso suas mãos em minha cintura, em um momento eu sentia algo diferente tipo um plástico rasgando e ele me puxando contra seu colo, foi o momento que vagarosamente ele estava me puxando contra seu corpo.
Nesse momento ele deu uma gemida sussurrando dizendo: “gozei gozei”.
Eu com a boca aberta de tesão e dor, cravei as unhas em seus braços e dei uma gemida de dor e prazer, e em média de tempo de 15 segundos parado ali sem saber onde tava, sai do seu colo apressado.
Nesse momento eu dei conta do que havia acontecido. Eu tinha dado gostoso para aquele coroa que tinha começado com uma pequena brincadeira em uma carona.
Nisso não fiquei mais no seu colo, ele continuou dizendo que foi a garota mais atraente que ele tinha transado, pois eu era muito difícil, e estava louco pra me levar pra outro lugar mais a vontade, eu disse a ele que não era aquilo que eu tava querendo naquele momento, mas aconteceu, e não iria se repetir.
Mesmo assim ele continuou a masturbar aquele pau ao meu lado e em dado momento eu peguei nele outra vez e fiz alguns carinhos, nos recompomos e fomos para o bloquinho onde todos me esperavam, mas dessa vez eu não tava mais com a agilidade das outras noites, pois eu estava arregaçado, de calcinha e com o bumbum todo escorrendo esperma de um macho.
Meus amigos perguntaram se tinha acontecido algo pelo meu atraso, eu disse que teve um problema na minha família que estava em nossa cidade, e assim não questionaram mais meu atraso.
A noite passou que eu nem percebi pensando no ocorrido, fiquei até com medo de beber muito e perder o controle do que falava.
Ao encontrar ele após uns dias no condomínio, ele me pediu que por favor, eu faça a Renatinha entrar em contato com ele, pois não está conseguindo nem dormir pensando nela, isso me deixou mais doido com essa situação, pois deu vontade de fazer acontecer tudo outra vez.
Mas não rolou mais nada até agora…

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *