A Última Camisinha

Um mês de conversa você acredita? Conheço essa garota a apenas1 mês atrás e já sinto que encontrei minha alma gêmea. Quer saber como conquistar sua alma gêmea? Nada que 16 mil mensagens no whatsapp não resolva.

Sexo Por Telefone

_Estou no aeroporto de Confins (BH), Aonde te encontro?
Como esperei para ouvir essas palavras, meu coração acelera, não perco tempo e logo digo: _Quarto 407, Hotel Nacional Inn, não demore.
1 Mês de espera foi longo, mas os 40 minutos ate ela chegar no hotel pareceram mais longos ainda.
Meu Deus como ela é linda. Mesmo na sombra sua pele dourada reflete o brilho do sol. Uma morena pintada a pincel, feita sob medida especialmente para mim.


Ja falamos muito, deixe agora nossos olhos ditarem o rumo da conversa, Conversa é claro que começa pela boca, com as duas bocas coladas uma na outra. Algumas palavras tentam ser ditas, Impossíveis de serem entendidas em meio aquele beijo apaixonado. Não sei ao certo se foi o cheiro de seu perfume ou o gosto de sua boca, mas algo me excitou e ela logo percebeu. Notei na hora seu sorriso malicioso, e me senti feliz por ser o motivo dessa alegria.
Ela estava linda naquela blusa de grife, mas ficou mais linda ainda nua, com as roupas amarrotadas e espalhadas pelo chão. Não tinha muita certeza se ela queria, mas quando retirei seu short e vi sua calcinha encharcada, é que me caiu a ficha do quanto ela estava excitada. Não perdi um minuto sequer, a atirei contra a cama, ela foi caindo e abrindo as pernas. Safada, estava com o mesmo pensamento que eu, ignorei seus seios e fui direto em sua calcinha. Estava encharcada e com cheiro de mulher. Chupei aquela calcinha vermelha todinha até a cor desbotar, como ainda não estava satisfeito, retirei ela e vi como estava molhada, dava até para torcer. Agora com a bucetinha livre ficou mais fácil para trabalhar. Passar a língua pelas bordas, beijando e mordiscando os grandes lábios, até o clítoris saltar para fora, ai pude ver como ele estava duro e ela excitada. Não deu outra, continuei chupando, dessa vez eu me focava em mamar aquele grelo gostoso. Quando vi que ela estava ficando muito excitada introduzi dois dedos nela. Não aguentou gozou gostoso apertando meus dedos, e molhando minha boca. Eu chupei, chupei, chupei todo o seu caldo, o seu gosto de mulher. Satisfeito e quase sem ar, finalmente consegui sair do meio das pernas dela. Meu rosto molhado denunciava o ocorrido, percebendo como minha mulher estava com sede após o orgasmo, eu servi em sua boca um líquido quase branco e transparente. Ela se fartou, e começou a me beijar, um beijo longo e molhado, algo escorria pelo meu peito, não sabia se era porra ou saliva, só sabia que estava gostoso. Foi nesse momento que apertei seus seios, ela logo percebeu que minha mão direita estava molhada, justamente a mão que usei para ajudá-la a chegar no orgasmo. Lambuzei seus peitos com seu próprio gozo, ela foi a loucura, amei tocar e acariciar, tão grandes e macios, e os biquinhos então? Tive de experimentar eles, cai de boca naqueles seios gozados e chupei, chupei, chupei, que delicia ver ela gozando só por eu chupar seus seios. Eis que de repente ela para, e com muita força inverte nossas posições e me domina me prensando contra a cama. Com aquela furia de mulher excitada ela começa a esfregar contra meu pau, quando sinto aquela buceta molhada roçando na cabeça do meu penis vou a loucura sentindo seu melado escorrendo da cabeça até a base.
_Me pega de 4. Ela pediu.
Claro que como um bom homem, atendi prontamente o pedido de minha mulher. _Vida, apaga as luzes, eu não quero ver, só quero sentir. Outro pedido que atendi.
Na penumbra, sentindo o cheiro inebriante de sexo no ar, abracei seu corpo nu por trás. Arrebitei sua bunda e a deixei numa posição muito confortável.

Retirei algo do bolso, e equipei.

Não demorou muito e fui penetrando devegarzinho, sentia sua buceta muito apertada e quente. Aos poucos foi se abrindo e dando passagem para meu pau, que a essa hora estava duro como rocha. Não me fiz de rogado e rapidamente já estava marretando aquela bucetinha com violência. O que antes era apertado agora estava bem aberta e escorrendo suco. Eu precisava de um apoio para continuar mantendo o ritimo, com uma mão segurei seu ombro e com a outra trancei seus cabelos, fazendo assim um bom apoio para que eu pudesse socar com força, extravasar minha raiva, e maltratar aquela bucetinha que antes era tão bonita e delicada.
Cansado, a viro, fico de frente a seu rosto e a penetro com uma mão em sua nuca, e minha boca colada a sua.
Quando a solto posso ouvir um gemido abafado, seguido por uma serie de palavrões, Mas que mulher safada eu fui arrumar viu, além de fazer um bom sexo sem pudor ela tem essa boca suja, cheia de palavrões. Quando a sinto ter contrações vaginais, eu entendo, ela está tendo um orgasmo. Um orgasmo a base de penetração, que delicia de mulher, sabia que ela adora uma rola, mas não sabia que era tanto assim.

Se tem uma posição que eu gosto é de lado, olhando bem nos olhos da mulher, Livre acesso à boca, mão também livre para percorrer sua bunda e as costas. Aquela arranhadinha de leve com gosto de: ‘Você é toda Minha’ Adorooo….

Aquele joguinho de pernas e pá! De repente ela está montada em cima de mim, fazendo aquela cavalgada gostosa. Com o quarto escuro enxergo apenas sua silhueta bem definida montada em mim. Puxa como tenho sorte de ter uma mulher gostosa dessas que sabe como sentar num pau com vontade, com tanta vontade que chega a escorrer.
Quando ela acelerou o ritmo, pude sentir sua boceta quente. Logo Logo eu iria gozar e ela sabia disso. Foi quando ela começa a gemer e gritar:
_Goza meu macho. Goza em mim e me faz um filho. Faz de mim Tua mulher.
Não aguentei, obedeci a minha mulher e gozei com ela sentada bem profundamente em mim, louca querendo sentir minha goza no útero.

_Amor, não estou tomando pílulas, posso ter engravidado de você.
_Dúvido meu amor, estávamos usando camisinha.
_O quê?? A gente transou de camisinha??
_ Achei que se você quissesse sem você mesma ia tirar, você sabe que eu não gosto de usar isso.
_Seu Jumento de chuteira.
_Oque foi amor.
_Seu bobo, era para termos feito sem, para você poder gozar em mim
_Vida, olha o tanto de porra que tem na camisinha … abre as pernas.
_Assim vida?
_Isso, agora é só eu despejar isso aqui bem no fundo. Não podemos desperdiçar porra nenhuma.
_Amor, olha o tanto que você gozou, promete que essa é a ultima vez que vamos usar camisinha?
_Prometo vida, a partir de agora nunca mais iremos usar preservativo.
_Que otimo vida, de camisinha não podemos ter Filhos.
_Vou jogar fora todas as minhas camisinhas tá! TE AMO MEU BBB

Disk Sexo

One thought on “A Última Camisinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *