A irmãzinha gostosa do meu marido

Como contei em meu conto anterior, descobri que meu marido Rodrigo tinha umas taras gays,
e descobri que q as vezes ele chupava o pau do seu coordenador qdo rolava “hora extra”,
conversamos muito e usamos tudo isso a nosso favor e com tesão vi algumas vezes ele e outro homem se pegando na cama
, fantasia que sempre tive e o fiz de femea algumas vezes, outra fantasia que sempre tive.
Independente de tudo isso eu é que fui flagrada por Rodrigo numa situação complicada.
Ele tinha uma irmão que vi criança, Renata, que por morar em Florianópolis, chegamos a ficar quase 6 anos sem nos vermos, até
que ela veio fazer uma prova no IBGE da Tijuca RJ, e aproveitou para ficar 1 semana a mais e passear por aqui…mas qdo chegou não era mais aquela menina de 13 anos que havia visto da ultima vez.
Quem entrou em casa foi uma super gata de 19 anos que chamava a atenção por onde passava, era morena de cabelos e olhos negros linda de rosto e com um corpo invejável. Continue lendo A irmãzinha gostosa do meu marido…

Policial Gay

ola vou conta aki uma aventura que tive he bh,sempre vi falar mto na famosa rua sao paulo na capital mineiro, pensava um dia vo nesta rua cheia de bordeis. chegou mhas ferias pensei e hoje peguei o onibus aki he ipatinga e fui rumo a rua sao paulo paraiso da putaria;nossa na viajem fikei torcendo pra sentar do meu lado uma gostosa tava afim de transar no buzao mas nada azar meu ,sentou um velho do meu lado mal sinal, akbei durmindo foi rapido qndo abrir meus olhos ja estva en bh;entao peguei um taxi falei me leve pra rua sao paulo,o taxista disse voce ta querendo se divestir ne?logico fikei20 dias sem transar p vi aki,o taxi parou e o taxista disse ai ta as zonas, nossa sao uns 10 predios com filas de homens p subir, hum tenho q escolher, pronto esolhir 1 que parecer ser mais seguro,fui subindo as escadas hum cheia de quartos de portas abertas com mulher nuas kkk as portas cheia de machos

Continue lendo Policial Gay…

A aluna que devorava os professores

Todo mundo que me conhece vive me peguntando como uma garota ignorante , como eu, conseguiu passar na escola, sem ter sido reprovada uma única vez. Logo que entrei na escola, pude perceber o quanto era burra e desatenta. naturalmente, comecei a bajular as professoras, coquistando logo a simpatia de todas. Quando comecei a ter professores homens, a coisa ficou ainda mais fácil, pois eu já estava tomando formas, e não pude deixar de perceber a maneira que os homens me olhavam.

Eu era pouco mais de que uma menina, quando conheci um homem, que tinha idade para ser meu pai, que me iniciou nas artes do sexo. Por conselho dele, comecei a me insinuar para todos os professores das matérias em que me dava mal. É lógico, que muitos preferiram fingir não perceber minhas intenções. Mas, muitas vezes eu consegui o que eu queria, e só eu sei como foi bom. Continue lendo A aluna que devorava os professores…

Safadezas Com Meu Tio Dotado

Ainda naquele feriado da semana de Páscoa, depois da visita inesperada do pai da Carol, nada mais de especial aconteceu.

Anoiteceu e estava agradavelmente quente, após uma ducha gostosa eu teclava em meu quarto, nuinha pra variar.

Minha avó entrou apavorando: — Mila… Vê se toma jeito, veste uma roupa criatura e vai dormir, amanhã cedo teremos visitas.

— Ah vó eu tô sem sono e com calor! E já emendei:

— Vó… Será que vem algum gato fofo pra eu paquerar? Continue lendo Safadezas Com Meu Tio Dotado…

Minha primeira vez

Oi, galera, beleza? Eu entendo que como seja minha primeira vez aqui no site, tenho a obrigação de falar um pouco de mim né? Então, meu nome é Wallace, tenho 18 anos e sou do sul fluminense. Tenho 1,65m; sou versátil, 18cm uncut, cabelos e olhos pretos, branco, relativamente magro(sim, pretendo entrar na academia em breve; entretanto não sou palito, tenho corpo né?) a galera acha que eu sou bonito e talz; não me acho tão atraente, só acho que sou safado mesmo.

Sempre fui muito precoce nas coisas. Quando era bem jovem me descobri gay. Também foi a época que fui pela primeira vez ao urologista. Até então eu não tinha pelos, tinha um corpo bem infantil mesmo. Então ele me passou uma bateria de remédios e hormônios pois eu aparentemente estava “me desenvolvendo muito lentamente enquanto homem”. Antes disso eu nunca tinha realmente pensado em sexo, ou em fazer sexo, embora secretamente eu já soubesse do que eu gostava eu sempre fui muito tímido com relação a isso. A partir de mais ou menos um mês depois de que eu comecei a tomar esses remédios, já senti mudanças drásticas no meu corpo, pelos surgindo, meu pau cresceu muito e PRINCIPALMENTE surgiu o tesão. Era uma coisa incontrolável cara, era bem louco. Foi nessa época que eu gozei pela primeira vez lendo um conto erótico chamado “meu vizinho mecânico”. Achei maneiríssimo e passei a me masturbar todos os dias vendo putarias na internet, logo percebi que eu tinha um interesse em caras mais velhos, sarados e peludos. Tipo, muito mesmo. A partir daí passei a ler muitos contos eróticos e entrar em salas de bate-papo para pegar um pouco de experiência e aprender as coisas(quem nunca passou por essa fase que atire a primeira pedra).

Continue lendo Minha primeira vez…

Comida pelo Cunhadinho

Sempre tive uma relação legal com o meu cunhado, nunca passou pela minha cabeça, acontecer alguma coisa entre nós dois. Bom vamos ao conto:

Um dia meu cunhado tava no computador,olhando uns sites, ai eu cheguei perto dele e disse que queria mostrar uns videos pra ele, e eu fiquei na frente dele , ele estava comendo um sorvete e começou a passar nas minhas costas, e ficava chupando o sorvete que ele tinha lambusado em mim, mas no começo era so brincadeira e com um tempo as coisas foram esquentando e eu começando a sentir um prazer, quando notei ele começou a se esfregar em mim, ficava passando aquela rola dura e grossa em mim, e eu rebolando ,depois passou a mão na minha bunda e disse que tinha muito tesão por mim, a sensação era tão boa. Ele colocou a mão por dentro do meu short e ficou alizando o meu grelinho, colocou o pênis pra fora e eu comecei a bater uma punheta pra ele, depois ele se agachou no chão, e ficou enfiando o dedo na minha boceta e mordia minha bunda, me chamava de gostosa, mas decidimos parar por que alguem podia aparecer.

Continue lendo Comida pelo Cunhadinho…

Deixando o Vizinho com Tesão

Como de costume, minha Mulher havia tomado o seu banho e havia saído do banheiro só de toalha. Era por volta das 16:00h e o sol da tarde batia em nosso quarto. A janela estava aberta e minha Mulher ficava no espelho próximo à janela se arrumando. Tirou a toalha e ficou toda nua penteando o cabelo e se olhando no espelho. Daquela posição, Ela ficava visível, da cintura para cima, de um prédio um pouco próximo. Como Ela gostava de ser vista, não se importava. Às vezes falava com Ela para fechar a janela, mas não adiantava, Ela sempre falava que esquecia.
Naquele dia Ela viu que havia um Homem de meia idade na janela do prédio em frente, escondido e olhando ela se arrumar. Estava deitado na cama, apreciando o corpo lindo da minha Mulher, que se arrumava nua em frente ao espelho, quando Ela me falou que havia um Homem olhando e Ela ia deixar Ele doidinho de tesão.
Ela colocou a calcinha e começou a massagear os seus seios. De perto da janela o Homem só podia ver os seus seios. Ela massageava, examinando, com fazia sempre depois do banho. Ela olhava, sem o Homem perceber e via que Ele devia estar se masturbando.

Continue lendo Deixando o Vizinho com Tesão…

Coroa gostosa no Ônibus

Este caso aconteceu quando eu tinha por volta dos 17 anos e estava sem namorada. Viajava de ônibus de São Paulo para Curitiba. Estava sozinho e ia passar minhas férias na casa de uma família de amigos em Curitiba. Estava sentado numa poltrona atrás do ônibus, do lado da janela, aguardando o ônibus sair, quando sentou uma Mulher de uns cinqüenta anos do meu lado. Pensava que fosse sentar alguma garota linda e fiquei um pouco decepcionado, pelo menos era uma Mulher e não um Homem.

Logo o ônibus partiu e a Mulher, que estava vestindo uma calça comprida de lycra e uma blusa fina de botões, se acomodou e começou a dormir. A Mulher era um pouco gorda e tinha uma bunda enorme, mas bem torneada, seios grandes e cintura fina. Ela virou a bunda para o meu lado e se pôs a dormir. Estava com o braço no apoio de braço do seu lado e senti aquela bunda enorme encostando no meu braço. O apoio do braço ficava espremido bem no meio daquela bunda e Ela parecia que não sentia, e dormia fundo. Aquela bunda encostando no meu braço, com aquela calça fina de lycra, com o movimento do ônibus, esfregava cada vez mais no meu braço.

Continue lendo Coroa gostosa no Ônibus…