Minha tia impossível

Olá meu nome Dan, venho por meio desse conto explicar oque aconteceu a algum tempo entre eu e uma tia.
Tenho 28 anos, mais esse fato aconteceu quando eu tinha 26, então vamos la, sem mais delongas.
Eu moro em uma cidade da grande são Paulo, meus tios moram na capital, zona oeste, sempre foram muito atenciosos comigo e com minhas irmãs, mais nunca teve nada demais apesar do grande carinho que sempre tiveram conosco.
Minha tia Bety sempre foi de me abraçar, abraços apertados, beijos, cheiros, mais sempre com respeito, nunca nem cogitei nenhum tipo de aproximação ou desrespeito com ela nem com outra tia da família.
Porém no dia do casamento da minha irmã, ela foi madrinha com meu tio, ela estava deslumbrante, com um vestido

Sexo Por Telefone

apertado que marcava suas curvas, eu olhava e não acreditava o quanto era Gostosa, porque sempre ela andava com roupas largas, dessas tipo de evangélicas, mais quando eu a vi maquiada, linda com aquele vestido marcando seu corpo, sua bunda enorme, não conseguia parar de pensar nela, tudo que eu queria era arrumar uma desculpa pra poder tocar nela, sentir sua cintura, seu cheiro.
A partir daquele dia meus pensamentos mudaram sobre minha Tia, eu estava louco por ela.
O tempo passou e eu continuava pensando naquele rabo gostoso de mulher madura, só procurava coroas no xvideos para tentar saciar a vontade que tinha dela.
Até que um dia criei coragem e inventei uma história pra dizer a ela o quanto eu achava ela gostosa.
Inventei que tinha sonhado com ela
Ela sempre mandava bom dia no whats com aquelas figuras coladas, até que um dia eu comecei a dar mais atenção.
Comecei a responder: bom dia tia linda, um ótimo dia pra senhora. Sempre algo assim.
Até que um dia começamos a esticar conversa, esse jogo ficou por vários dias assim.
Numa sexta feira falamos bom dia como normalmente, até que eu falei: oi Minha tia mais linda, essa noite sonhei com vc.
Ela perguntou: nossa, sério? E como foi esse sonho meu lindo? Daí eu: tia acho melhor não contar, porém estava louco pra que ela insistisse, e foi batata, ela ficou curiosa e perguntou: mais porque vc não pode me contar o sonho meu sobrinho querido? Daí eu respondi com um emogi de triste: porque estou com vergonha Tia, e tenho receio de meu tio saber dessas conversas, não quero perder a confiança dele.
Ela muito curiosa me perguntou: mais é tão grave assim Dan? Daí eu respondi: se eu te contar, fica só entre nós? Ela: sim, com certeza! Daí eu:ok, vou contar.
Sonhei que estava viajando de carro só eu e vc, no caminho paramos num hotel, e pedimos quartos separados pois não éramos um casal, a recepcionista falou que não tinha, que estava lotado, tinha só quarto de casal, daí concordamos que seria esse mesmo, chegando lá vc foi pro banho e eu comecei a espiar, vc então me chamou pro banho, e a partir dali tranzamos a noite toda.
Nessa hora ela colocou emoji de assustada, e ficou sem responder por mais de uma hora.
Quando ela me chamou no whats novamente , ela falou: Dan, esquece isso, somos tia e sobrinho. Daí eu: ok Tia, me perdoa! Ela falou: ok, está tudo bem!
Desde então não toquei mais no assunto.
Nessa época estava desempregado, e tinha uma entrevista em sampa, minha mãe ligou pra o meu tio e pergintou se eu podia dormir la pra ir pra entrevista no outro dia, ele falou claro, pode vim.
Cheguei la, no prédio, minha tia e Minha prima foram me receberia em baixo, pois o prédio como é antigo, não tem porteiro, ela então me comprimentou normal, com cara de seria, minha priminha me deu um beijo também, fomos para o elevador, como é um prédio antigo, o elevador é bem apertado, estava um clima tenso no ar, não dizíamos uma palavra, além do oi la na portaria.
Assim que entramos no elevador eu senti um tesão incontrolável pela minha tia Bety, ela claramente percebendo, colocou minha prima na frente dela, e de costas para mim, além de eu estar de mochila, então ficou propício a encoxada, e foi certinho, quando o elevador começou a subir, ela encostou a bunda no meu pau, encostou e já tirou rapidamente, eu percebendo que foi de propósito, agi por puro extinto de macho, coloquei a mão esquerda em sua cintura e puxei contra meu pau que estava duríssimo, ela soltou o corpo permitindo por alguns segundos eu saborear aquele corpo, aquela bunda grande.
Assim que chegou no andar, ela apertou minha mão com força, como se dissesse “para, já chega dessa brincadeira de mal gosto”.
Cheguei, falei com meu tio, e fui tomar banho, depois jantamos, e fui para o quarto de visitas, minha entrevista era as 10 da manhã, meu tio sai pra trabalhar as 7, já levando minha prima pro colégio.
Então levantei umas 8, escovei os dentes, já fiquei arrumado e cheiroso, pra ir pra entrevista.
Até que escutei sua voz seria la da cozinha: Dan, vem tomar seu café pra não se atrasar!
Eu rapidamente cheguei na cozinha, disse: bom dia! Ela: bom dia, seca, como se não me conhecesse, de costas para mim, pude reparar que tinha acabado de sair do banho, pois estava de moletom, e uma blusinha branca com o cabelo ainda cheirando condicionador.
Sentei na mesa, tomei café e ela ainda de costas pra mim, na pia lavando louça, revelava a bunda como se quisesse que eu olhasse, eu ja estava olhando desde que entrei na cozinha, aquele clima tenso, meu pau duro, eu sabia que só estávamos nos dois no apartamento, comecei a tremer de tesão, levantei com a xicara na mão e fui até a pia, nesse curto caminho conseguia ouvir meu coração disparado, batendo forte, foi quando cheguei bem perto dela, e novamente com a mão esquerda, coloquei em sua cintura, dessa vez sem encoxar, ela tremeu soltou a loca, abaixou a cabeça como se tivesse matado alguém, respirou fundo um suspiro como se não acreditasse naquela situação, eu coloquei a xicara na pia ainda com a mão em sua cintura, quando eu larguei a xicara, coloquei a outra mão na sua cintura, ficando bem atrás dela, quando ela sentiu minhas duas mãos em seu corpo ainda tremendo, não resistiu empinou a bunda pra trás pra sentir o cacete duro do menino que ela viu crescer, foi então que explodiu o desejo, ela se virou rapidamente me beijando de língua um beijo quente, apreciamos loucos, eu ligeiro, já arranquei sua roupa deixando só de calcinha, pude sentir seu corpo quente em minhas mãos, abracei senti ela toda, chupei seus seios enquanto caminhávamos para o quarto, tirei minha roupa, ela já estava totalmente nua, praticamente pedindo meu pau, nem pensamos em preliminares, só lembro dela deitando na cama com aquele quarto escuro, eu posicionei meu pau em sua racha, ela com as pernas abertas, me laçou, forçando meu pau a entrar em sua buceta, meu pau entrou liso e inteiro logo na primeira estocada, nunca tinha comido uma buceta tão molhada como aquela, eu ficava com força ela gemia, chorava de tesão, me empurrou de cima dela, ficou de quatro, e disse: vem, mata seu desejo da sua tia! Eu não pude acreditar no tamanho daquela bunda de quatro pra mim, quando encostei meu pau na xota dela, parece que ela sugou pra dentro, de tanto tesão.
Eu bombava com muita pressão naquela coroa linda que era minha tia, estocava com gosto, fazia eco pelo apartamento, ela então gritou de tesão, gozou no meu pau, tremendo de tesão falou: goza na titia goza, eu sentia que ela nunca tinha falado nada parecido, estava sem jeito, mais o estinto de fêmea falou mais alto, quando então gozei, gozei muito naquela buceta, sem camisinha, enchendo ela de porra até transbordar e escorrer, nunca gozei com tanta intensidade, tanta porra saiu de mim que eu me assustei.
Deitei na cama, e ainda com o pau duro, abracei ela que já estava na cama sem olhar pra mim, foi quando ela passou a perna e sentou cavalgando no meu pau, sentou gostoso, entrava como se fossemos feito um para o outro, então gozei chupando seus seios é sentindo aquela bunda enorme no meu pau, foi a melhor gozada da minha vida, a essa hora já tinha perdido a entrevista, caímos no sono, quando acordei ela não estava no Apê, só tinha um bilhete, dizendo: por favor, esquece esse dia, não volte aqui por enquanto! Desde então estava criando coragem pra relatar isso. E foi assim amigos, que tudo aconteceu. Ainda não voltei la!

Disk Sexo

3 thoughts on “Minha tia impossível

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *