Fodendo Gostoso com homem mais velho

Oi, eu sou a Dakota. Tudo começou em um simples grupo no Facebook, a partir de que ele havia se mostrado eu já aparecia interessada por ele. Vou chamá-lo de Pierre. Pierre e eu começamos a abordar em razão de um post meu, um foi conhecendo melhor o outro. Gostos, fetiches, etc. Até que marcamos de se analisar para “se conhecer melhor”.

Era de manhã e como de costume fui realizar as minhas higienes, tinha que sair antes das 9hs para obter com o Pierre na época aqui próximo. Vesti uma lingerie nova e uma calça cerca alta que marcava bastante bem as curvas do meu corpo e terminei de me arrumar para obter com Pierre. Pierre possui 30 anos e é um puta de um bom, possui tatuagens e usa óculos.. Peguei o ônibus e a cada rua que passava o meu coração disparava, uma vez que iriamos nos analisar pela primeira vez. Minutos em seguida cheguei na época e fui encontrá-lo próximo a um posto agente. Enquanto ele não chegava fiquei sentada em um abrigo acanhado observando o movimento da município até que um homem mais acabado chegou próximo e começou a abrir assunto, dizendo que veio de afastado para adquirir existentes para os filhos. Ele perguntou o que eu aparecia fazendo então sozinha, eu disse que aparecia esperando o meu solteirão vir me acudir-se por que iriamos ao centro comercial. É, falei a primeira coisa que veio em mente. Minutos em seguida vi um homem alto, magro bem abafado apresentando em minha direção. Era ele. Ele é acomia, usa óculos que é preto e era bastante belo. Nos cumprimentamos e ele começou a abrir assunto, falou sobre alguns complicações e me deixou super o desejo. Pegamos o andamento e um ônibus e fomos até a casa dele.

No portão tinha dois cachorros, super dóceis e brincalhões, Pierre me chamou e entramos em sua casa. Dentro da casa dele o ambiente estava frio, gelado.

– Pode ficar a vontade, se quiser tirar a jaqueta… – Eu ri e tirei a jaqueta. Pierre me mostrou a casa e por último o seu quarto. Estava tensa, mas necessitava sentir suas mãos me tocar. As luzes estavam apagas, mas dava para ver nitidamente cada parte do quarto, Pierre parou na minha frente e ficou me olhando até que selou nossos lábios e começamos a nos beijar ferozmente. O beijo dele era delicioso era excitante e seu toque me causava arrepios por toda parte. Tirei o meu cropped e Pierre tirou a sua camiseta, voltamos a nos beijar e Pierre me pegou no colo e envolvi minhas pernas em sua cintura, Pierre sentou na cama ainda comigo em seu colo e acariciava as minhas costas, empurrei Pierre na cama e fui beijando o seu pescoço indo descendo pela barriga parando no botão da sua calça. O volume já estava marcando e eu estava louca querendo sentir aquele pau na minha boca.

Pierre tirou suas calças e seu tênis, eu tirei apenas a minha bota e minhas meias. Pierre deitou e fui tocar no seu pau, que delicia, estava duro e latejando de tesão. Fiquei impressionada com o tamanho e cai de boca. Passei a língua na cabecinha e Pierre suspirou, fui dando sugadinhas rápidas e lentas e passei a língua em toda extensão do seu pau e logo coloquei aquele pau gostoso inteiro na minha boca. Comecei a fazer movimentos de vai e vem e Pierre murmurava de tesão. Pierre gemia e eu ficava cada vez mais curvada na cama enquanto chupava aquele pau gostoso, mal podendo esperar para sentir ele me rasgando.

– Eu não aguento mais! – Sua voz estava rouca.

Pierre tirou minhas calças e a minha calcinha, o sutiã com uma mão enquanto me beijava e deitei na cama e logo senti aquele mastro entrar dentro de mim. Deu algumas estocadas e retirou o seu pau de dentro de mim e foi descendo até a minha xoxota. Aquela boca gostosa começou a me chupar, me contorcia na cama de tanto tesão que estava sentindo. Não estava aguentando e queria sentir o seu pau todo me rasgar com força.

– Vem, me fode! – Insisti. – Pierre colocou a cabecinha do seu pau na entrada da minha vagina e começou as estocadas, gemia gostoso e logo minhas unhas ficaram acravadas nas suas costas. Ficamos nessa posição por alguns minutos enquanto minhas unhas abusavam de suas costas. Gemia baixinho no seu ouvido. Depois eu montei em cima dele, mas eu nunca havia feito essa posição antes.

– Olha, eu nunca fiz essa posição antes. – Ele sorriu e encaixou aquela piroca gostosa na entradinha da minha intimidade. Doía, pensei que não ia aguentar e fui sentando devagar até me acostumar com aquela pica grossa. Comecei a rebolar e a sentar, Pierre gemia e apalpava meus seios, apoiei minhas mãos em seus ombros e começei a sentar gostoso.

– Huuuum, que pica gostosa. – Falava enquanto sentava naquele pau gostoso. Rebolava com prazer, gemia loucamente com os olhos fechados mordendo o meu lábio. – Me fode de quatro, vai.

-Aaah.

Me posicionei na cama e Pierre me penetrou, senti que todas as células do meu corpo fossem explodir, fiquei com a bunda bem empinada e Pierre aumentava as estocadas. Comecei a deitar na cama e Pierre me fodia.

-AAAAH, HUUUMMM, AIN. – Gemia. Pierre deu uma estocada profunda e beijava o meu ombro até que o seu corpo caiu sobre o meu, sensação mais gostosa. Depois eu chupei aquele pau gostoso e Pierre jorrou o seu sabor na minha boca. Ficamos deitados abraçados, ele mexia no meu cabelo e pude notar que estava me olhando.

– Está pensando no que? – Ele perguntou.

– Por incrível que pareça, nada. E você? – Ficamos conversando e depois nos vestimos. Pegamos o ônibus e ficamos conversando, trocando caricias e beijos. A minha pepeca doia e ardia. Hoje somos amigos e nos damos muito bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *