Cliente pedindo pra eu comer sua mulher

Sou fotografo profissional do interior de São paulo, tenho 38 anos, sou gordinho, pau mediano, sou um cara comum, nada de noooooossssaaa que lindo, sou normal. bom, vamos lá. recebi uma mensagem de um cara, perguntando se eu fazia fotos sensuais, pois viu meu site e tinha sido recomendado por um casal de amigos ( eu ja tinha feito fotos dessa esposa), depois de algumas certificações de segurança, ele disse que queria relatar um segredo, mas que sua esposa em hipotese alguma poderia saber. Eu concordei, ele relatou que no meio da sessão de fotos começaria a me provocar pra que sua esposa se soltasse e fizesse sexo comigo, bom eu disse que nao misturava trabalho com prazer, mas ele insistiu e fomos nós, ele me passou as caracteristicas da esposa, e marcamos de nos encontrar em um shopping da cidade. cheguei ao shopping e de cara reconheci o sujeito pela foto, porém a esposa era dez vezes mais linda, loira, toda tatuada, saradíssima, sem exagero, ela era de parar o transito, nos cumprimentamos, ela muito timida, perguntei se iriamos em dois carros, ele preferiu que deixasse o meu no shopping e fôssemos com o dele, e assim fizemos.

Chegamos no motel, fui arrumando meu equipamento, iluminação, etc, e conversando, querendo saber mais sobre as preferencias dela, conversas corriqueiras que faço antes das sessões de fotos, e eles tomando vinho, aliás, ele tentando embebedar a esposa. Começamos as fotos, com ela de roupa, um shortinho jeans larguinho, um camisete sem soutein, fizemos algumas fotos, mudamos de posição, pedi pra ela trocar a roupa, e descobri dois piercings, um no mamilo e outro no clitóris, meu tesao ja estava la no alto, voltamos para as fotos, o marido pediu pra participar tambem, ela estava só de calcinha, ele foi de cueca, deitaram na cama, ele me sempre me provocando
eaí fotografo, nao está gostando de ver essa delicia? amor, vc nao deve ser gostosa o suficiente pra dar tesao nele
eu dizia
estou com muito tesao, mas nao posso misturar as coisas, nao posso faltar com respeito com minha cliente
ele:
mas nao é faltar com respeito, ela vai adorar ver vc com tesao e vai se soltar mais ainda:
nesse momento eles ficaram nus e le me pediu pra fotografar por tras dela, ela ficou de quatro e começou a chupar o pau dele, eu fui por tras e comecei a clicar, ele pediu pra eu tirar a calça e ficar a vontade, eu fiquei só de cueca, ainda fotografando.
ele, pode ficar pelado se quiser, vem mais de perto, fotografa em close essa bunda deliciosa
Ela ianda de quatro, quando me viu de pau duro, se animou:
ela:
ah! agora sim ficou legal,
Eu estava sentindo o cheiro daquela bunda deliciosa, aquele piercing lindo no clitoris e eu louco querendo passar a lingua e me deliciar.
ele a chamou pra cavalgar em seu pau e me disse pra ficar de pé na frente dela pra fotografar de cima, eu entendi o recado e fui de pau duro pra frente dela.
quando cheguei perto pra fotografar de cima ela pediu:
Ela
amor, posso dar uma chupadinha no pau dele?
ele
claro amor, dê esse presente pro gordinho.
eu ja estava com pau todo melado, duro, a centimetros da boca dela
ela cavalgando no pau dele, e chupando meu pau, pegava com uma mão e passava a lingua na cabeça do pau, ora fazia movimentos de masturbação e engolia o pau todo, chupava o saco, estava uma delicia, e o marido dela, sempre chamando ela de puta, que ele sempre sabia que ela queria estar em duas picas, ela se soltava cada vez mais, e mediu pra ele a pagar de quatro. Mudamos de posição ela ficou de quatro, ele foi por tras, e ela continuava me chupando, eu estava doido pra dar umas bombadas nela, mas ainda nao tinha chegado minha vez, as vezes eu pedia pra ela ir mais de vagar senao eu ia gozar, tamanho era meu tesão, ela dava sinais que estava gozando por diversas vezes.
o marido estica o braço, pega um preservativo no painel da cama e joga pra mim, fala
agora é sua vez, vem pra ca me mata a vontade dela de ter outra pica.
invertemos as posiçoes, ele deitou, ela foi chupando ele e eu penetrando nela de quatro, as vezes muito forte, com tapas na bunda, ela dava uns gritos, urrava, me chamava de puto, safado, eu estocava forte, de re pente, parava com pau la dentro, e ia tirando de vagar, ia rapido de novo estava me controlando pra nao gozar, tava foda, literalmente. Ele foi puxando a mulher pra cima e desencaixou do meu pau, foi penetrando na buceta dela, eu fiquei me masturbando.
Ele
Vai com calma, bem suave e poe no rabo dela, vamos realizar o sonho de toda mulher
Ela
por favor, com muita calma, eu adoro dar o cu, mas dois paus, vai ser um sonho, nao quero pesadelo.
peguei o sachê de KY no painel, lubrifiquei o cuzinho dela, fui colocando o dedo ela ia rebolando e pediu meu pau.
arrebitou aquele rabo delicioso, fui colocando bem de vagar, sentindo cada pedacinho do meu pau entrando apertado, muito apertado e ela gemendo gostoso, segurando a mão do marido, quando passou a cabeça ela disse, agora fode com força, filho da puta, o marido encaixou o pau na buceta dela e nós dois fazíamos movimentos quase que sincronizados, ela parecia que ia morrer de tanto que gritava, gemia, xingava, minha obrigação era dar prazer a ela, eu estava pensando em qualquer coisa pra nao gozar e acabar com a brincadeira, ela de repente, caiu pra frente, dizendo que nao aguentava mais, quando ela saiu de cima do marido, vi, o lençol todo molhado, ela tinha ejaculado nele tamanho o tesao dela.
ele
hora do leitinho
ela ajoelhou no chao, ficamos um de cada lado dela, ela masturbava um e chupava outro, eu tirei o preservativo e segurei no cabelo dela, fui jorrando tudo o que tinha na boca dela,
ele
isso minha puta, engole toda esse porra, vai sua vagabunda, chupa o pau dele, limpa esse pau todo cheio de porra.
eu ja estava com as pernas bambas, foi a vez do marido dela gozar, ela nao deixava de masturbar meu, pau que tinha ficado meia bomba, mas ela nao largava ele gozou na boca dela, ela lipamva o pau com a boca. Ela deitou na cama com um sorriso de quem tinha ganhado um presente muito esperado, me chamou de sem vergonha, eu ri, e disse que as vezes acontece, mas que nada disso pode ser programado, pois o profissionalismo sempre em primeiro lugar.
Bom, ele pagou meu Cachê, me levaram até meu, carro mas ela pediu pra vir atras comigo, foi fazendo um boquete até o estacionamento do shopping, gozei mais uma vez na boca dela e desci pra ir embora com cara de bobo rssss.
Se alguma moça da região de ribeira Preto tiver o fetiche de ser fotografada por um profissional, entre em contato, sempre na maior discrição, pois sou casado, mas sempre damos um jeito.
OBs: as fotos que colocarei a seguir, nao são dessa cliente, pois nao tive autorização para colocar nenhuma, fotografia é coisa muito seria, todas as fotos que divulgo, sou autorizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *