A traição mais doce

Hj vou contar para vocês a historia mais gostosa e doce.

Sexo Por Telefone

Pra quem não me conhece sou um cara de 1.78 forte de academia 22anos, ex SD…
Minha tia baixinha deve ter 1.66 um pouco mais tem um 40 poucos, loira de olhos verdes, dona de coxas grossas e uma bunda gostosa. Nos temos uma pequena história q contei em ” minha tia ninfomaníaca ” e ” me vingue do meu pai com minha tia ”
Voltando ao conto…

Hj Acabei ficando sem açúcar pro café então minha mae pediu pra eu ir comprar a tarde.
A tarde chegou e eu estava só, então pensei em tomar uma café antes de sair mas sem açúcar é foda.
Tive uma ideia vo pegar uma chocará emprestada lá traz com meu tio.
Fui ate sua casa, nem apertei a companhia, fui logo entrando já me sentindo de casa. Afinal já sou intimo pelo menos da tia.
Cheguei a porta tava encostada bati um pouco e fui entrando pela cozinha, passei pelo corredor e ninguém fui calado ate seu carto talvez flagrar ela com outro. Mas não.
Coisa muito melhor ela tava só de calsinha e sutiã pretos, de costas. Nem me viu tomou um susto quando se virou e lá estava eu, bobo com aquela cena um calsinha preta lisinha parecia seda .
Enfiada naquela bunda, a realçava sua buceta .
Como uma boca mordendo a calsinha se enfiava na buceta dela, suas coxas lisas brancas como chantilly, que eu queria provar.
Seios querendo pular pra fora e uma cintura fina .
Um olhar de despreocupada e ao mesmo tempo, curiosa.

– Oq VC quer ?

Meio gage jan do, falei.

– Açúcar, eu queria açúcar.

– Queria não quer mais ?!!
Sai deixa eu me vestir, q já falo contigo.

Meio tonto sem saber oq fazer fui ate a cozinha, pensando milhares de besteiras fiquei ali, pensei comigo mesmo não seria nada de novo! Mas era pro meu tio estar em casa, pode ser q só tenha ido na padaria e já esteja voltando .
Então ela apareceu com uma expressão mais seria, e muito sex.
Com um bermuda bem lida e um camisa também colada mostrando suas curvas .
Ficou de costas para mim onde pude contemplar aquela raba .
Pegou um copo e botou um pouco de açúcar.
Se virou e com o dedo na boca saboreando um pouco de açúcar em seus lábios me olhou e estendeu o copo.
Naquele momento eu já estava muito excitado .
Peguei o copo segurando sua mão, puxei ela ate mim colei ela no meu corpo .
Coloquei o copo na mesa e ela só me olhava nos olhos.
Coloquei um dedo no copo e com um pouco de açúcar coloquei em sua boca, então a beijei, e ficamos ali uns 2 minutos nos beijando ate começarmos a nos entregar .
Então o telefone tocou na sala ela foi atender, eu não ia ficar não mão .
Fui atrás dela enquanto ela falava no telefone seguirei sua cintura com força, com uma mão tirei seu cabelo do lado direito para q pudesse beijar e chupa seu pescoço. E ela adorava toda essa sacanagem quase não conseguia falar mais, quando ela estava quase dando umas gemidinha me encostei naquele corpo encaixando minha perna esquerda no meio da suas pernas, beijando e cheirando, chupando e alisando .
Ela não aguentou com sua mao esquerda procurava meu pau e me alisava .
Ela se apressou em terminar a conversa se virou pra me beija mas eu tinha outra ideia, assim q se virou tirei sua camisa e chupei seus lindos biquinhos.
Ela queria ali mesmo na sala, mas eu queria me redimir pela ultima vez, então fomos pro seu quarto .
Tirei minha roupa e ela se jogou na cama me chamando com o dedo.
Fui pra cima loco tirei sua bermuda e calsinha com força, quase puxando ela junto.
Abri suas pernas e comecei a chupala, mas ela não se entregava fácil então tive de usar os dodos enquanto a chupava ela adoro botou sua mao sobre minha cabeça envolvendo seus dedos no meu cabelo.
Achando q eu queria sua bucetinha, ate q me levantei ela ficou sem entender, então peguei ela pela cintura virei ela de costas alisava suas costas me preparando para aquilo, a coloquei de quatro e continuei chupando sua buceta mas de uma forma alucinada .
Ate q finalmente ela se entregou ela se molhou toda e deu uns gemidinhos q me deixou ainda mais excitado.
Ainda de quatro chupei um de meus dedos e coloquei naquele cuzinho, q fexou na HR .

– Você não queria, agora vai ter !

Bem devagar coloquei a cabeça na entradinha e fui empurrando com a mão.
As pernas dela se fexavam ela baixava a cabeça gemendo de dor .
Apenas sorri !
Peguei seu cabelo, enquanto enfiava devagar e levantei sua cabeça .
Coloquei tudo, ela respirava forte, sem dó nem piedade fui acelerando rapidamente o movimento de vai e vem, ela se segurava mas urrava e baita na cama, me empolguei e comecei a bater na sua bunda e vai e vem e ela gritava e vai e vem.
Q loucura ela já tava mordendo o coxão quando ia gozar, e ela…

– Aiiii, NÃO! Não tira deixa .

No estase do momento gozei dentro como ela queria .
Nao sei se meu tio não chegou viu e ficou calado afinal tudo é possível né
Mas depois dessa já sei onde pegar um açúcar quando precisar !

Disk Sexo

One thought on “A traição mais doce

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *