Fui a primeira e nem sabia

Olá deixa eu me apresentar pra vocês: sou a Paty tenho 41 anos, olhos castanhos claros, cabelos pretos, morena clara.

A história que vou contar aconteceu comigo em abril deste ano.
Entrei no site de relacionamentos para lésbicas e fiquei olhando alguns perfis, me identifiquei muito com duas pessoas uma infelizmente era casada. Mas mesmo assim pedi pra adicionar meu numero para uma amizade, e assim começou.

Como estava carente e também gosto de mandar mensagens de bom dia, boa tarde etc….

Comecei a mandar msg para Ka, ela disse que não poderia me corresponder a não ser com amizade, pois era casada embora seu casamento estivesse em crise. Eu disse que tudo bem. Ficamos algum tempo nessa, até que um dia as coisas foram ficando diferentes ficamos mais intimas e as mensagens pelo Watt Zap, cada dia aumentava. Um belo dia ao avisa-la que iria tomar banho, ela me disse que pena que não posso ir junto…pronto foi a deixa….falei que se ela não fosse casada não teria problema algum. Continue lendo Fui a primeira e nem sabia…

Meu tio peludo me fodeu no sofá

Estava eu, minha mãe e meu tio que morava conosco num dia qualquer, quando, repentinamente, o telefone tocou às 22 da noite, ficamos bem assustados, mas minha mãe foi atender rapidamente. Para o desespero dela, meu avô estava aparentando algo muito sério, o tipo de problema que deveria ser tratado no hospital o mais rápido possível, o samu já havia sido chamado, mas estavam avisando minha mãe que, de antemão, todos que pudessem dar um apoio para minha avó deveriam ir à casa dela, já que outra tia iria acompanhar meu avô caso fosse necessário.

Meu tio estava ao meu lado no sofá, meio cansado do serviço, um pouco apático em relação a tudo, viu a movimentação, mas nem sequer se manifestou para acompanhar minha mãe. Na hora de sair ela deu algumas recomendações bem óbvias e saiu, uma das recomendações era para que meu tio cuidasse de mim (por dentro eu queria rir porque acreditava piamente que se havia algum adulto ficando naquela casa, este adulto só podia ser eu com meus 18 anos de idade). Continue lendo Meu tio peludo me fodeu no sofá…

Conhecendo um macho casado

Embora saiba que é comum homens casados com mulheres terem relacionamento com gays, aliás alguns amigos se relacionam com homens assim, eu nunca me relacionei. Nunca achei correto e já dei fora em homens casados que me procuraram e meus amigos que se envolvem, sempre os critiquei arduamente. No dia em que conheci o Eduardo, tudo isso mudou.

Sou gay, assumidamente, no entanto nunca contei aos meus pais e eles fingem que não sabem. Sou nada efeminado, tenho 20 anos, moreno claro, quase branco devido não tomar sol, meus olhos e cabelos são pretos, tenho 1,8m e malho duas vezes por semana, mas não sou do tipo fortão, meu corpo é apenas definido (os caras com quem me relacionam curtem). Adoro malhar pernas e exercícios para bunda. Nunca tive muitos pelos no peito e os poucos que tenho, depilo. Minhas pernas –e minha bunda também- são bastante peludas, gosto delas assim. Além de depilar meu peito depilo meus testículos, ânus e região entre eles (tudo lisinho, assim sinto mais a língua…). Continue lendo Conhecendo um macho casado…

O Segurança da Minha Empresa

Meu ex marido havia indicado um rapaz para ser o segurança na empresa que trabalho. O nome dele é Luís e ajudei na contratação mesmo não indo muito com a cara dele. Algumas pessoas me zoavam dizendo que meu ex tinha colocado ele para me espionar, mas isso não me incomodava.
Luizão era querido por todos, apenas eu achava ele muito folgado.

Não demorou muito para que ele se envolvesse com as meninas da limpeza. E sua fama de pegador acabou circulando por toda a empresa.

Mas confirmei todas essas historias ao entrar em um dos banheiros do escritório e ouvir duas das funcionárias da limpeza, comentarem sobre a habilidade do negão de 1,89, e uns 100 quilos de músculo tinha no sexo.

Apesar de ouvir tudo que ele parecia ser capaz, sua imagem de cafageste e folgado para mim não mudava, e para ser sincera só aumentava minha empatia com ele. Continue lendo O Segurança da Minha Empresa…

O frentista dominador

Deitado de barriga para cima e com a cabeça para fora da cama Juliano tinha sua boca invadida por um pau grosso de 21 cm. O cabelo espetadinho todo desgrenhado e o rosto vermelho dos safanões tomados anteriormente. O pau do cafuçu era enfiado até a garganta e o playboy tinha que aguentar ou tomava mais tapas na cara. Naquele momento Wadson poderia fazer tudo que o puto aceitaria, afinal a lei natural é essa: um viadinho treme diante de um macho alfa.

Wadson enfiou mais umas 4 vezes e puxou o cabelo encarando o playboy que tentou humilha-lo. Deu mais dois tapas estalados fazendo com que Juliano implorasse para não apanhar mais. Fez com que o viado ficasse de 4 na cama e salivou ao ver aquela bunda grande, malhada e branquinha. O cú liso e rosadinho foi invadido por um dos dedos do cafuçu. Não ia ter como escapar, Juliano seria enrabado sem dó. No fundo no fundo, ele esperava por aquilo. Sempre desejou se subjugar a um macho de classe social diferente, que ditasse as regras para que ele obedecesse. Continue lendo O frentista dominador…

Gay dando bem gostoso no Carnaval

Sou bem másculo, 25 anos, o que vou contar aconteceu a cinco anos. Estava próximo do carnaval e estava com meus dois amigos de infância vendo tv e vimos um bloco de carnaval de homens vestidos de mulher. Achamos muito engraçado e combinamos de nos vestirmos assim no carnaval . Todos somos homens e sempre saímos juntos para pegar gatinhas, ninguém nunca pensou em transar com homem.

Eu quando adolescente gostava de experimentar as calcinhas, maiôs das minhas primas. Uma vez até roubei umas calcinhas delas e usava por baixo da roupa, aquilo me dava muito tesão.

Chegando próximo do dia combinado foi me dando muito tezão e sai para comprar umas roupinhas dizendo que eram para minha namorada, comprei meia 7/8, espartilho, duas calcinhas, segunda pele. sutiã, maquiagem, uma peruca amarela, brincos de argola, batom. Quando cheguei em casa, moro sozinho, me deliciei experimentando as roupinhas. Continue lendo Gay dando bem gostoso no Carnaval…

A irmãzinha gostosa do meu marido

Como contei em meu conto anterior, descobri que meu marido Rodrigo tinha umas taras gays,
e descobri que q as vezes ele chupava o pau do seu coordenador qdo rolava “hora extra”,
conversamos muito e usamos tudo isso a nosso favor e com tesão vi algumas vezes ele e outro homem se pegando na cama
, fantasia que sempre tive e o fiz de femea algumas vezes, outra fantasia que sempre tive.
Independente de tudo isso eu é que fui flagrada por Rodrigo numa situação complicada.
Ele tinha uma irmão que vi criança, Renata, que por morar em Florianópolis, chegamos a ficar quase 6 anos sem nos vermos, até
que ela veio fazer uma prova no IBGE da Tijuca RJ, e aproveitou para ficar 1 semana a mais e passear por aqui…mas qdo chegou não era mais aquela menina de 13 anos que havia visto da ultima vez.
Quem entrou em casa foi uma super gata de 19 anos que chamava a atenção por onde passava, era morena de cabelos e olhos negros linda de rosto e com um corpo invejável. Continue lendo A irmãzinha gostosa do meu marido…