Empregada doméstica da minha mãe

Ela se chama Nice é uma baixinha, magra, cabelo liso e morena e já trabalhavaalguns anos na casa da minha mãe e eu já não morava mais lá e um dia fu8 visitar a mãe e quando cheguei e a Nice veio abrir o portão e ela estava com um shortinho curto e soltinho e fala que não tinha ninguém em casa e foi andando e para e se abaixa para pegar algo no chão e deixou a vista aquela buceta enorme e lisinha e logo fiquei de pau duro e ela percebeu e foi a cozinha e eu fui tbm e logo fui e dei um sussurro no seu ouvidinho assim que eu gosto bem lisinha e ela esfregou a bunda no pau e disse, só olhando já ficou de pau duro safado e ela se ajoelhou e tirou pra fora e perguntou posso brincar com ele e eu disse ajoelhou tem que rezar e engoliu a cabeça e lambendo e eu perguntei vc faz garganta profunda e ela não sei se vai caber tudo mais vamos tentar e

ela foi engolindo cmxcm devagar e quando faltou dois dedos e parou eu fui e empurrei ate sentir bater na sua garganta e ela engasgada puxou e disse assim não filha da puta eu vou vomitar e eu falei mais entrou tudo gostosa e sentei ela na beira da pia e puxei sem shortinho e já estava sem calcinha mesmo e ela disse espera e eu falei o que houve e ela abriu a torneira e passou água pra lavar e eu disse não precisava minha putinha e ela agora pode safado e passei a língua só no grelo delicioso e que corte grande ela tem começa perto barriga e vai até pertinho do seu cuzinho e chupei bem gostoso e escorreguei a 1, 2 e na 3 vez deixei a língua dentro do seu cuzinho e ela gemeu e disse seu porco ta chupando meu cu e eu disse bem que vc tá gostando muito e mandei ela me chamar de cachorro e mandar eu lamber seu cuzinho e ela gemeu e falou lambe cachorro safado gostoso esse cuzinho apertado e levantei as pernas e empurrei na buceta e era bem

apertadinha e ela gritou devagar filha da puta pode enfiar tudo nessa buceta, mais devagar e soquei tudo e ela deu uma boa esquichada e me olhou e disse ta vendo seu safado o que vc fez eu fazer e eu falo no seu ouvido pode fazer quantas vezes quiser eu gosto minha putinha e segurei pelas pernas e levantei ela e comecei a socar com força e ela gemendo assim eu vou gozar porra bem gostoso, e enfiei o dedo no cuzinho dela e ela assim mesmo que eu gosto de gozar e começou a berrar que tava gozando na rola e perguntou se eu queria gozar agora e eu disse que sim e ela pegou uma cadeira e se ajoelhou e apoiou as mãos na pia e disse agora enche o cu da sua putinha com essa rola e passou saliva naquele cuzinho e enfiou o dedo e abriu a bunda e falou enfia de uma vez só, nem que eu grite e diga que é pra tirar vc não tira só enfia e fui e empurrei tudo e ela gritou rasgou meu cu porra e segurei pela cintura e comecei a socar com força e ela gemendo

arromba meu cu porra é assim que puta gosta e que cuzinho apertado e fiquei uns 15 minutos e ela pedindo pra gozar que tava ardendo e não aguentava mais e que ia cagar no pau eu disse segura sua puta gostosa e pode cagar no pau e ela chorou e gritando goza, goza filha da puta meu cu não de borracha e soquei mais ainda e disse que ia gozar e ela mandando, enche meu cu de leite e eu disse não eu quero gozar na sua boca e tirei e coloquei na sua boca e disse engole porra e gozei tudo dentro da boca e ela deixou escorrer o leite pelo canto da boca e chupou o pau e disse tu é mal pra cu seu safado tô toda assada e arrombada eu nunca tinha dado o cu desse jeito e agora quando estiver sozinha quero que venha encher de leite seu safado ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *