O dia que minha esposa aceitou ser putinha

Olá amigos, meu nome é Marcos, tenho 36 hoje anos e sou casado a 15 anos. Minha esposa tem 35e é uma mulher livre de preconceitos e mãe de família. Pois bem, vamos aos fatos. Eu sempre tive excitação em imaginar ela dando para outro até tomar coragem em propor a ela isso. Isso foi em 2014, o ano em que começamos o “menage trois”.
Quando propus ela topou na hora sem recriminar.
Então começamos a buscar na internet o perfil de alguém que pudéssemos confiar e ser cúmplices, até que encontramos, uma pessoa, que aqui vou chama-lo de Carlos, um jovem de 27 anos, 1,70, magro e um pau mais grosso que o meu, do jeito que ela queria. Como moramos em uma cidade pequena procuramos uma cidade maior para realizarmos nossa fantasia, que a princípio seria só uma transa e nada mais. Como Carlos mora em uma cidade grande a cerca de 200km da nossa, ficou fácil irmos até ele.
Confesso que eu tinha um frio na barriga, tinha medo do que estava prestes a acontecer, nos dias que antecederam o encontro.
Nos preparamos, lendo muitos contos, pesquisamos motéis enfim tudo para nada dar errado. No Dia marcado, na hora combinada Carlos Chegou ao Motel e primeiro me cumprimentou e depois cumprimentou minha esposa que estava deitada com um lindo vestido minúsculo e já possuída por um bom vinho. A putinha cumprimentou ele com um delicioso beijo na boca, que na hora que vi ela beijando pela primeira vez outro macho meu pau logo endureceu.
No começo após o beijo ficamos meio que com certa timidez, até que eu com iniciativa tocava ela e beijava ela. Carlos no começo só olhava até que começou a beijar ela deitada, e eu acariciava os seios da putinha, como ela gosta de ser chamada. Percebi que adorava o beijo de Carlos. Quando vi a mão dele acariciando a buceta deliciosa da putinha eu enlouqueci de tesão.
Quando ele começou a acariciar a buceta dela, meu pau latejava de tesão mas eu continuava a beijar o pescoço da minha esposinha que na aquela hora loca de teão só queria foder cm Carlos.
Lembro que quando Carlos baixou a calcinha minúscula dela eu senti que na aquela hora não teria mais jeito, que a minha esposinha de fato seria fodida por um pau mais grosso que o meu. Carlos tirou o pau pra fora esfregou um pouco na buceta dela e começou bem de vagar a mete-la, senti que na primeira estocada dele na buceta dela, senti que a putinha se contorceu de tesão, colei meu ouvido na boca dela e senti seu gemido de tesão . Carlos fez bem forte do jeito que ela adora, depois eu meti um pouco enquanto ela chupava com vontade aquele pau grosso que tinha recém saído da buceta dela.
Tirei e deixei Carlos meter de novo até gozar dentro com camisinha. Foi maravilhoso ver outro gozando dentro da minha esposa que amo muito. Após a primeira gozada, a putinha possuída pelo vinho dormiu um pouco, enquanto eu e Carlos conversamos e nos conhecemos mais, até q umas duas horas depois ela despertou dai fomos pro banho e voltamos ainda com mais tesão e fodemos de novo, desta vez Carlos arrombou o cuzinho dela e gozou na barriguinha da minha esposinha, sendo que nesta hora minha esposinha já não era mais minha esposa e sim uma puta de dois machos.
Dormimos em conchinha, sendo que durante a noite eu estava louco para acordar ouvindo eles treparem, não aconteceu pq Carlos estava exausto e cansado pois tinha trabalhado o dia todo. Logo ao amanhecer acordei e vi que ele roçava a buceta dela, foi quando começamos de novo e deixei Carlos de novo meter primeiro, sendo que desta vez fizemos dupla penetração.
Carlos gozou no Cu da putinha e eu gozei fora. Nos lavamos e logo infelizmente fomos uma para cada lado. Na volta para casa pedi se pra ela se topava dar sempre pra ele como amante fixo na hora ela topou… Me recordo que passamos transamos mais uma eu e ela no caminha de volta pra casa. Pena que nunca mais rolou com ele… Foi uma experiencia ótima, pois temos confiança um no outro e isso fortalece o casal. Galera em breve vou relatar outras experiencias com um colega de trabalho meu… Assim que der eu relatarei.

One thought on “O dia que minha esposa aceitou ser putinha

  1. Tá bom corno pelo menos vc pode liberar sua esposa gostosa pra transar com outros machos. O importante é a confiança,conhecer bem e colocar certos limites na hr do sexo mas se soltar pra foder gostoso e vc continuar corno
    Sou ativo para ambos sou coroa sigilo total e discrição
    Onze nove cinco dois sete três meia dois quatro três

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.