Minha namorada queria um travesti

Moro em campo grande ms, sou Marcelo decendente de japones, 1,75 78 kilos em forma, tenho um pau normal de 15 cm, namoro com Bruna, cabelos castanhos compridos, 1,60, 58 kilos, bunda linda e durinha, peitos medios, cinturinha fina, bucetinha depilada e uma cara de menina travessa, ela é psicologa, as vezes acho que é por isso que ela tem a cabeça tão aberta para todo tipo de sacanagem. Nossa vida sexual é bastante agitada, toda vez ela goza varias vezes, ela adora gozar pelo cú e sempre bebe toda minha porra, ela tambem gosta de transar com outras mulheres, uma vez comemos a prima dela que queria aprender a dar o cuzinho. A ultima novidade de Bruna foi querer transar com um travesti, no começo fiquei meio constrangido com a proposta, mas como ela sempre enfia o dedo no meu cú e adora ficar lambendo ate me fazer gozar disse: -Vamos amor, quero ver vcs transando, vc adora me ver com outras mulheres tbm e isso é normal, é muito gostoso, me dá isso de presente. Depois de muito insistir e muita dedada acabei aceitando. Em um domingo depois de beber um pouco ela veio novamente com a mesma conversa, tomamos banho e resolvemos dar umas voltas na cidade, acabamos caindo em um bar onde sabiamos que tinha algumas bonecas, logo que chegamos vi uma loira linda de 1,65, olhos verdes corpo perfeito que ficou me olhando, Bruna percebeu e ficou toda animada: -Vc gostou daquela? -Ela é bem bonita, acho que vai ser ela mesmo. Fernanda era seu nome, ela nos viu conversando e olhando para ela e logo se aproximou, convidamos ela para se sentar a nossa mesa, bebemos e a conversa foi ficando animada, ela nos contou que era cabeleireira e estava a pouco tempo em CG, logo Fernanda e Bruna pareciam grandes amigas. Estava ficando tarde e a convidamos para beber uma saideira em minha casa, logico ela aceitou na hora com um belo sorriso e passou a mão em minha coxa, pagamos a conta correndo e fomos para casa. No carro as duas se sentaram no banco de tras, Bruna estava muito animada, meio bebada e toda excitada, mas parecia um pouco envergonhada, Fernanda para quebrar o gelo pegou o rosto de Bruna e a beijou, logos as inibições foram deixadas de lado e Bruna apertava os seios siliconados enquanto isso Fernanda ja levantava a sainha de Bruna e foi enfiando a mão dentro da calcinha, logo dedilhava sua bucetinha que pingava: -Marcelo, parabens sua namoradinha é uma bela putinha. Bruna beijava e gemia baixinho com as pernas abertas para facilitar: -Ai me chama de putinha, amor chega logo para agente brincar junto. Nisso ja estavamos na esquina de casa, quardei o carro e fomos direto para a sala, as duas se sentaram no sofa e continuaram com os amassos, peguei uma cerevja e fui oferecer para as duas que se levantaram deram uns goles e vieram bem juntinho de mim, agarrei as duas pela bunda e beijei Bruna que quase me engoliu: -Eu tbm quero um beijo desses -Vai Ma, beija ela Sem pensar duas vezes tasquei um longo beijo na boca daquele travesti, Bruna adorou, ja estava com a mão dentro da calcinha esfregando sua bucetinha. -Ai Má que lindo esse beijo ta me deixando louca. -Era isso que vc queria? Então vamos fazer tudo o que vc quiser. Fernanda foi no banheiro e logo fui arrancando a roupa de Bruna, logo ela reapareceu só de calcinha e já veio do nosso lado dando um beijo a tres maravilhoso, as duas se agaixaram e arrancaram minha calça e tirando meu pau para fora e engolindo inteiro, uma depois a outra, uma chupava a cabeça e a outra passava a lingua pelo pau todo, Bruna como sempre lambeu o dedo e veio brincar com meu cú, a boneca sorriu: -Ah ele gosta de um dedo na bundinha? -Ele adora quando eu enfio o dedinho ou um consolo na bunda dele. -Hj vai levar uma coisa bem melhor no rabo. Bruna olhou para mim e com um sorriso foi enfiando o dedo -Vai amor, hj vc vai saber o que eu sinto quando vc come minha bunda. Meu corpo tremeu nessa hora, só de pensar já me fez quase gozar, puxei Fernanda que ficou em pé do meu lado: – Fe agora quero chupar esse seu pinto, mostra para gente. Minha namoradinha tirou sua calcinha mostrando um pau de 17cm um pouco mais fino que o meu, Bruna adorou estar de frente para aquelas duas picas e engoliu aquela nova pica ate a garganta depois começou a alternar as chupadas as vezes colocava os dois na boca e tocava uma siririca, fernanda beijava meu pescoço e passava as mãos nas minhas costas ate chegar na minha bunda, ela lambeu a ponta do dedo e ficou brincando com o meu cuzinho virgem, aquilo me deu um tesão enorme e nos beijamos gostoso, o tesao era enorme e logo estavamos socando as picas na garganta: -pega um pouco no meu pau Má -da uma pegadinha amor Agarro aquele pau e começo a punhetar, estranho sentir um outro pau na mao, tao quente e macio, pulsando, Fernanda fecha os olhos e morde o labio inferior, seguro firme em seu pau e fico punhetando, depois de uns dez minutos Bruna se levanta e pede para que eu me deite, ela vem por cima e senta lentamente no meu pau, ela fecha os olhos e deixa deslizar cada centimetro, o tesão esta estampado no seu rosto, nem acredito que uma mulher tão linda possa ser tão sacana. Fernanda vem do nosso lado e Bruna abocanha seu caralho enquanto olha para mim, elas vem chegando cada vez mais perto do meu rosto, Bruna geme cada vez mais alto com o pau na boca, seu corpo começa a tremer todo e logo goza como louca no meu pau, ela tira o pau da boca e me da um longo beijo salgado e melado. -quero experimentar sua boca no meu pau. Bruna com meu pau dentro de sua buceta me olha com a cara mais sacana do mundo e pede -Da uma chupadinha, quero ver meu macho chupando uma rola Meio sem graça seguro o páu e começo lambendo a cabeça, Bruna me ajuda a lamber aquele pau, sem tirar os olhos de mim, ela segura o pau e enfia dentro da minha boca, e começa a subir e descer na minha rola, meu pau parecia que ia explodir de tão duro, Fernanda puxa meu cabelo e começa a foder a minha boca -Ai que boquinha gostosa, ele ta gostando desse pau na boca -Isso chupa, chupa esse pauzão gostoso Má nessa hora comecei a enfiar um dedo no cu de Bruna e outro no de Fernanda, que da um tapa na cara de Bruna que grita -Ai caralho, to gozando, não para, me fode Logo cai sem forças sobre mim -Ai putinha gostosa ta gozando no pau dele, mas ainda nao acabou, vou fazer vc gozar pelo cu tambem. Bruna ofegava sobre meu pau, nem tinha forças para qualquer reação, Fernanda tira o pau melado da minha boca e vai chupar meu saco e o cu de Bruma, que da umas gemidas, ela coloca o pau na entrada do cu e vai entrando lentamente, eu sinto os dois paus se esfregando dentro de Bruna, enquanto eu abro sua bunda para receber melhor aquele pau, que geme e seu corpo todo mole nao apresenta nenhuma reação, parece uma boneca sendo usada sem nenhuma resistencia, Fernanda da estocadas firmes sem dó no cú, nos pegmaos o ritmo e Bruna goza, grita, xinga e esperneia, ficamos meia hora dentro dela socando sem parar, ela parece que desmaia com os dois paus latejando dentro. Ficamos meio preocupads e saimos de dentro, eu tiro ela de cima de mim e damos uns tapas em sua cara, ela meio desorientada, parecia estar gozando ainda, e passando os dedos em seu cu e na buceta diz: -Caralho vcs me arregaçaram, nao aguento mais gozar, agora quero ver vcs fudendo, Má come o cu dela que nem vc faz comigo, Fernanda cai de boca no meu pau e suga com força, tenho que arrancar o pau de sua boca para nao gozar, coloco ela como um franguinho, aponto o pau em seu cú e vou entrando lentamente, ela adora, fecha os olhos, morde os labios -Mete no meu cu, me fode, ai que pau gostoso, mete no meu cuzinho bem gostoso, não para -Come essa puta, mete no cu dela, mete sem dó. Ela se ajoelha do nosso lado e enfia um dedo na minha bunda. -Amor ta gostando, ta com tesão no rabinho tambem? -soca no meu cu, mete esse pau na minha bunda que depois vou fazer o mesmo com vc. Achei estranho, mas muito excitante, enquanto eu socava com força Bruna enfiava mais um dedo na minha bunda, ela nem se mexia meus movimentos ja davam o ritmo, meu pau entrando no cu da boneca e aquela mulher linda me fudendo, Fermamda logo gozou pelo rabo e Bruna nao parava de socar os dedos no meu cu, gozei dentro do cu de Fernanda, sai de dentro dela e as duas vieram limpar meu pau. No banho eu agarrava as duas, nos masturbavamos, colocamos a Bruna apoiada na parede e davamos tapas na sua bunda, ela adorava apanhar. -Ai minha buceta ta tao molhada, bate na minha bunda, bate na minha cara, bate na sua puta. Logo Fernanda pegou ela por tras e enfiou seu pau no cu dela, enquanto eu a pegava pelo percoço e dava uns tapinhas na sua cara -ta gostoso puta, vai gozar com o pau no cu? Era isso que vc queria? Ela gemia enquanto era erabada sem dó, quando ela estava quase gozando grita. -ai to gozando vc tem que experimentar esse pau no cu tbm, A Boneca me olha sorri, tira o pau de dentro do cú, passa a mao em meu rosto puxa meus cabelos ate seu pau e enfia tudo na minha boca -ai que delicia chupa essa pica. -isso Má, eu sabia que vc ia adorar. -chupa viadinho, chupa tudo que vai entrar no seu cu Fiquei envergonhado e cheio de tesão, nessa hora já desisti e resolvi que ia fazer de tudo, saimos do banho e fomos para o quarto, me colocaram deitado, de frango assado, Bruna chupou meu cu e chupou o pau da Fernanda, que apontou a cabeça do pau no meu rabo e foi enfiando devagar, vi estrelas, quis parar, mas as duas não deixaram e continuaram a enfiar, a dor e o tesao se misturando, ela enfiou tudo ate o fim bem devagar ate eu me acostumar com aquela rola no meu rabo: -Olha Já ta tudo dentro amor, vc ta todo atoladinho. Logo a dor começou a virar prazer, o pau começou a se movimentar bem devagar e rola começou a entrar e sair do meu cu. -Ai que tesão come essa bundinha virgem. -Ele ta gostando de levar no rabo. -Ai amor ta gostoso, pede para ele enfiar mais. Eu estava timido, mas devo confessar que aquilo tudo estava muito gostoso, aquele pau entrando e saindo de dentro de mim e minha namorada me chupando. -Vai, pede mais rola. -Vai soca essa pica. -Ai amor, que delicia ver vc levando na bunda -Amor ta muito gostoso, deixa eu chupar sua bucetinha Bruna senta no meu rosto e aproveita para chupar minha pica enquanto Fernanda bate uma punheta para mim, ela tira o pau de dentro e da para Bruna chupar e depois enfia tudo de uma vez no meu rabo. -Vai come ele com força -É pica que vc quer, então toma. Nisso ela começa a enfiar mais rapido e com mais força, socando ate seu saco bater em minha bunda. -Ai espera, come ele de quatro. Fernanda tira o pau e com violencia me coloca na posição, aquilo tudo de estar sendo usado, de não ter mais o controle da foda estava me deixando louco, ela enfiava em mim e eu já queria mais, enpurrava minha bunda contra seu pau e rebolava. Bruna entrou em baixo de mim e começou a me chupar, eu não queria gozar para prolongar aquele prazer, Fernanda socava com força e senti quando seu pau começou a inchar e gozamos os dois juntos, não agunetei e cai de lado na cama, Fernanda ainda veio com o pau na minha boca: -Vai seu gostoso, limpa todo meu pau. Bruna limpa o meu e depois veio me dar um beijo delicioso. Foi dificil depois disso tudo ter que levantar e levar Fernanda em casa, de volta por causa do tesão ainda comi o rabo de Bruna novamente que confessou ter adorado tudo aquilo, fiquei meio encanado por ela poder me achar viado, mas ela disse que isso não significava nada e que me amava ainda mais. depois ficamos bem amigos de Fernanda e ainda rolou muita putaria.

LibidGel

6 thoughts on “Minha namorada queria um travesti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *