O Vizinho casado enfim me levou no Motel

Gente, o vizinho gostou mesmo da foda gostosa que nos demos na minha casa. No dia seguinte ele me mandou uma mensagem no facebook dizendo que queria repetir. Falou que adorou comer meu cuzinho, mas estava nervoso porque estava na minha casa e estava com medo do meu bofe chegar ou alguem nos ver. Ele queria encontrar comigo num lugar mais reservado que não fosse na favela. Disse que eu não tinha nenhum lugar e que seria dificil. Ele então me perguntou se eu queria ir no Hotel com ele. Disse que eu nunca tinha ido e que tinha medo de sair assim para um lugar que só tinha visto em filmes.
Verdade, nunca nem sequer tinha entrado num hotel antes, minha vida vida e minhas fodas aconteciam todas na minha casa ou na casa de algum macho. Não tinha noção de como era por dentro, só via quando passava em frente e via casais saindo e eu viajando imaginando a foda deles la dentro.

Então falei que ia pensar, mas ele disse que precisava de uma resposta rápido, poque ele ia pedir o carro do amigo emprestado e tinha de avisar para o amigo não sair com o carro. Como eu tava na duvida e com medo, ele me mandou uma foto dele deitado na cama com a pirocona dura e disse o que eu ia perder. Falou que desta vez ia ser bem melhor, porque ele ia estar tranquilo e sem neuras, que eu ia adorar me vendo sendo fodida pelo espelho. Falei que ia pensar e ele me deu até as 3 h da tarde pra responder.
Como sempre, apaguei todas as conversar, mas guardei a foto dele pra me dar coragem. Eu olhava varias vezes, mas morrendo de medo do meu bofe me pedir o celular emprestado e ver a foto, apesar do vizinho não mostrar a cara, meu bofe ia desconfiar de alguma coisa.
Quando foi 2:30 h da tarde mandei uma mensagem pra ele dizendo que iria, mas ele tinha de marcar algum lugar longe pra poder me encontrar, sair da favela dentro de um carro com outro macho ia ser dar muito na cara.Eu i ficar esperando a resposta dele.
Meu bofe tava acordado e resolvi chamar chamar ele pra gente fazer um sexo gostoso, eu imaginava o vizinho me fodendo e ao mesmo tempo, dava uma alargada no anel, porque na ultima vez com o vizinho ele tinha me esfolado tanto que fiquei ardida uns 2 dias. Fiquei até imaginando: Se ele tava nervoso e me fodeu daquele jeito, imagina ele calma. Ele ia me virar do avesso.
Meu bofe me fudeu gostoso e foi pro trabalho. Em seguida vi a mensagem do vizinho. Ele me deu a instrução para eu aguardar ele às 7:00 h da noite em frente ao mercado que tinha fora da favela, no estacionamento proximo ao portão de pedestre. Por fim me mandou ir vestida de mulherzinha e com uma calcinha bem pequena. Ai me encheu de tesão.
Me arrumei toda, coloquei uma calcinha bem pequenininha um shortinho e levei um babydoll para usar lá. Fui pro ponto onde marcamos e quando cheguei ele se aproximou com um carro todo escuro que só percebi que era ele quando abriu a porta. Sentei e ele ja estava com a piroca pra fora, ninguem podia ver do lado de dentro ele ja tava no aquecimento. Me mandou ir brincano a caminho do hotel. Cai de boca e fui lambendo a cabeçona, mas não conseguia engolir tudo por causa do tamanho, mesmo ele forçando a mina cabeça não ia, era muito grossa pra minha boca e a posição não ajudava. Eu estava muito ansiosa pra conhecer o hotel e não conseguia desfaçar minha tremedeira de medo e euforia.
Entramos e quando ele saiu do carro ele me pegou no colo e me levou até a cama e disse: hoje vamos foder gostoso. Não deu nem tempo de vestir meu babydoll, ele já foi tirando meu short e me deixou só de calcinha. Quem já leu meus contos sabe que eu tenho uma bela bunda, contornada e raspadinha, presente divino. Então ele puxou a calcinha para o lado e deleitava com a lingua meu cuzinho. Aquela linguona quente me deixava louca. Me chamava de putinha preferida e segurava a minha bunda com as duas mão e cai de boca. Eu gemia baxinho e ele falou: Geme gostoso e alto, aqui pode. Botou no canal de pôrno e aumentou volume da TV bem alto e repetiu: geme, geme gostoso pro teu macho, delicia de bunda, gosto muito, vai tomar muito pau hoje, quero ver você sentar gostosa nesta pica, vou te encher de leite, safada, puta.
meu Deus, não sabia o que dava mais tesão, a linguada nele no meu cu, ou a voz dele sussurrando besteira no meu ouvido. Se ele continuasse assim eu ia gozar mais rapido que o normal. Ainda bem que ele me puxou e disse: Agora vem aqui, chupa este caralho, mela ele todo. Obedeci e tentei fazer melhor que no carro, tentando chegar o mais proximo do talo e cheirando aqueles pentelhos de macho e as vezes engolindo as bolas dele que deixava ele louco.
Me botou de frango assado sem tirar a minha calcinha, so puxava ela para o lado e meteu sua vara gostosa. Ainda bem que eu tinha alargado mais cedo com meu bofe. Tanto que ele falou: Agora sim, cuzinho ta no ponto pra aguentar uma piroca de macho. treinou com o dedinho em casa é? Mal sabia ele que tava chupando um cú cheio de leite do meu bofe, pois fiz questão de deixar a porra la dentro pra o cuzinho ficar bem lubrificado.
Ele fodia muito que pensei que este homem tava na cadeia antes de me conhecer. Eu sem para de gemer, ia me deliciando com as estocadas que ele me dava, me virou de frango assado e vi a expressão dele de quem se deliciava com um cuzinho. Tirava, cuspia no meu cu e atolava tudo de novo. Gozamos gostoso e diferente da foda na minha casa, agora ele deu uns urros altos que me fez estremecer de tesão. Muito bom satisfazer um macho.
Deitamos e ele me puxou para o lado dele e me abraçou e ficamos ali conversando. Me perguntou se eu tinha gostado, que na minha casa ele tava cheio de medo. Me disse que se eu quisesse, a gente ia foder sempre, mas tinha de ser no hotel. Porque ele gostava de tranquilidade na hora da foda.
Dai ele me perguntou se eu ja tinha feito sexo a três. menti e disse que nunca. Então ele falou que a três que ele falava era ele comendo 2 putinha, podia ser eu ou outra mulher ou ele e mais dois viadinhos bem afeminados. Ele garantiu que tinha folego e porra para as duas. Logico que tinha. O cara era viciado em sexo, mais do que eu. kkkkk
Falei que ia pensar no assunto, e ele disse que tinha mulher que topava, mas se eu quisesse mais um viadinho, eu arrumava. Então ele começou de novo a me excitar e começamos tudo de novo. Desta vez ele me colocou num negocio que parece um sofã em forma de cavalinho, sei la o nome e me fodeu gostoso mais uma vez, sentia cada centimetro daquela piroca enorme no meu cuzinho e ele dziia: Toma, toma tudão, senti a potencia e ploc ploc ploc. E gozamos de novo.
Se eu ele não tivesse horario pra voltar por causa da mulher dele que chegava do trabalho as 11:30 da noite, a gente ia ficar lá naquela foda a noite inteira. Mas saimos e fomos embora, ele me deixou no mesmo lugar e fui correndo pra casa. Maravilhada e pela primeira vez repensei sobre minha vida de casada com meu bofe. Aquele vizinho, negro era maravilhoso, queria te-lo todos os dias em casa, na cama, no banho. Mas foi só por um estante, logo essa ideia saiu da minha cabeça. Sei que, o que me deixa com tesão era exatamente esse segredo, essa adrenalina e a sensação de ve-lo ou ver a mulher dele na rua e imaginar que tanta coisa acontecia e só nós dois sabiamos.
Agora eu durmo relembrando nosso sexo, as besteiras que ele fala no meu ouvido e aquela piroca na minha frente e gozo sozinho em casa tomando um belo banho.

Posted in Gay

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.