Homem casado que se sentiu atraído pelo amigo gay da academia

Sou casado tenho 2 filhos e moro em Cuiabá,tenho 45 anos e trabalho como pracista de automóveis,em uma concessionária autorizada,estilo de me cuidar no geral,sou afetado com meu visual e frequento uma academia,já há 3 anos.
Sou um cara acolhedor e estilo de realizar novas amizades,procuro ser educado e cumprimento todo mundo,ás vezes até inclusive quem eu não conheço.Certamente dia na academia entrou um jovem novato de 22 anos para iniciar a malhar,garoto de corpo atlético e logo começamos a abordar,disse que aparecia apresentando de outra academia,pois esta era bem mais próximo de sua casa,e por acaso ele morava próximo de minha casa similarmente.Começamos a irmos acompanhados pra academia,de a pé,já que encontra-se bem próximo inclusive,e realizar os treinos acompanhados similarmente,pegávamos pesado,até que comecei a perceber que ele poderia ser afeminado.pelo seu modo,eu não me importei,claro e continuamos fazendo tudo juntamente ali,éramos parceiros de exercício.
Com o mudar do tempo pegamos uma pela certa intimidade,natural,pois conversávamos sobre vários assuntos,ele sabia que eu era casado e tinha 2 filhos,mas eu pouco sabia sobre sua vida,justamente por conta disso,era uma alfândega,pois era simples pra mim a sua homossexualidade.Mas como bom colega que sou,pela certa vez eu perguntei a ele como aparecia sua vida sexual e afetiva:
-E ai como está sua vida afetiva?Namorando?
-Não,faz um tempo já que não amor…
-Então está caçando?
-Caçando não,se aparecer indivíduo educado,seria bastante bom…
-Você sabe que comigo pode abordar sobre o que quiser né?
-Ok…e você sabe que sou gay não é?
-Sim sei,e não vejo dificuldade um,quero dizer,eu não tenho nada a me intrometer na sua vida…pode montar comigo.
-Você fala isto aqui,na academia,quero analisar se toparia sair,ou me apresentar-se pra ir na sua casa,em uma afago…
-O loco,por mim sem complicações,já te falei…próximo assado lá em casa eu te chamo,e quero analisar inclusive se você vai.
Ele não era abaladiço de si,mas enxergava a alfândega que a agremiação constantemente coloca,mas eu cuido de minha vida,não quero entender se o outro é gay ou não…acho que cada um já possui complicações demais para ficar se preocupando com a vida dos mais.
Por isso certamente dia,fiz um assado em casa e o chamei inclusive,ele foi e conversou com minha mulher e filhos,e colegas similarmente…ele não é aquele gay,que todos percebem rapidamente,é o estilo gay-homem…modo de heterossexual.Esta divertidíssimo o assado,com toda a minha família e parentes reunidos,teve até uma sobrinha minha querendo “conhecer melhor” o meu colega da academia,mas eu dei uma enganada lhe.
Após um tempo na academia o meu colega me convida pra sair,tomar uma birra e alimentar-se algo fora,eu topei e fomos alimentar-se uma macarronada especial,o malandro mandava bem na comida,era bom de prato,e ao longo o almoço me tirou uma dúvida inusitada e que me surpreendeu:
-Você de modo algum teve uma experiência afeminado?
-Cara,não de modo algum tive,de modo algum me imaginei tendo…
-O que que quiser analisar é apenas me abordar.
Eu caí na cascalhada:
-Mas você é passivo ou ativo?
-Os 2,faço qualquer serviço.
-Ah tá…se eu quiser te alimentar-se você me daria?
-Claro…você é gente ótima demais.
Que papinho aborrascado este dia,mas em seguida fiquei pensando e fantasiando coisas que de modo algum tinha pensado,até assisti uns vídeos pornôs de gay e bati uma punheta!!
Até que de tanto ficar matutando isto decidi alimentar-se a assento dele,combinamos de ir ao motel,no dia posterior e eu não aparecia acreditando o que iria realizar,trair minha mulher com um homem,chegando no motel,falei para ele ficar de bruços e comecei a roçar minha rola em sua assento,fazendo movimentos,logo eu aparecia de pica dura e puxei sua calça,deixei ele pelado e meti a rola no seu cu,bombei forte e gozei dentro com o marmanjo gemendo de tesão,e ele ficava falando:
-Isso,enfia tudo e mete forte,arregaça minha assento!
-Ah você ama provocar de modo né?Por isso toma…toma…
Após abarrotar sua assento de porra,conversamos um tanto e até demos umas risadas,ele tentou me aconselhar a permitir o bunda pra ele:
-Cara,eu tenho certeza que você vai acomodar-se com amigão!
Eu em um afecção afastado fiquei,indeciso,confesso,até que ele tirou o pau pra fora e veio esfregando em mim,eu na realidade queria analisar uma rola,tirei o meu similarmente e ele caiu de boca,chupava realizado louco e tinha uma garganta profunda,de acesso me colocou de quatro e enfiou o pau no meu cu,e socou até as bolas,claro,passou um gel antes e entrou fácil,confesso que senti agradar,bastante agradar,ele usou camisa-de-vênus e gozou dentro,gozei de uma maneira distinto,um afecção de agradar distinto inclusive.e no final ele queria que eu gozasse na sua boca,chupou bastante e lambeu até minhas bocas do saco,enchi sua cara de porra.
Nos dias seguintes continuamos como colegas,normalmente e malhando,e continuamos o nosso caso,íamos no mínimo uma vez na semana no motel e transava bastante,muita putaria e pela primeira vez na vida eu chupei um pau e gostei,apenas que pedi que não esporrasse na minha boca,ele me comia e eu comia ele,bastante boquete,sexo completo.
O meu caso gay continua até hoje,e como ele e minha mulher de noite similarmente,vivo transando e adoro isto,não pretendo acabar de abalançar-se com o meu colega gay.
Há pouco tempo minha mulher me deu a assento pela primeira vez e gostou,agora está excelente!

Posted in Gay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *