Titia safada vacilou, meti a rola dura na buceta dela

Olá, meu nome é Lilo, estava desempregado quando meu tio me chamou para fazer uns reparos na instalação elétrica da sua casa. Fui pra casa dele, lá estava a minha tia, uma coroa de 52 anos, meu tio estava trabalhando, então peguei uma escada e subi no forro da sala para ver toda a fiação que precisava ser trocada. A minha tia estava de saia acima do joelho, mostrando seus belos par de coxas, uma camiseta fina, e sem sutiã, mostrando a silhueta de seus lindos e fartos seios, como eu sei que ela não era nada santa, subindo no forro, eu disse a ela: – Olha quanta sujeira tem aqui no forro. Então ela me disse: – Deixa eu ver. Imediatamente eu desci, e fui segurar a escada pra ela subir, e sem cerimonias, ela subiu com aquela saia curta, me mostrando toda a sua bunda, e quando ela desceu, eu virei pra ela, mostrando o volume no meu shorts, do meu pinto já bem duro, disse a ela. – Olha como a senhora está me

Conto Erótico Titia safada vacilou, meti a rola dura na buceta dela

deixando. Fingindo de espantada ela me disse: – Meu filho, eu sou sua tia. Enquanto ela falava, ela não parava de olhar pro meu pinto duro, que a essa altura, já tava quase furando o calção. – Ah tia, eu não aguento essas coxonas saradas, a senhora me deixa tarado. Enquanto eu falava, eu fui me aproximando dela, e fui tirando meu pinto pra fora, e ela com os olhos arregalados, dizendo que não, levou sua mão até ele e começou a apertar a cabeça do meu pau, que a essa altura estava latejando de tesão, e quando ela viu que ele começou a latejar, ela agaixou e começou a chupar, a chupar gostoso, que eu não aguentei, e gozei dentro da boca dela, apos engolir tudo, e limpar o meu pinto com a lingua, fomos para o quarto, até a cama dela, tirei a roupa dela, e comecei a chupar seus peitos gostosos, a buceta dela tava espumando de tesão, quando eu encostei a cabeça do meu pinto na sua buceta, eu percebi que ela também estava latejando, abrindo e fechando, como que dizendo, vem, vem meu gostoso.

Ai eu encaixei certinho na entrada, e fui abrindo sua buceta com a cabeça do meu pinto, no começo foi devagar…

só pra sentir o tesão dela, e ver ela gemer no meu pinto, depois eu comecei a socar, a socar, socava com tanta força que ela começou a gemer de verdade. – Vai, vai, com força, me fode, me fode gostoso, me mata de tesão. Eu virei o cusinho dela pra cima, e tive uma surpresa, tava apertadinho, ela me disse que meu tio quase não comia seu cu porque ele dizia que fedia muito, e pelo cheiro que saia, ele sentia nojo. Encostei a cabeça do meu pinto bem no cusinho dela e ela me pediu. – Põe devagar senão doi. Eu comecei a colocar, o cu tava tão apertado, que o meu pinto não queria entrar, eu forçava e ele saia de lado, quando eu encaixei de vez no seu cu, ele floriu gostoso, e eu comecei a enfiar devagar como ela pediu, e eu fui empurrando quando ela virou sua cara para o meu lado e me disse: – Ai que gostoso, isso bem devagar. Quando chegou na metade, que é a parte mais grossa do meu pinto, ela me pediu pra parar. – Para um pouquinho, que é pra eu respirar, que tá doendo, depois você continua enfiando. Esperei um pouco, e quando ela deu a ordem pra continuar, eu agarrei bem na cintura dela, e dei um puxão, que meu pinto entrou de uma vez, fazendo ela gritar. – AI MEU CU. Comecei a bombar no cu dela, enquanto ela gritava. – Tá doendo. E eu socando, dizia pra ela. – Toma sua puta, você merece uma rola bem dura nesse cu gostoso. – Ai tá doendo, vai mete com tudo, me arromba que eu quero ser arrombada, me deixa bem puta, esfola meu cu, deixa meu cu bem arrombado. Soquei até gozar no seu cu, ai nos limpamos, e fui terminar meu serviço. Agora, de vez em quando, meu tio me chama pra arrumar alguma coisa que está quebrado em sua casa, e eu conserto sem cobrar nada, mal sabe ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *