Putinha anônima do Titio

Assim que cheguei em casa, vindo da escola, joguei meu material numa cadeira e me sentei calada no sofá.
Minha Tia sabendo me reconhecer viu que não estava nada boa e sentou ao meu lado
Alisando me os cabelos, carinho que só ela sabia fazer.
Ai, era certo me abrir e dizer lhe o que ia na alma.
A maior parte de minhas colega Tia querida, ganhei um beijo na boca bem gostoso, essa era minha Tia, mas voltando as minhas magoas.
Relatei para ela, que a maior parte das minhas amigas do colégio, já tinha perdido a virgindade e fodiam a valer e eu, o máximo que chegara foi deixar o Titio comer o meu rabo, fiz um biquinho de muxoxo com os lábios, puxei a cabeça da Titia para baixo e dei uma bitoca nos seus peitinhos que estavam durinhos de tesão.

Sexo Por Telefone


Titia adorou o carinho e me olhando como se quisesse me comer com os olhos.
perguntou me se no colégio não tinha uma garota safada que a maioria dos alunos já tinham transado, sim Titia tem sim e a Carol, já fodeu com a escola toda.
Dito isso, a Tia me mandou convidar a Carol, para dar um pulinho aqui em casa depois da aula.
Carol sacana que só topou a parada e em frente da minha Tia, como uma verdadeira putinha, escutava a história que a minha Tia contava.
Ela iria entrar no quarto escuro da Tia, deitar na cama e aguardar o garanhão do Tio.
Fazer ele ficar com bastante tesão e no auge da coisa ele iria receber uma telefonema, que já estava combinada com a pessoa que iria telefonar que era o seu chefe no serviço, dito cujo que já havia entrado no quarto escuro da Tia.
Tinha certeza que a Carol não estava fazendo isso por amor, no mínimo seria reembolsada.
E a coisa começou, pois notei quando o Tio entrara apressado para o quarto escuro, onde A Carol já estava com um baby doll vermelho, bem curtinho calcinha fio dental e toda perfumada.
Foi quando a Tia, me chamou e mandou que vestisse um baby doll igual o da Carol.
Vesti e me achei uma verdadeira putinha, mas a tesão que estava sentindo em perder o cabaço com o Tio, compensada qualquer que fosse os pensamentos.
Me perfumei,com o mesmo cheiro que estava a Carol e fiquei aguardando atrás da porta do banheiro, foi quando a Tia ligou para o Tio e o mesmo saiu do quarto escuro e foi para o escritório para atender a chamada telefônica,Assim que a Carol saiu eu entrei no quarto escuro, com na cabeça o que a Tia me passara, chupa os peitinhos dele que a piroca cresce rápido.
Nossa como estava feliz, deitada numa cama de casal, preste a perder o cabaço de minha boceta, tava tremendo não de medo e sim de satisfação.
Não demorou nada, a porta do quarto abriu se e deu para ver um vulto entrar.
Deitou se na cama ao meu lado, colocou se por cima de mim e achando minha boca, deu me um beijo de língua como que nunca tinha sido beijada.
Minhas mãos correu por seu dorso e quando achei suas tetinhas, subi em cima do seu corpo e minha boca os sugou, com vontade e tesão, a pica deu um salto, seguindo os ensinamentos da tia, abocanhei aquele pedaço de membro e o chupei gostoso, perdendo a razão de tempo e hora.
Pelo Tio ficava ali para sempre, mas minha intenção era outra, peguei o seu caralho, lambuzei o mais que pude no meu cuspe e sentei em cima direcionando o para o meu rabo, a Tia já tinha me falado, que fodendo com o Tio, teria que primeiro dar o rabo.
Senti a pica ir entrando no meu apertadinho rabinho e a minha sensação era de preencher um vazio dominado pela tesão.
por dentro com a tomado do invasor, minhas entranhas adoravam e pedia mais.
O Tio, ensaiou umas estocadas, mas com medo que ele gozasse na minha bunda.
Me virei, deixando minha boceta a sua vontade.
Ele veio me beijou e desceu para minha chana chupando feito um lobo no cio.
O que podia falar, pois estava num estado de felicidade.
Mas senti uma dorzinha quando o Tio forçou a entrada de minha boceta com a cabeça dura de sua piroca, me arreganhei o quanto pude, e nem senti quando o cabaço se rompeu, permitindo a entrada daquele desconhecido.
O Tio não sabia que estava fodendo a própria sobrinha, me estocava com força e determinação, gozava com uma facilidade como nunca tinha feito, foi quando senti o Tio tremeu, corri, tirei a piroca de minha chaninha e enfiei no meu rabo, bem na hora que era enchida de leite.
E fodemos varias vezes naquele dia.
Fiquei com as pernas bambas, quase desmaiei.
mas tirei a secura de minha boceta.
E logo com Uma piroca conhecida, que tanto amava.
Cristina.
Cristina.

Disk Sexo

6 thoughts on “Putinha anônima do Titio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *