A professora que dava para seus alunos

Bem amigo, o que vou contar a vocês realmente aconteceu comigo há quase dois anos, mas só agora tenho coragem de contar para todo mundo.
sou casada, tenho 30 anos e duas filhas, e me acho uma mulher normal, tenho seios e bunda grande, mas o que realmente chama a atenção e a minha buceta, pois é aquilo que chamam de “capo de fusca”, e uma puta testa, quando coloco uma calça bem justa, minha buceta fica rachada ao meio, a calça entra e deixa uma banda para cada lado, e realmente percebo que os homens olham para mim quando eu passo.
mas foi no meu trabalho que isso me trouxe problemas:
sou professora de uma escola pública, dou aula para alunos da quarta serie do primário, porem entre meus alunos eu tenho alguns com idade entre 14 e 15 anos, e já estão bem desenvolvidos e com uma experiência sexual de causar inveja.
no começo eu percebi que eles ficavam me olhando na maior cara dura, sem medo que eu percebesse, quando eu passava pelos corredores ouvia eles dizerem:
– “ e professorinha gostosa, delicia de bucetao, aposta que ela gosta de dar essa bundinha.
eu não ligava, pelo contrario gostava e ficava com a buceta toda meladinha. quando eu usava uma blusa mais decotada, me chamavam em suas carteiras toda hora para pedir explicações bem bobas, e tudo aquilo foi me deixando com tesão e curiosa para saber o que eles pensavam sobre mim, pois eles deixavam eu perceber que seus pintos estavam duros, ficavam alisando o pau e pegando nele, olhando para mim. depois começaram a passar a mão na minha bunda, eles ficavam por ultimo para sair da sala, se ajuntavam na porta e quando eu passava, todos davam uma passadinha de mão na minha bundinha, e diziam:
– “ tchau gostosa, agora vou pra casa bater uma punheta, pensando nesse bundao que a minha professora tem”.
quando eu já estava acostumada com isso, comecei também a passar a mão no pinto de cada um deles.
mas foi num certo dia, em que a escola estava se preparando para uma festa junina, não haveria aula, mas cada professor se incumbiu de convocar alguns alunos para que ajudassem na arrumação. claro que eu chamei os meus três queridos alunos, o pedro de 14 anos, o fabinho de 15 e o julio também de 15 anos. na distribuição das tarefas fiquei incumbida de organizar as salas do fundo da escola.
no começo foi normal, mas logo começaram as brincadeiras, pois eu também nesse dia havia colaborado bastante, coloquei a menor saia que eu tinha, e uma calcinha preta toda enterrada no rego do cu e na racha da frente, o decote mais aberto que eu encontrei, e os meninos não tiravam os olhos de mim, foi quando tinha que subir em uma escada para tirar as cortinas, ninguém quis subir, eles falaram que quem tinha que subir era a professora. quando subi, minha saia deixou as pernas e parte da minha bunda de fora, lá embaixo os meninos ficaram eufóricos, e começou a putaria, era mão em todo lado da minha bunda, começaram também a alisar minha buceta, que a essa altura estava super molhada, pedro enfiou um dedo na minha xana e começou um entra e sai muito loco, o fabinho tentava tirar minha calcinha, mais ela não saia. fizeram eu descer da escada me colocaram de joelhos no chão, e foi ai que eu pude apreciar de perto aquelas 3 rolas, duras como pedra, fiquei ali chupando uma de cada vez, o julio tirou minha blusa e deixou meus peitos a mostra para que todos pudessem apertar meus peitos e meus bicos, que estavam durinhos. era tudo uma loucura, eu só ouvia:
– “chupa professora, engole minha rola, sua professorinha vagabunda, gosta de pinto sua vadia, chupa que todo mundo vai gozar na sua boca, e se voce não engolir nossa porra, vai apanhar na cara, sua piranha”
depois disso cada um deles foi gozando, um por um, era muita porra, mas meu tesão era maior, tinha porra na minha boca, no meu cabelo, escorrendo no meu ouvido, não conseguia abrir os olhos de tanta porra que eu tinha levado na cara. foi quando eu ouvi o pedro dizer:
– “ agora vamos meter na buceta e no cuzinho da professora, hoje ela vai sair daqui com todos os buracos bem arregaçados”.
colocaram-me deitada em cima da mesa do professor, tiraram minha saia, minha calcinha, e começaram a seção de pinto na minha buceta, o julio foi o primeiro a meter em mim, enquanto isso o fabio meteu sua rola na minha boca, e o pedro chupava meus peitos, enquanto eu batia uma punheta nele. o julio gozou, saiu e deu lugar ao fabio que meteu com tanta força que eu gozei na hora, depois foi à vez do pedro que reclamou muito: “ caralho, essa buceta ta muito arregaçada, vocês arrombaram nossa professora, agora vou ser o primeiro a comer o rabo dessa vagabunda”.
falando isso já me viraram na mesa, deixaram meu rabo bem empinado e o pedro já começo a enfiar seu pinto no meu buraquinho, como eu já estou acostumada a levar rola na bunda, pois meu marido sempre come meu cu, não foi difícil, o pedro meteu e gozou tudo dentro de mim, depois foi à vez do julio meter no meu rabo, meteu, meteu, meteu e gozou lá dentro também. quando foi a vez do fabio ele veio com a conversa de que meu rabo estava arregaçado:
– “ esse rabo ta muito aberto, parece cu de puta de zona, essa professora e mesmo uma vagabunda. olha só o tamanho desse buraco.”
foi quando o pedro teve a idéia:
-“ vou meter na buceta dela, para o cuzinho ficar mais apertado”
amigos, foi ai que eu tive que dar a buceta para o pedro e o cuzinho para o fabio, foi uma loucura sentir dois pintos dentro de mim, ainda mais duas rolas de alunos meus. quando eles gozaram cada um, em um buraco meu, não consegui mais segurar meu tesão e comecei a gritar:
-“ vamos seus caralhudos gostosos, arrebentem o meu cu e minha buceta, enfiem mais que a sua professorinha piranha vai gozar nessas duas rolas, eu quero gozar pela buceta e pelo cu junto. ai… aiiii. aiiiiii. tou gozandooooooooo…………….
só depois que eu fui perceber que havia exagerado, pois estávamos dentro da escola, e se alguém me pega daquele jeito sendo comida por três alunos e ainda dando ate o cu dentro da escola.
ninguém percebeu nada, mas os três alunos, não ficaram de boca fechada, e essa nossa aventura chegou aos ouvidos de outros dois professores, o zé mario e o alberto.
e claro que eles vieram confirmar a historia comigo, e me ameaçaram de que se eu não liberasse o cuzinho para eles e não trepasse com os dois juntos, um em cada buraco meu, eles iriam levar os meus três alunos para contar tudo para a diretora.
não preciso contar que tive que dar o rabo para eles, mas isso é outra historia, mas agora eu vou parar pois meu marido esta com muito tesão, afinal foi ele quem digitou essa minha historia e esta louco para comer o meu cuzinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *