Minha mãe safada e os universitários

Antes de qualquer coisa vocês tem que saber que minha mãe É UMA DELÍCIA!
Ela tem 33 anos, um rabo grande de dar inveja em qualquer novinha, sem contar que parece ser muito mais nova. Ela faz academia desde cedo para manter o corpão.

Sexo Por Telefone

Apesar de ter se separado do meu pai recentemente, ela sempre mantinha a linha “Dona de Casa, Mãe de Família”, porém sempre ouvi comentários sobre o quanto ela era cavala e gostosa, vindos do padeiro, açougueiro e alguns bebuns quando passava na porta do bar.


E isso por algum motivo começou a me excitar, ficava imaginando minha mãe sentando na rola desses caras, sendo a putinha do bairro. Porém a cada dia que passava, minhas esperanças disso acontecer iam por água abaixo.
Minha mãe depois de se separar, começou a andar com roupas mais desleixadas e pouco provocantes. Acho que a separação havia afetado a alto estima dela, e eu teria de fazer algo para ajudar.
Meu primeiro passo foi entrar no Bate Papo Uol, colocava um nick bem chamativo: Mãe Gostosa e Safada. Chovia de mensagens de homens tarados para conhece-la.
Eu passava o whatsapp dela para todos eles, não tava nem fudendo! (se tiver como eu subo alguns prints aqui, ou me peçam no twitter (@hugomansinho).
Percebi que ela ficava horas no celular tentando dar atenção a todos os machos que chamavam ela, e a maioria já chamava direto pra fuder, não tinham o menor respeito pela minha mamãezinha.
Mas ainda não tava sendo o suficiente, ela continuava se vestindo de forma certinha, aí tive que começar a falar das roupas dela, falar que eram roupas de velha, que ela nos seus 33 anos deveria se vestir de forma mais moderna, de shortinho, vestido colado. Ela estranhou em um primeiro momento, afinal, que filho pede para a mãe vestir um short socado no rabo?
Quando ela começou a seguir os meus conselhos de roupa, eu saia sempre com ela para onde que que ela fosse. Adorava ver os caras babando na minha mãe. Passamos em frente a uma obra e os comentários que ouvimos dos pedreiros foram os melhores:
– Que rabão, Cachorra, da para todo mundo se alimentar aí por 1 ano.
– Da próxima vez soca mais esse short no rabo que não estou conseguindo ver teu cu.
– Entra aqui que vamos te dar o que você quer, safada. E esse muleke varre o chão enquanto isso.
Ela fingia que não ouvia nada e eu também pagava de louco, porém por dentro ficava doido de tesão.
Fomos ao supermercado e eu logo percebi um negro alto encarando minha mãe e comendo ela com os olhos. Seguimos para o corredor de enlatados e logo o homem estava lá. Decidi sair de perto para deixar ele chegar na minha mãe.
– Mãe enquanto você olha aí o que precisa, vou pegar uns biscoitos.
– Ok, filho.
Nem cheguei ao fim do corredor e percebi que o negão puxou papo com minha mãe. Me escondi entre as verduras para ter uma visão deles sem ela perceber que eu estava ali.
– Com todo respeito, tu é gata demais.
Minha mãe se assustou e olhou para os lados, acredito que me procurando.
– Ah, obrigada! – Ela respondeu ruborizada.
– Por nada, mas se você vier com um short mais socado que esse da próxima vez, quem vai agradecer sou eu. – O cara deu uma risada esperando a reação da minha mãe.
– Eu acho que você tá com umas asinhas muito grandes pro meu lado, sai daqui que sou comprometida e estou com meu filho.
O cara não gostou nada da negativa da minha mãe.
– Tu vem pro supermercado vestida igual uma puta de rua e vem querer botar banca? Vai se fuder sua piranha. Faz a linha difícil não que com essa cara de safada não cola.
Ao mesmo tempo que eu estava gostando de ver o cara tratando minha mãe como uma putinha, eu percebi que ela estava desconfortável e não curtindo nem um pouco a situação. Decidi voltar.
Assim que entre no campo de visão do negão, ele apontou pra mim.
– O bobão do seu filho ta vindo lá, puta.
Ela se virou para vir em minha direção, e o negão deu um tapa no rabo dela que fez com que ela desse um pulo.
Quando cheguei até ela, continuei pagando de louco, fingi que não vi nada.
– Vamos embora filho, já peguei o que precisava.
Fomos embora e eu apesar de ter ficado muito excitado com aquilo, precisava de maais.
Pesquisei na internet alguma forma de conseguir fazer minha mãe ficar safada, se soltar com os machos e virar a rodada do bairro.
Depois de muuuuuuuito pesquisar, cheguei até o produto perfeito, vou deixar o link aqui para quem tiver interesse: http://bit.ly/produto-secreto
Esse produto promete aumentar a libido e dar um tesão inimaginável em quem tomar. Li varias opiniões até que comprei.
Em menos de uma semana ele chegou, em uma caixa super discreta e eu tinha que dar um jeito de colocar meu plano em ação.
Entrei novamente no Bate Papo agora com um nick: Te Empresto Minha mãe.
Recebi várias mensagens, mas uma me chamou bastante a atenção. Um rapaz universitário que morava no bairro vizinho ao meu estava em busca de uma mulher para ele e dois amigos.
Conversamos bastante e passei o meu WhatsApp. Porém como o tesão tem altos e baixos, eu já estava desistindo desse plano doido.
Mas decidi tomar umas gotinhas do produto mágico que deixei acima, e foi quase instantâneo. Meu pau estava igual rocha e eu precisava daquilo mais do que tudo!!
Liguei para o cara do UOL.
– Oi amigo, tudo bem? – Eu disse com a voz bem tremula porquê estava nervoso.
– Fala companheiro, tranquilo? Cadê a tua mãe? – Ouvi algumas risadas no fundo do telefone.
– Então, ela ta aqui em casa, topa vir aqui?
– Topo, mas qual o papo? Como vamos explicar isso?
– Vocês vão vir, e eu vou trazê-los pra dentro de casa com a desculpa de que vamos jogar vídeo game. (Os três tinham 25 anos e eu tinha 21). Daí é só vocês darem em cima dela e ver se ela topa.
– FECHOUUU! Estamos indo, 5 minutos estamos no seu portão.
– Beleza. – Desliguei o telefone e corri para baixo.
Assim que cheguei na cozinha, minha mãe estava lá com um shortinho branco cravado naquele bundão dela e uma camiseta coladinha que estava encharcada porquê ela tava lavando louça.
– Mamiss, estão vindo uns amigos aqui jogar vídeo game, tá?! Vou fazer um suco pra gente.
– Pode deixar que eu faço, filho. – Ela disse
– Nãaao, não precisa, eu faço! – Eu tinha que fazer aquele suco para colocar o produto no copo dela para ver se ia dar certo.
Fiz o suco, coloquei em um copo para ela e sem que ela percebesse, pinguei algumas gotas no copo e entreguei para ela.
Assim que ela terminou de beber a campainha tocou e eu corri para atender.
– Fala Hugooo, beleza?
– E ai a amigos!
Os três estavam no meu portão com um sorrisos muito sarcástico no rosto. Eles tinham cara de playboyzinhos, filhinhos de papai, folgados.
Todos altos, dois brancos e um moreno, muito bem vestidos.
– Me chamo Ítalo – Disse um dos brancos, o que eu tive contato primeiro. – Esses são Gabriel (Moreno) e Arthur (Branco). Todo mundo ta doido pra bagunçar sua mamãe kkkkkkk.
– Ou fala baixooo. – Repreendi ele embora eu estivesse muito excitado com a situação. – Vem cá, podem entrar.
Entramos na casa e eu os apresentei pra minha mãe.
– Putz, não sabia que sua mãe era tão gata assim. – Disse ítalo.
– Aí meninos, fico lisonjeada, podem ficar à vontade – Disse minha mãe
Eu os levei para a sala da minha casa e liguei o vídeo game para parecer que realmente iriamos fazer isso.
– Fala aí parceiro, ta de boa mesmo a gente ir com tudo pra cima da sua mãe? Vai ficar putinho não né? kkkkkk
Eu apenas dei uma risadinha e disse para ficarem a vontade.
– Firmeza então, marca aí que vou ali. – Ítalo foi pra cozinha e os outros dois pegaram uma manete cada.
Sentei no sofá que me dava visão completa da cozinha e vi que minha mãe e o desconhecido estavam em um papo muito animado, ele tocava muito nela enquanto conversavam, e percebi que ela estava bem alegrinha, solta e até meio distraída porquê estava sentada e vez ou outra abria as pernas mostrando todo o pacote de buceta dela.
Decidi dar um empurrãozinho, ia dar outro suco pra ela e reforçar o efeito do produto.
Entrei na cozinha tirando eles do transe que estavam pelo papo. Percebi que o ítalo me fuzilou com os olhos. Olhei para o colo dele e vi que tava com a rola estourando na calça, fazendo uma barraca que era impossível de esconder. Onde eu fui colocar minha mãe? Parece ser muito dotado.
Mas já estava na chuva para me molhar, servi um suco para ela e coloquei novamente algumas gotas do produto. Porém apenas no copo dela porquê os caras já estavam com tesão o suficiente.
Saí novamente da cozinha e voltei pra sala.
– E aí mano, Ítalo já abriu caminho lá? – Perguntou Gabriel que também já estava com a rola pro alto marcada no short. – Senta aqui e joga uma com o Arthur que eu vigio eles daí.
Contra a minha vontade me sentei ao lado do Arthur. Gabriel assumiu meu posto no sofá que dava visão pra cozinha.
Comecei a jogar até que o Gabriel começou a cutucar o Arthur.
– TA PEGANDO TA PEGANDO.
Corremos para onde ele estava para ver se era verdade, e sim.
Minha mãe estava sentada na bancada e o ítalo a agarrando pela cintura e engolindo ela em um beijo de cinema. Os caras começaram a rir, e tiraram adedanha para ver quem ia depois dele.
Isso mesmo. Adedanha para ver quem ia ser o próximo a enfiar a língua na minha mãezinha.
Arthur ganhou e voltamos ao nosso lugar.
– Vou deixar ele um pouquinho com a safada da sua mãe e depois troco de lugar com ele.
– Mano, eu não sei não. – Eu disse. – Conheço minha mãe, ela pode ter pegado ele, mas eu não acho que vá ficar com mais um ou seque passar dos beijos.
Os dois riram.
– Huguinho, espera pra ver. Leva a mal não, mas sua mãe tem uma cara de vagabunda. Vai aguentar os três rindo.
Passaram uns 5 minutos e os caras começaram a chamar o Ítalo. Que chegou na sala com a barraca estourando na calça.
Os caras não se aguentaram na risada.
– Para quê que vocês me chamaram? – Ele perguntou um pouco nervoso.
– Senta aí caralho, sua vez de jogar. Arthur vai lá beber água agora. – Disse Gabriel tentando disfarçar a verdadeira intenção do amigo.
– Vocês são foda, vai lá.
Arthur saiu da sala, Gabriel e ítalo foram jogar vídeo game e eu voltei pro meu posto.
Vi que minha mãe tava conversando com o Arthur tão animada quanto conversava com o ítalo. E gente, não passou nem 5 minutos de papo e Arthur estava prensando minha mãe contra a parede. Ele puxava ela pelos cabelos, apertava o rabo dela e ela nem ligava ou reclamava, muito pelo contrário, se jogava cada vez mais em cima do meu “amigo”.
Eles ficaram nessa por uns bons minutos até que Arthur volta com a mala apontada pro teto assim como ítalo, porém a dele parecia ainda maior, se é que isso era possível.
Gabriel já se levantou todo animado para ir até minha mãe também, mas ela logo apareceu na sala.
– Oi meninos – Ela disse quando chegou na sala. Estava toda bagunçada, cabelo pra cima, roupa toda torta. – Filho, me faz um favor, compra farinha para mim lá no zé pra eu fazer um bolo pra vocês.
Putzzzzz, eu tava muito puto. Ia ter que sair e deixar minha mãe em casa com aqueles três gaviões famintos. Olhei para os meninos e eles estavam tentando segurar a risada.
– Vai lá mano, vamos segurar a sua vez no vídeo game. – Disse ítalo, arrancando risada dos amigos dele.
Não tinha escolha, me levantei e fui correndo pro zé.
Demorei uns 20 minutos, voltei pra casa na pontinha dos pés. Passei pela cozinha e não tinha ninguém lá. Fui pra sala devagarzinho e também não tinha ninguém. Até que ouvi uns barulhos vindos da lavanderia.
Olhei pela quina da parede e lá estavam eles. Minha mãe com o short caído no chão, sendo agarrada pelo Gabriel, que a beijava, enquanto ítalo sugava um de seus peitos e Arthur dava um banho de língua na buceta dela.
– Vei tu é muito gostosa sua puta. – Disse Gabriel que logo deu um tapa na cara dela que fez um barulhão.
Os meninos vendo que ela não resmungou nem nada se empolgaram.
– Gosta de tomar tapa cadela? – Eles estapeavam o rabo dela que já estava todo marcado de dedos.
– Mãe de família vagaba essa. Tem que apanhar mesmo pra saber seu lugar.
Minha mãe estava louquinha com os três ali, total efeito do PRODUTO, ela era muito recatada e do lar. Gente sério, vocês não sabem o que é TESÃO DE VERDADE até usarem isso.
Vou deixar o LINK aqui, a venda só é feita por esse site: http://bit.ly/produto-secreto
Como tem muito acesso pode demorar um pouco a carregar o site.
Em breve continuo pq o conto já está enorme… Até!!

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *