Comendo as minhas duas primas

Me chamo Bruno tenho 19 anos, 1,78 de altura, cabelos curtos, pretos e olhos castanhos. Tenho duas primas, Kemily 14 anos, 1,54 altura, cabelos até a cintura, olhos castanhos, e Larissa, 1,58 de altura, cabelos até o meio das costas, olhos castanhos. Fui a casa de minha tia, fica a uma hora daqui, no caminho eu observava Kemily, seus peitos pequenos e pontudos, sua bunda média durinha, ela me proporcionava muito tesao, e varias punhetas na semana, minha vontade era ir da cidade onde eu moro até a casa da minha tia em outra cidade tocando uma siririca para Kemily, mas infelizmente eu não podia fazer isso, porque meu primo estava ao nosso lado. Chegando na minha tia vi minha prima Larissa, seios médios bem durinhos, e bunda média, durinha tbm, ela também me proporcionava muito tesao, cheguei lá e olhei minha prima de cima a baixo, meu pau ficou duro na hora. Cumprimentamos todos e o dia passou normalmente, ao longo do dia eu imaginava algumas aventuras para nós três, ia ao banheiro e batia uma punheta e gozava muito pensando naquilo. Chegou à noite e todos os quartos estavam ocupados, fui dormir em um quarto junto com minhas outras duas primas, por sorte dormimos juntos em 3 colchões, colocados um ao lado do outros, deitamos de forma aleatoria e por sorte minha fiquei no meio das duas, a partir daquela noite faria de tudo para realizar minhas aventuras que eu tinha imaginado ao longo do dia. Eram umas 2 horas da manhã e estavam todos dormindo, eu ainda estava acordado e pensei “é agora ou nunca”, com minha mão direita e esquerda cutuquei minhas primas, pra ver se elas nao estavam acordadas, nenhuma deu nenhum sinal, então comecei a passar a mao nos seios das duas ao mesmo tempo, comecei a acaricia-los e não foi muito difícil porque estavam sem sutiã, e estavam usando uma blusa bem larga, desci a mão e tentei acariciar a bucetinha da Kemily, ela se mexeu e acordou, olhou pra mim, e disse “o que está fazendo?”, eu respondi “fala baixo que a Larissa está dormindo, está gostando do carinho?”, ela com cara de safada levantou e acordou Larissa com um beijo, Larissa acordou assustada mas não disse nada, somente retribuiu o beijo de Kemily, ficaram as duas ao meu lado, uma de cada lado, pegaram no meu pau e começaram a bater uma punheta pra mim, eu coloquei as mãos na buceta de minhas primas e comecei a acariciá-las, elas estavam molhadinhas, enquanto Larissa batia punheta pra mim Kemily entrou debaixo do cobertor e começou a me chupar, Larissa se levantou e sentou com a bucetinha em minhas boca, e comecei a chupar-la, ela gemia baixinho para não acordar os outros, como ela já estava excitada com minhas carícias acabou gozando em minha boca, bebi todo o seu delicioso mel, mandei Kemily ficar de 4 e comecei um vai e vem em sua bucetinha lisinha, enquanto Larissa chupava seus pequenos peitos, eu estava a ponto de gozar, mas não queria aquilo tão cedo, então tirei meu pau de Kemily e mandei elas ficarem brincando e se chupando enquanto eu observava, depois de um tempo mandei Larissa ficar de 4 e comecei um vai e vem nela tambem, sua bucetinha era apertadinha e estava escorrendo seu mel por sua perna, aumentei o ritmo do vai e vem e quando estava prestes a gozar mandei as duas ficarem ajoelhadas na minha frente, gozei no rosto das duas, primeiro elas lamberam todo o gozo que estava em seus rostos, e depois limparam meu pau todo, depois disso Larissa e Kemily ainda continuaram se tocando e eu permaneci somente olhando, quando vi que meu pau estava ereto novamente fiquei batendo uma punheta enquanto minhas primas iam se tocando, todos nós gozamos e fomos dormir, no outro dia agimos como se nada tivesse acontecido, mas quando chegou à noite fizemos outras coisas também. Mas isso fica pra outro conto Se gostaram deem notas e deixem um comentário Amanhã tem outro contos, se quiserem continuarei esse, mas deixem no comentário.

Sexo Por Telefone
Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *